quinta-feira, 31 de julho de 2008

JORNAL SINDICAL


JORNAL SINDICAL :
NECESSIDADE, FORTALECIMENTO E LIBERDADE DE EXPRESSÃO


Um dos maiores defensores da liberdade de expressão dos tempos modernos foi o grande filósofo e pensador francês VOLTAIRE. Em certo episódio, mesmo discordando das teses de Rousseau, chegou a dizer-lhe: “ Não concordo com uma palavra do que você disse, mas morro lutando pelo seu direito de dizê-lo.” TODAVIA, QUAL A IMPORTÂNCIA DE JORNAL SINDICAL COMO FERRAMENTA DE LIBERDADE DE EXPRESSÃO E FORTALECIMENTO DO PRÓPRIO SINDICATO ???

Platão dizia que antes de tudo está a idéia. Kant afirmava que todo o mundo em volta que entendemos e compreendemos não passa de um fenômeno inventado por nós, completamente diferente da coisa em si. Isto é: o que definimos por mar só é mar para nós, sendo o mar outro objeto completamente diferente numa visão cósmica alheia á cultura humana. Logo como a nossa realidade é uma grande invenção, A PALAVRA TORNA-SE FUNDAMENTAL COMO FERRAMENTA DE CRIAR VERDADES, MITOS E MENTIRAS. Todos, pois, tentando controlar os instrumentos por onde vão as palavras, através das quais navegam as idéias. Sobretudo, os poderosos querem controlar os meios de comunicação, principalmente por ser meio de exercício de poder, de alcance de poder, de manutenção do poder.

Perceba: os principais jornais do Ceará e canais de TV pertencem a famílias com enorme poder econômico e político. Em sua cidade, certamente, as rádios pertencem a políticos e a informação não é dada conforme os fatos, mas conforme os interesses pessoais e de grupos. Mesmo as rádios comunitárias devem pertencer a entidades não governamentais só de fachada. São raras as exceções. Logo a Liberdade de Expressão só é possível se também tiver uma ferramenta que permita que a mesma chegue ao público desejado. No caso dos Sindicatos, um jornal escrito para categoria, impresso ou eletrônico, faz-se necessário para categoria ter acesso às informações que lhe interessem, mormente que digam respeito aos seus direitos, à cidadania.

Na Idade Média a igreja queimou Giordano Bruno, calou Galileu, prendeu Da Vinci, proibiu livros e mais livros. Voltaire teve inúmeros livros queimados em praça pública. Nos dias atuais poucos podem ter um canal de tv, uma rádio, um jornal. Os que detêm o poder não admitem, não conseguem conviver com a liberdade de expressão. UM JORNALZINHO SINDICAL, não apenas é uma ferramenta confiável de informação, como elo de ligação com a categoria.

A Constituição Brasileira garante a livre manifestação de pensamento, o acesso á informação e que se diga: ACESSO À INFORMAÇÃO DE QUALIDADE. Um jornal se faz necessário a um Sindicato, que realmente pretende ter eficácia no seu trabalho e ser levado a sério. Importante criar e-mail para cada membro da categoria, para também o jornal chegara te eles de forma eletrônica. Não é possível abrir mão da internet nos dias atuais.

No jornal, além das notícias, dos fatos sociais, dos aniversários, da agenda cultura, artigo e criação dos trabalhadores e trabalhadoras, que exercerão sua liberdade de expressão, um dos mais importantes direitos humanos, que era sonho na Idade Média. Está anunciado no artigo XIX da Declaração Universal dos Direitos Humanos, bem como o artigo 5º, inciso IV e IX, da Constituição Brasileira. Artigo contido no capítulo dos DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS.

Chegou o momento de criar o jornal se não tem. Se tem é chegada a ocasião para incrementar sua confecção e distribuição. Distribuí-lo eletronicamente, criar e-mail para os trabalhadores que não tem e assim agir para construção da verdadeira democracia, ao tempo que fortalecer a entidade, permite a criação, circulação e acesso às idéias. Então: mãos à obra !

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails