domingo, 29 de agosto de 2010

PATRIMÔNIO HISTÓRICO - PRESERVAÇÃO - DA AUDIÊNCIA PÚBLICA NOS CASARÕES - DOS VENCEDORES DO CONCURSO DE REDAÇÃO - DO FÓRUM POPULAR DO PATRIMÔNIO CULTURAL E AMBIENTAL DE SENADOR POMPEU

Um mês de atividades foi encerrado de forma fantástica no último dia 28/08/21010, em Senador Pompeu, Sertão Central do Ceará. Evento de iniciativa e coordenado pelo FÓRUM POPULAR DO PATRIMÔNIO CULTURAL E AMBIENTAL DE SENADOR POMPEU.

Na manhã de sábado, 28/08/2010, fotos abaixo (de Mara Paula) ocorreu a audiência pública no Casarão principal do Campo de Concentração da Barragem do Patu, muito representativa com presença maciça da sociedade civil: cidadãos, cidadãs, ONG´s (Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Senador Pompeu, Centro de Defesa dos Direitos Humanos Antonio Conselheiro, Instituto Humaitá de Cidadania, Associação Comunitária do Sítio Barragem, Federação das Associações Comunitárias de Senador Pompeu - FAMSEP, Paróquia Nossa Senhora das Dores, Instituto Casarão, Fundação Santa Teresinha, Associação do KM 20, Associação do Distrito de São Joaquim de Cima, Associação do Codiá, entre outras) além de artistas e militantes culturais do Município. NENHUM VEREADOR COMPARECEU, NENHUM REPRESENTANTE DO PODER EXECUTIVO, apesar de convidados.


PESSOAS QUE COMPARECERAM À AUDIÊNCIA PÚBLICA NO CASARÃO PRINCIPAL 

A simbologia da audiência pública ter sido realizada, na parte da manhã, no casarão principal, foi muito forte para todos, afinal ali, foi palco de dramas humanos terríveis na histórica das secas do Brasil. Na verdade estavam presentes as pessoas e entidades civis, maiores responsáveis pela preservação do que está em ruínas, pois do pouco que foi feito para preservar o sítio histórico deve-se a toda sociedade, bem como pelo resgate histórico e campanhas educativas. Sem falar no patrimônio histórico imaterial, todo calcado na fé e simbolizado pela Caminhada da Seca, evento anual que acontece todo segundo domingo do mês de novembro, que já está sendo organizado para 2010 e deverá ser o maior de todos.  O Poder Executivo local, através dos prefeitos dos últimos 20 anos, pouco tem feito, em débito há anos em se tratando de preservar o importante sítio histórico. Todos se nivelando pela omissão, pelo descaso, pela ignorância da importância histórica do local. A administração atual até que dialoga de vez em quando, através da Secretaria de Cultura Municipal, que se faz presente no Fórum Popular, porém com muita promessa e pouca ação. O mesmo se pode dizer do Governo Estadual e do Governo Federal. Não têm dado a devida importância ao local, com grande potencial para o turismo histórico e o turismo religioso. O Poder Legislativo local, também com enorme débito. Correm o risco de serem mais lembrados pelo que deixaram de fazer, nos últimos 20 anos, do que pelo que venham fazer, se é que vão fazer alguma coisa. Pois sequer fiscalizam os comandos da Lei Orgânica Municipal, dentre eles o dever de tombar o patrimônio histórico. Para se ter uma idéia, nos anos 90, um projeto-de-lei popular para tombamento do patrimônio foi casuística e dolosamente sabotado. NECESSÁRIO UMA MUDANÇA DE POSTURA TANTO DO PODER EXECUTIVO, QUANTO DO PODER LEGISLATIVO DO MUNICÍPIO DE SENADOR POMPEU, CEARÁ. Antes que o patrimônio material desabe.

Os encaminhamentos votados na audiência pública de 28/08/2010, seguindo a mesma linha que garantiu total sucesso para erguer o novo cruzeiro do cemitério da barragem em 2009, ENVOLVER TODA A COMUNIDADE,  foram:

1)  Mais uma vez a sociedade não esperará pelo Poder Público, agirá;
2) Agindo e insistindo pela maior participação do Poder Público Municipal, Estadual e Federal;
3) Começará a luta pela restauração do Casarão Principal envolvendo toda a sociedade;
4) Será editada uma cartilha educativa sobre a história e importância dos casarões da barragem;
5) Será feita uma emenda orçamentária popular ao orçamento de 2010 de Senador Pompeu e
6) Restaurado o prédio será ocupado para assim ser mantido.

A luta sempre aguardando pela vinda e apoio do Poder Público. Mas continuará mesmo que o Poder Público se omita. Outros encaminhamentos aprovados serão executados tão logo o FÓRUM prepare um cronograma de execução. Sendo que as prioridades serão as propostas acima.


CIA PIRILUME DE TEATRO - PEÇA PATRIMÔNIO MEU - MEU EU - NOITE DE ENCERRAMENTO
FÓRUM POPULAR DO PATRIMÔNIO CULTURAL E AMBIENTAL DE SENADOR POMPEU é uma entidade composta por militantes culturais, associações não governamentais, entidades de classes, Igreja, Secretaria de Cultura do Município, que luta pela preservação do patrimônio histórico material e imaterial, também em defesa da ecologia. No FÓRUM há representação de todas as forças políticas locais, de todo tipo de associação, da mais variadas correntes de pensamento, pairando muito além de interesses individuais, sejam de pessoas físicas, sejam de pessoas jurídicas, pois todas sabem que a preservação do patrimônio histórico está acima de tudo e de todos e que precisa da presença de cada um, que se unem e se irmanam sob a mesma bandeira da preservação. Luta que só está tendo sucesso e terá por essa visão holística e sistêmica bem além das picuinhas e da mediocridade da politicagem tão comum nos municípios  cearenses. No Fórum a sua autonomia econômica, ideológica, religiosa, política e a idéia da soma geral  prevalecem e devem sempre prevalecer, sob pena do mais fragoroso fracasso. 

Não devendo o Poder Público melindrar-se com cobranças ou com críticas, mas avaliar sua postura, mudá-la e somar-se ao fórum, para que juntos, PODER PÚBLICO E SOCIEDADE, unindo a democracia representativa à democracia participativa para  alcançar os objetivos sonhados. Nenhum dos poderes locais, nenhuma de suas autoridades, podendo colocar-se acima do bem e do mal, achando ser incriticável. Até porque são governantes, não deuses. Observação que vale para os últimos 20 anos da postura estatal no município. Críticas a políticas falhas, não a pessoas, críticas não para destruir, mas para unir e construir, críticas necessárias, sensatas, responsáveis, acima das rachaduras do partidarismocoronelismo. ISSO VALE TAMBÉM PARA TODO O BRASIL!
 PLATEIA DO EVENTO DE ENCERRAMENTO DE UM MÊS DE ATIVIDADES - MULTIMÍDIA

Em breve haverá eleições municipais, com certeza o FÓRUM POPULAR realizará debates com os candidatos a prefeito e a vereadores, não apenas para ouvir suas propostas para preservação do patrimônio histórico e do patrimônio ambiental, que deve ser bandeira de todos, pois jamais tais patrimônios serão de propriedade de um ou de alguns. TRATA-SE DE MATÉRIA DE PROFUNDO INTERESSE COLETIVO, de tudo e de todos, sem exceção. Trata-se de uma questão de direito humano fundamental.

POETA ARISTÓTELES OLIVEIRA LANÇANDO SEU 10º LIVRO DE POESIA

Já na noite do mesmo sábado, dia 28/08/2010, foi uma grande festa cultural: Atores encenaram peças, compositores executaram suas obras, cineastas exibiram seus documentários, fotógrafos expuserem suas fotos, artistas plásticos expuseram suas gravuras e pinturas, tendo seu ápice com o lançamento do Livro de poesias: POMOS DE EVA, do escritor Aristóteles Oliveira, que chega a 10 livros lançados. Foto acima.
FOTO 02 - DOS PRESENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA - DEMOCRACIA PARTICIPATIVA
Houve divulgação do nome dos vencedores do Concurso de Redação com o tema: A IMPORTÂNCIA DA PRESERVAÇÃO DOS CASARÕES DA BARRAGEM, PRÉDIOS ANTIGOS E DOCUMENTOS HISTÓRICOS DE SENADOR POMPEU. Eis os vencedores:


5º Lugar, ganhou R$ 100,00, espécie: Pedro Thales Gonçalves de Brito
4º Lugar, ganhou R$ 150,00, espécie: Lourayne de Almeida Oliveira
3º Lugar, ganhou R$ 200,00, espécie: João Paulo Gonçalves de Brito
2º Lugar, ganhou R$ 250,00, espécie: Gerson Alan 
1º Lugar, ganhou R$ 300,00, espécie: Maria Rouziane Linhares Costa

OS PRESENTES NA AUDIÊNCIA PÚBLICA ABRAÇAM SIMBOLICAMENTE O CASARÃO


Importante destacar que o financiamento de todo o projeto foi com verbas da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, mas sua eficácia se deveu a muito amor e compromisso dos seus executores.   Eis o texto da redação vencedora, de Maria Rouziane Linhares Costa, que merece parabéns:


  Senador Pompeu há muitos anos conhece a luta de seu povo para que seu legado não se apague junto com o tempo. Essa mesma cidade, apesar de pequena aos olhos de muitas pessoas, foi palco de grandes acontecimentos que deixaram vários patrimônios como herança, retratando visivelmente a luta de toda uma geração que deve ser lembrada.
  
Andando um pouso pode-se encontrar os grandes prédios, casarões ingleses, estação de trem, um cemitério que hoje é local de peregrinação e devoção, além de documentos até desconhecidos por muitos. Anualmente, no segundo domingo de novembro acontece a caminhada da seca, homenageando os sertanejos mortos no campo de concentração que funcionou neste mesmo local. Tudo isso é de vital importância não só para seus moradores que viram tudo acontecer, como também para o país, já que são desses pequenos fragmentos espalhados que se forma a verdadeira história brasileira.


 Infelizmente essas memórias ficarão apagadas materialmente se nenhuma providência for tomada, as propriedades estão sendo destruídas aos poucos por ação de vândalos e também pela falta de manutenção, há movimentos em prol dessa conservação, mas o governo do Estado não dá a devida importância ao que está acontecendo, e as autoridades municipais se tornam omissas enquanto tudo é destruído.


  Restaurar esses patrimônios é manter vivo um ícone da cultura, do turismo e da fé desse município, é uma forma de eternizar a reflexão sobre a tragédia que deu fim a tantas vidas para que nunca mais tanto sofrimento venha a atingir o sertão. Desconhecer o próprio passado é fechar as portas para a construção de um novo futuro.

5 comentários:

Júlio César disse...

Desculpe o desabafo...mas não comparecer nenhuma autoridade (vereador, prefeito, diretor cultural, etc) isto é o fim da picada. O povo que está de parabéns e mostrem a indignação nas eleições que se aproximam. AT+ Valdecy

Josselene Marques disse...

Valdecy:

Seu trabalho é sensacional.
Tenha um ótimo final de semana.

Josselene Marques

Anônimo disse...

Valdecy Alves, as tradições incomodam a todos que não as tem e que não se sentem em condições de adquiri-las. É aquilo que chamamos de: "nivelar por baixo". Temos obrigação de respeitar o que nossos antecessores fizeram ou deixaram para nós. Fico triste em ver as casas antigas da barragem, sendo desrespeitadas pichadas, não percebem o quanto é gostoso circular à pé pelos os casarões e vê-la com outros olhos.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
VALDECY ALVES

ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

José
Ramón...

Anônimo disse...

OI!!!

Valdecy meu nome e Lano e só neto de uma das pessoas que vc pegou o depoimento pra fazer o filme seca a seca e algumas fotos e ela faliceu a 2 anos e quero fazer uma homenagem a ela só entre familia e queria se possivel uma copia do filme que passa ela e meu avó são eles maria de jesus e guilherma sabino e acho que vc deve ate me conhecer.. pois aqui vai o numero do meu celular 88*99582179 entre em contrato comigo por favor.

Muito Obrigado!!! Lano

Related Posts with Thumbnails