domingo, 4 de julho de 2010

A GLOBO E SEUS PÉSSIMOS AUTORES DE NOVELA - HORA DE DEMITIR TODOS ELES - QUE OBRAS-DE-LIXO ESTÃO PRODUZINDO





Palavra obra-prima serve para designar uma criação artística maravilhosa, sem par, como a Mona Lisa, Hamlet, A Odisséia, a novela Roque Santeiro.... Mas que palavra usar para designar as atuais novelas da globo, fruto de seus péssimos autores? Talvez obra-lixo, mas lixo se recicla, é aproveitável.

A atual novela das 06 (seis), apelando para o espiritismo, doutrina que se mostra decadente em tempo que a vida é alvo predileto de todo tipo de violência. Quem vai-se preocupar com um futuro além-túmulo, quando a vida real foi transformada num inferno, nas grandes cidades, criadas para o bem-estar de todos, mas um fracasso, seja pelos dirigentes que têm, seja pelo fenômeno da violência generalizada: drogas, trânsito, crimes contra a vida, desemprego, assédio moral, crimes contra o patrimônio, matando-se por um par de chinelos...

A novela das 07 (sete) deu fim até ao computador, inspirado na Odisséia 2001, de tão cretino e incompetente, perdeu espaço e foi pro espaço. Sem falar nos dois irmãos que entre si o tempo todo incestuosos, mas ao saber o que todo mundo do lado de cá da tela sabia, o sentimento entre os que se achavam irmãos é assumido, pois nunca tinha deixado de existir. QUE APELAÇÃO! QUE FALTA DE CRIATIVIDADE! FLERTAM COM O IMORAL NA BUSCA DE AUDIÊNCIA! PURO DESESPERO!

A novela das 08 (oito) pobre Fernanda Montenegro, como alguns atores consagrados, deve estar precisando de dinheiro para aceitar um papel triste. Analisemos sua desastrada família, através dos personagens, começando por ela:

Fernanda Montenegro – Bete Gouveia: A matriarca alienada, que teve um filho traindo o marido, refém psicológica do dito filho, com quem não tem qualquer afeto. Afeto que não dá, nem nunca deu aos filhos que moram consigo;

Marcello Antony – Gerson Gouveia: Pedófilo, filho de Bete Gouveia e vagabundo nas horas vagas, que casou sem saber o que é, nem o que quer e já e chifrado pela mulher, quase na lua-de-mel. Casou não sabe pra que, ela casou não sabe com quem!

Cauã Reymond – Danilo Gouveia- Drogado, neto de Bete Gouveia, estilo bad boy, que engravidou uma menina alienada, que já praticou um aborto, amante da noiva do seu Tio italiano Totó;
Tony Ramos – Antonio Mattoli (Totó) - Filho adúltero de Bete Gouveia, imbecil que mora na Itália, enganado e chifrado por Clara, vilã ainda sem identidade, sogro do
Estelionatário Berilo, marido de sua filha Agostina e marido também da sua irmã Jéssica, filha do Olavo, seu pai;

Saulo Gouveia (Werner Schunemman): Psicopata e chifrado por sua mulher, Maitê Proença, clone falsificado do clássico filme A Bela da Tarde (Belle de Jour – 1967 – de Bunuel). Frustrado, mau pai. Mais uma vez a ética: MEU MARIDO NÃO PRESTA TAMBÉM, NÃO DEVO PRESTAR!

Carolina Dieckmann – Diana Rodrigues- Mulher de Gerson, nora de Bete Gouveia, já chifrando o marido, que não sabe quem é ainda, mais uma vez dentro daquela ética: SE MEU MARIDO NÃO É HONESTO POR QUE DEVO PRESTAR!

Cleyde Yáconis – Dona Brígida: Até a velhinha, sogra de Bete Gouveia, insinuam que trai o marido, sogro de Bete Gouveia, talvez o chifrudo mais velho da TV brasileira.

Maitê Proença - Stela- Esta, nora de Bete Gouveia, mulher de um louco, mãe de um drogado, que só tem tempo para ser amante de gigolôs. Não da pra ela encerrar a carreira melhor? JUSTIFICA O QUE É NA CONDUTA DO MARIDO. NÃO TEM VONTADE É COISA SOPRADA PELOS VENTOS DAS MALDADES DO MARIDO. Que tese sociológica é essa? A Mulher é produto do marido, nem do meio, nem da vontade própria...

ISSO É SÓ A FAMÍLIA DA BETE GOUVEIA! Se é que se pode-se chamar essa arca de Noé de desequilibrados mentais, sociais e morais de família? Não dá pra escrever uma história melhor? Será que uma família só poderia reunir tantos desgraçados, o que pode haver de pior numa sociedade? Será que os autores da globo retratam as próprias famílias? Será que justifica tamanha baixaria em troca de audiência decadente? Vai cair mais ainda a audiência?

Características comuns aos personagens:

I – Todos os bons são ingênuos. MORAL: Não vale a pena ser bom!

II- Todos os vilões são muito maus e bem sucedidos. MORAL: Seja ruim e vencerá!

III- Todos os homens são traídos e as mulheres supérfluas. MORAL: Ter família não compensa!

O personagem Berilo Rondelli (Bruno Gagliasso), Casado com a filha do Totó e com a filha do Olavo, pai do Totó, tendo filho com as duas, haverá de causar uma grande confusão quanto a parentesco. Vejamos:

a) É genro e ao mesmo tempo é cunhado do Totó;

b) Os filhos das duas mulheres, por parte dele são irmãos entre si;

c) Os filhos de Agostina são sobrinhos da tia-avó Jéssica, outra mulher dele, que é e filha de Olavo e irmã de Totó;

d) Agostina é sobrinha de Jéssica a outra mulher de Berilo;

e) Os filhos de Agostina são bisnetos de Olavo e o filho de Jéssica, embora o pai seja o mesmo, neto de Olavo;

f) Agostina é prima dos filhos de Berilo com Jéssica;

g) TOMARA QUE OS FILHOS DE BERILO NÃO TENHAM UM CASO ENTRE SI.

Logo, as novelas não têm história, todas embasadas em questões que tentam ser polêmicas, no âmbito moral ou no mundo dos fantasmas. Nem mostra o mundo como é, nem como deveria ser, nem que alguém em sã consciência deseja que seja. Completa o jornalismo policial sensacionalista. Este constrói audiência e ganha dinheiro mostrando a violência física, a violência contra o corpo. Fazendo sangrar as telas. As novelas praticam a violência moral, completando o circo, que faz qualquer um ter vergonha de fazer parte da humanidade.

De quebra ainda tem a menina que fez o aborto, fato virtual que não aumentou a audiência. Tem a avó que explora a neta sexualmente. Traficantes e vilões como o tal do Fred, que sai do nada para se tornar executivo no alto comando da empresa. Personagens ingênuos fabricados para serem enganados. O que falta inventar de mau gosto? Já que sobra mau gosto e falta criatividade? Se uma novela é escrita pensando no mais tolo dos telespectadores, de uma coisa podem ter certeza: EM TOLICE OS NOVELEIROS ULTRAPASSARAM O MAIS IMBECIL DOS TELESPECTADORES.

OU A GLOBO MUDA O SEU TIME DE NOVELEIROS, CONTRATANDO QUEM É CAPAZ DE REALMENTE ESCREVER BOAS HISTÓRIAS, OU, EM POUCO TEMPO, TERÁ QUE INVENTAR UM NOVO PROGRAMA COM O FIM DAS NOVELAS BRASILEIRAS. OS ATORES CONSAGRADOS PRECISAM ESCOLHER OS SEUS PAPÉIS, PARA NÃO SEREM DESMORALIZADOS PELOS PERSONAGENS QUE INTERPRETAM.

Um desafio: Que personagem da nove das 08 você gostaria de ser? Com qual família da novela você gostaria que a sua família fosse igual? Responda através de comentário.

15 comentários:

Manoel Trajano - www.twitter.com/manoeltrajano disse...

Caro Valdecy,

Como seguidor deste Blog,como Espírita não posso deixar de contestar sua colocação,ao meu ver,infeliz quando afirma que o Espiritismo está decadente.Não é isso que vemos os Centros Espíritas cada vez mais cheios,cada vez mais pessoas em busca de conforto,auxílio e conhecimento de si mesmas.Não é isso que vemos em recordes de bilheterira quando se passa a vida de Chico Xavier,que serve de exemplo para todos nós.Concordo que a TV,nao apenas a Globo,é muito infeliz nos exemplos que passa em suas novelas.No entanto no caso específico de ESCRITO NAS ESTRELAS,embora eu nao tenha tempo de acompanha-la na íntegra,a exemplo de A VIAGEM,ALMA GÊMEA a obra é feita com seriedade visando mostrar que a vida além túmulo não é algo estático e que se encerra por ali,é uma oportunidade de revermos nossas atitudes em vida,pelo amor e pelo bem de que tudo pode conduzir a felicidade verdadeira que tanto buscamos,estando em paz consigo e com nossa consciência.Vale a pena refletir no engano que foi escrito diante do podemos amarmos uns aos outros,hoje e sempre a partir de agora.
Abraço,
Trajano

Valdecy Alves disse...

Manoel, mesmo a novela das seis, não externa a filosofia espírita, aqui e ali através da fala de algum personagem passam alguns princípios. Há apenas o vazio de buscar audiência a todo custo.Tentaram casar bioética com espiritismo e cometeram, CIÊNCIA X RELIGIÃO, um desastre, mais uma vez foram infelizes. Como construtores de valores morais, entendo que religiões são importantes, você pode até dizer que espiritismo não é uma religião. Sem falar no altruísmo que o espiritismo prega e que tanto faz falta. Porém, mesmo reconhecendo o valor das religiões, sou da opinião que no dia que o ser humano tiver educação de qualidade da creche ao ensino fundamental, do segundo grau ao nível superior, as religiões serão desnecessárias, pois a Filosofia dará a sabedoria necessária para o bom uso do conhecimento. Obrigado pelo comentário. Um forte abraço.

Júlio César disse...

Sempre temos que respeitar, até certo ponto, a religião de alguém. Entretanto o espiritismo é sim difundido de forma errada pela novela da globotele...espiritismo é nada mais do que uma doutrina de homens e também nada tem com a vida espiritual ou com o espirito do criador. A vida terrena é só uma, assim como a espiritual...primeiro a terrena depois a espiritual...uma milita contra a outra. Também penso que alguns atores são pobres, pois só buscam a fama e dinheiro...a educação fica em segundo plano. É uma pena que utilizamos horários nobres para ludibriar uma geração toda.

PROFESSOR DÊNIS disse...

CONCORDO COM VOCÊ EM GÊNERO, NÚMERO E GRAU.

Fram Paulo disse...

Em minha opinião a novela é apenas mais um produto, embora todas as obras de arte também sejam produtos, pois são economicamente mensuradas, pelas regras do mercado, servindo até para a especulação financeira. Quanto vale uma obra de Salvador Dali, Leonardo da Vince ou Portinari? Exemplos: uma obra de Van Gogh chega aos US $82.500.000, Picasso US $104.100.000, Renoir US $78.000.000. O mercado mensura o que é imensurável. Para se pintar um quadro não há a necessidade de recursos tecnológicos modernos, caríssimos, apenas a tela, a tinta, o pincel e a criatividade do seu artista. A obra cinematográfica necessita de equipamentos, locações, pessoal, figurinos, nesse caso pode-se mensurar o valor para se produzir a obra, no entanto a obra poderá ter valor artístico nenhum.
A questão é que vivemos em uma ditadura do “não pensar”, onde não temos opção de ver obras de arte, todas as novelas da globo seguem o mesmo padrão,assim como de outros canais. Não se tem opção. O exemplo da música feita no Ceará dita “forró”, todas as rádios e televisões, carros de som executam a mesma música, vira unanimidade nem que não queira. Aí entra também a questão dos consumidores desses produtos, em sua grande maioria recebem educação de péssima qualidade ou se quer têm educação, bem como a questão ética e moral.
Uma sociedade que em termos éticos, morais e culturais encontra-se desconstruída e fragilizada, logo seus produtos culturais, resultantes do pensar, da técnica, do conhecimento, dos modos de viver, refletem essa desconstrução e fragilidade. Fato que vemos na novela.

Robério Fernandes disse...

SOBRE AS NOVELAS DA GLOBO: embora a análise de qualquer um de nós seja sempre composta de valores subjetivos, é visível as apelações - não somente na Globo, a Record segue o mesmo caminho. Concordo que falta criatividade. A Globo já produziu novelas cativantes e até mesmo instrutivas. O que o autor da matéria do blogue está propondo é que o contexto atual está em falta com a criatividade, e quanto a isto concordo fielmente.

SOBRE O ESPIRITISMO: o motivo principal da Globo centralizar o espiritismo nada mais é do que (1)uma forma de barrar o avanço evangélico, bem como (2) pelo fato da elite global ser espírita. Temos então o útil ao agradável (para eles). Sobre o primeiro ponto, nenhum outro meio de comunicação no Brasil foi tão persistente em resgatar o público católico aos templos. Em parte deu certo, pois estatisticamente está evidenciado que houve um retorno aos templos católicos, embora - creio - com a mesma frieza. Está travado um duelo entre Record e Globo. Esta, defende - também defendo o mesmo - que o crescimento da Igreja Universal é um perigo para o sucesso da Globo. Assim, apresentar ao grande público outras religiões é uma maneira de ou prender o público onde estão ou levá-lo a refletirem sobre o modelo apresentado nas novelas.

E MAIS: para se pregar bondade, integridade, autoconsciência, amor ao próximo, tudo isto é possível sem fazer apologia do espiritismo.

ESPIRITISMO É RELIGIÃO? Por mais que os espíritas digam que não é, fica difícil separá-la da essência da religião, uma vez que esta cuida, dentre outros temas, da ligação entre TERRA-CÉU.

Defendo que as mesas de debates não devem excluir a religião de suas discussões - até porque ela sempre esteve presente no cotidiano da vida do ser humano, em todo o seu trajeto -, mas, por outro lado, não podem fazer apologia barata, com interesses escusos, neoliberais.

Assim, reprovo as apologias que a Globo têm feito ao espiritismo e ao catolicismo, bem como a maneira como ela tem tratado o protestantismo, mesmo eu sendo um ex-evangélico, atualmente defensor de que em todas as religiões há fanatismos toscos.

Robério Fernandes disse...

SOBRE AS NOVELAS DA GLOBO: embora a análise de qualquer um de nós seja sempre composta de valores subjetivos, é visível as apelações - não somente na Globo, a Record segue o mesmo caminho. Concordo que falta criatividade. A Globo já produziu novelas cativantes e até mesmo instrutivas. O que o autor da matéria do blogue está propondo é que o contexto atual está em falta com a criatividade, e quanto a isto concordo fielmente.

SOBRE O ESPIRITISMO: o motivo principal da Globo centralizar o espiritismo nada mais é do que (1)uma forma de barrar o avanço evangélico, bem como (2) pelo fato da elite global ser espírita. Temos então o útil ao agradável (para eles). Sobre o primeiro ponto, nenhum outro meio de comunicação no Brasil foi tão persistente em resgatar o público católico aos templos. Em parte deu certo, pois estatisticamente está evidenciado que houve um retorno aos templos católicos, embora - creio - com a mesma frieza. Está travado um duelo entre Record e Globo. Esta, defende - também defendo o mesmo - que o crescimento da Igreja Universal é um perigo para o sucesso da Globo. Assim, apresentar ao grande público outras religiões é uma maneira de ou prender o público onde estão ou levá-lo a refletirem sobre o modelo apresentado nas novelas.

E MAIS: para se pregar bondade, integridade, autoconsciência, amor ao próximo, tudo isto é possível sem fazer apologia do espiritismo.

ESPIRITISMO É RELIGIÃO? Por mais que os espíritas digam que não é, fica difícil separá-la da essência da religião, uma vez que esta cuida, dentre outros temas, da ligação entre TERRA-CÉU.

Defendo que as mesas de debates não devem excluir a religião de suas discussões - até porque ela sempre esteve presente no cotidiano da vida do ser humano, em todo o seu trajeto -, mas, por outro lado, não podem fazer apologia barata, com interesses escusos, neoliberais.

Assim, reprovo as apologias que a Globo têm feito ao espiritismo e ao catolicismo, bem como a maneira como ela tem tratado o protestantismo, mesmo eu sendo um ex-evangélico, atualmente defensor de que em todas as religiões há fanatismos toscos.

IVANCEZAR disse...

Caro colega :

Há muito - mas muito tempo mesmo - que eu me recuso a assistir novelas e mesmo a TV em sí, pouco assisto . E muito passa pela opção feita por quem detém os meios, que decretam a vulgaridade e a futilidade como pautas centrais da programação.
Seu post é tão complexo, que não daria para um só comentário ...
Mas lhe digo que o que acontece com a TV Brasileira não deixa de ser uma simples extensão do modelo imposto pelo império - Hollywood e os grandes estúdios Yankees - que fizeram uma opção muito clara pelo estilo: SEXO - VIOLÊNCIA - CONSUMO

Essa "trilogia" forja um "modelo" social que assusta outras culturas, sobretudo as asiáticas e orientais ( mundo islâmico ) , onde mercê do desenvolvimento tecnológico e cientifico, se preservam valores de família - mais do que isso - se defendem esses valores com muito vigor.

Não é em vão que o Papa Bento XVI vem alertando para os abusos da mídia .... o Vaticano começa a entender que o crescimento brutal do islamismo e do budismo frente ao cristianismo, PASSA TAMBÉM PELA REPROVAÇÃO AOS VALORES DEGRADADOS PELO MODELO OCIDENTAL .

A propósito, o controle da mídia no Brasil está a desafiar muitas ilações. Não sei se voce viu o caso do estupro de uma adolescente em Florianópolis/SC, que foi patrocinado por dois adolescentes da ELITE - um deles filho dos donos da maior rede de TV do sul e outro filho de um delegado de polícia ... o curioso é que os meios silenciaram e "abafaram" o caso, que só veio à tona devido a uma avalanche de e-mails via internet,ÚNICO CANAL AINDA RAZOAVELMENTE LIVRE.

Enfim, já me alonguei demais, mas porque gostei do POST

Queni disse...

Nice post!!

Anônimo disse...

A rede globo e os autores de novelas querem a todo custo enfiar na cabeça das pessoas que depois que morremos seremos atormentados com os problemas, angustias e sofrimento de pessoas que amamos e que continuam suas vidas aqui na terra. Os mesmos autores também estão querendo insentivar a traição entre maridos e mulheres, mostrando que ser ruim, desonesto vale a pena acabando assim com a moral e os bons costumes. Já basta o que vimos em telejornais, jornais e rádios todos os tipos de violência, corupção, degradação da sociedade, desilgaldade social e etc, não precisamos mais ter esse tipo de agreção a moral nos momentos em que para muitos é o único lazer assistir novela.

Ricardo Pinto disse...

Fernanda Montenegro, uma grande senhora da TV e do teatro.

Ricardo Pinto disse...

Em Portugal seguimos muito as novelas brasileiras através da TV Record e da SIC. Adorei a homenagem feita pelo GUGU a Solange Couto. Um mulherão, de facto...

Zergui disse...

Quando nossa filha estava com 10 anos de idade (há uns 15 anos atrás) eu assumi uma postura um tanto ditatorial, reconheço se a nominarem assim: proibi que se assistissem novelas da Globo aqui em casa.
Nunca ocorreu algo que me indicasse ter escolhido uma opção equivocada; meus filhos não se envolvem com drogas, respeitam os valores da família e exercem a cidadania dentro dos preceitos legais.
Houve o impacto com o meio escolar, pois não tinham o que comentar quando o assunto eram as baixarias das novelas da Globo.
Atrevo-me a opinar em duas linhas:
- a mentalidade de seus dirigentes está apodrecida, deturpada, totalmente comprometida com uma educação saudável; vemos o exemplo ocorrido há poucos dias, já citado aqui, com o filho de diretor de uma das afilhadas do grupo, que teria promovido estupro em menina de 13 anos, com resquícios de barbárie.
- tudo faz parte de um ardiloso plano de derrocada de nossa democracia, atendendo a alguns dos princípios do Decálogo de Lênin. Ver conteúdo em: http://zerguipfleger.blogspot.com/2010/04/o-decalogo-de-lenin-e-realidade.html

Liderava soberana, essa Rede, por várias décadas. O poder está soçobrando, está á deriva, já não sabem o que fazer; ou o fazem muito bem, com perfeição na aplicação do engodo.

Por fim, denegrir religiões ou crenças é anti-constitucional, assim como várias atitudes que nos são apresentadas por representantes dos três poderes.

Tudo se encaminha para o caos, por desleixo ou premeditação.

Eu penso que a segunda opção é a verdadeira.

Anônimo disse...

Pura inveja de todos. Nunca chegarão onde esses autores estão. Por que criticar a novela se o mundo está pior? A novela é uma história, onde na maioria das vezes imagina-se um mundo melhor, essas novelas que assistimos cumprem seus papéis. Não sei como eles conseguem imaginar essas coisas, eu faria faria pior - pais matando filhos, muita violência sexual e fisíca - esses são dois aperitivos. Quem dera se os nossos problemas igulassem aos das novelas e se resolvessem em um último capítulo...

Quanto ao homem que privou os filhos de assistirem novelas na globo, proiba os telejornais também, as coisas lá são piores. Não que isso vá mudá-los, o que eles tiverem de aprontar nessa vida eles o farão, nem que seja depois que você estiver na cova. Nascemos para sermos alguém e ninguém e nada vai nos impedir de sermos.
Acho que isso não vai ser aprovado pelo autor do blog.

Anônimo disse...

A novelas roque santeiro foi uma das mais comunistas de todas...
Ali começou o direcionamento das novelas para a mentalidade marxista. Roque Santeiro apresentou uma caricatura da Igreja, apresentada como uma farsa, mostrando que estaria interessada somente no dinheiro e na opressão dos pobres.
Novelas tem uma influencia gigante no povo e essa influencia é na maioria das vezes negativa, com muitos valores distorcidos sendo passados a milhares de pessoas. Exploram o pior do ser humano, deixando o ser humano pior, o brasil pior, o mundo pior.

Related Posts with Thumbnails