sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Senador Pompeu – Ceará - 115 Anos de Emancipação - Para Você Minha Terra Natal – Poesia – Amor - Reflexão e Cinema

Senador Pompeu fotografada do alto da Serra do Patu - Fevereiro de 2011  - Quem morar na cidade gostará
Quem se encontra distante sentirá saudades
Começo o presente artigo, HOMENAGEANDO SENADOR POMPEU –CE – BRASIL - com uma poesia, que escrevi para Senador Pompeu em junho de 1995, com a visão de um filho fora da terra, que transformou a saudade e a memória em arte. Então peguei a frase: SENADOR POMPEU MEU AMOR e converti no título do poema: SENAMORPOEMEU uma palavra nova como tantas outras no texto poético:

Senamorpoemeu

A água corrente
Cavando grotões
Acariciando rochas cinzavermelhadas
Refletindo luarestrelados
Em cenáriosonho
Onde brisas excitam barragem
Dourada pelo crepúsculouco
De peixesaltitantes
Onde a serrapatuplatéia
Aplaude com as folhesverdeadas
Que são sua cabeleira.
Toda emoção raia, rompe, avulta...

Andorinhas poetivoantes
Sons de alunos no recreioescola
O apitotrem distante
Solitário canto duma rolinha
Chamadas de missábado
Fiosuivantes do Aracati
Ruídos de papéis pelo chão
Badala tempo do relógio-matriz
Marcando passos para morte
Do ricopobrebestaricopobre
De minha esplendorosa, boreal, linda, alada
Terraberçochãonataltorrão.

A estação, os trilhos, a caixa d’agua, o mercado,
O mendigo, o casebre, a imponente igreja,
As parabólicas poluindo o azul celestial,
Ponteferro sobre o Patubuiú, o silêncio da necrópole,
A calma da noite, fundo de ais-cama, de uis-matagal
Paranormais, animais, ternos, roucos, invisíveis...
A história aos ventos do silencemiteribarragem
Carnificina, irresponsável... hajamémmmmmmmm!
Bobo exclamar, surrealista acomodar
Em meu torrão de paradoxais contradições
A praça dos passos, dos beijos,
Das plantestemunhas, das floressilentes,
Dos murmúrios, do roçar de coxas,
Dos olhares sensuais, dos sins e nãos,
Das saias oscilantinsinuantes...
Aparente cenário do pecado
Sabe Deus – ser –
Cenário do cresceiemultiplicai-vos!

Terraminha, doce, espinhosa, daninha,
Do cruzeiro, no real alto-do-cruzeiro,
Pobre cruzeiro no falso rico real.
Chãopai de águas lépidas e lajeiros,
Filhoseus rosas e cascavéis,
De poético céu estrelado,
Da mais bela imensidão enluarada,
Da morte, da mentira, demagogia, empulhação,
Da classe médiapobrericapobregentegeral,
Onde a esperança é sonho dormente,
A ignorância e acomodação maior mal!

Não veem que o sonho e a vida pairam no céu noturno
Que se vão com as águas menstruosas das sangrias
Renascendo a cada luar sem par algum
Ressuscitando em cada flor que abre
Em cada canto de rouxinol.

Não percebem que o inferno do viver
É apenas resultado do paraíso rejeitado
A cada página do calendário
A cada estrela-cadente ignorada
Não conseguem entender o que dizem as águas
Não conseguem aprender o que ensina a história
Não conseguem decodificar o que falam os pássaros
Não percebem a mensagem no branco ovo no ninho
Ignoram a luz do vagalume, o espetar do mandacaru,
Enfim não enxergam além do que querem enxergar
Não veem além do nariz, não veem o próprio olhar
Eis então que o caminho, a verdade e a felicidade
Estão escritos em cada grão da terra, em cada folha de árvore,
Em cada choro de bebê, em cada olhar feminino,
No leito do Banabuiú, nas encostas da Serra, nas águas do Patu.

                                                            (Para minha terra natal) SP-SP - 20-06-95 – 20h



Barragem do Patu Fotografada do Satélite - GOOGLE MAPS - Formato de um Dragão
Precisa ser usada para alguma coisa - Não se justifica tanta água só para evaporar
Município de  Senador Pompeu

 Em 03 de setembro de 2011, o Município de Senador Pompeu, minha terra natal completa 115 anos de fundação. O Município foi criado através da Lei nº 332, de 03/09/1896; Seu antigo nome era Humaitá; Por estrada, distante de Fortaleza 275 km;  O filho da terra chama-se senadorense ou pompeuense;  Clima quente semi-árido; tem como vegetação predominante a Caatinga; A média anual das chuvas chega a 731 mm; A sede fica a 177 metros do nível do mar; Tem cinco distritos: Engenheiro José Lopes, criado em 1951, São Joaquim do Salgado, criado em 1951, Codiá, criado em 1987, Senador Pompeu, a sede,  e Bonfim, criado em 1987; O Campo de aviação tem 1.000 metros do comprimento, de piçarra; Tem como padroeira Nossa Senhora das Dores; Sendo que a paróquia foi criada em 1919; Banhada pelo Rio Banabuiú. Faz fronteiras com os seguintes municípios: Deputado Irapuan Pinheiro, Milhã, Mombaça, Pedra Branca, Piquet Carneiro e Quixeramobim. 

Senador Pompeu Fotografada do Satélite - GOOGLE MAPS - Flagrante o Desmatamento
Urge-se a criação de política ambiental 



Dados Gerais Sobre o Município de Senador

Homens:............................................13.019  homens
  
Mulheres:..........................................13.450  mulheres
Domicílios recenseados:................... 9.986,domicílios
Área  territorial:...............................      956.122,Km²
Eleitorado em 2010:..........................20.039 Eleitores (9.547 homens e 10.475 mulheres)
Matrícula -Ensino fundam-2009.....   4.851Matrículas
Matrícula - Ensino médio – 2009.....     949 Matrículas
Docentes - Ensino fundam –2009:...     196 Docentes
Docentes - Ensino médio – 2009:.....       45 Docentes
Produto Interno Bruto:.................... R$  85.919.000,00 – É o 66º PIB do Estado do Ceará
Bolsa Família em 2009: ................... R$     4.899.624,00
Benefícios Previdenciários em 2009 R$   40.635.716,00
Orçamento Anual -2009:.................  R$   30.116.109,25
Em 2010 – IDH:  é o 116º no Índice de Desenvolvimento humano no Ceará e
                             o 4.349º no Brasil.
Fontes: IBGE
Anuário do Ceará 2010/2011 – Jornal O Povo


 





Pintura surrealista do Erasmo - do acervo do Dr. VAldecy Alves
Senador é: Pintura - Escultura - Fotografia - Cinema - Teatro - Literatura - Dança...


Dados Comparativos

Em 1960 Senador Pompeu tinha população de  21.954 habitantes, 10 anos depois, em 1970,  passou a  ter  24.707 habitantes, em 1980 chegou a ter 26.903 habitantes, em 1991 a população caiu para 26.600 habitantes e em 2008 a população mais uma vez caiu para 25.950 habitantes, com último censo do IBGE em 2010 subir para 26.269 habitantes, quase nivelando-se com a população de 1991. O QUE DEMONSTRA QUE O MUNICÍPIO EXPORTA MÃO-DE-OBRA, PARA OUTRAS CIDADES E ESTADOS. A única forma de fixar a população é gerando emprego, renda, cursos técnicos, faculdades, no município ou na região.


Salão Brasília - Patrimônio Histórico destruído juntamente com as árvores


Alguns Fatos Históricos Relevantes

  Criação  do Município em 1896; Criação da Comarca em 1899; Em 02 de julho de 1900 a ferrovia chegou ao Município; Criação da paróquia em 1919, começo da construção do Açude do Patu e Vila dos Ingleses;  Nos anos 20 a  guerra entre os coronéis da família Magalhães; 1932 a grande seca; Nos anos 60, o trabalho pastoral do padre João Salmito, antes da ditadura;  1974 ano de grandes cheias do Rio Banabuiú; A chegada do Padre Albino em 1980, aplicando a Teologia da Libertação na pastoral; Em 03 de dezembro de 1981 criada a primeira rádio do Município, Rádio Sertão Central AM; 1987 conclusão do Açude do Patu; anos 90 a luta popular pelo tombamento do patrimônio histórico da Barragem do Patu, inclusive com o protocolo do primeiro projeto popular junto à Câmara Municipal, realização de filmes e movimentos populares.  A partir do ano de 2000 mergulha em sua pior fase política, onde nunca a corrupção foi tão forte e vergonhosa. Continua economicamente decadente, socialmente estável, culturalmente esplendorosa, politicamente vergonhosa. Mas tudo pode melhorar se o povo deixar de vender voto e político parar de comprar. Tem tudo para dar certo, mas nunca deu tão errado! SÓ COM A COLABORAÇÃO, BOA-FÉ E TRABALHO DE TODOS PODERÁ IR MUITO ALÉM DO QUE JÁ FOI, CAPACIDADE NO SEU POVO, INICIATIVA E TALENTO NÃO FALTAM. 


Igreja Matriz - Um dos Símbolos da Cidade


Cultura e Turismo

  O município é rico em manifestações culturais, áudio-visual, teatro, dança, artes plásticas, literatura folclore, artesanato, culinária... Com forte apelo turístico histórico e religioso: Sítio Histórico da Barragem do Patu, Estação Ferroviária, Ponte Ferroviária importada da Inglaterra,  Festa de Nossa Senhora das Dores, Festival de Quadrilhas, Festival de Teatro, Caminhada da Seca, Mirante  que é o alto da Serra do Patu, grupos de danças populares, etc.  AINDA INEXPLORADO O POTENCIAL  CULTURAL E  TURÍSTICO COMO FONTE FIXA GERADORA DE EMPREGO E RENDA. MAIS BIBLIOTECAS, POLÍTICA DE LEITURA E FREQÜÊNCIA A TAIS LOCAIS. IMPOSSÍVEL ESQUECER QUE O PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA BARRAGEM AINDA ESTÁ POR SER TOMBADO E OCUPADO -  E O MUSEU HISTÓRICO DO MUNICÍPIO POR SER CRIADO.  As medidas que devem ser tomadas não são para ontem, mas para anteontem.


Cia de Teatro Pirilume - Utilizando a arte para educar  quanto a preservar o Patrimônio Histórico

Flor de Maracujá do Alto da Serra do Patu

Serra do Patu - DEVE SER PRESERVADA! CRIAÇÃO DO PARQUE ECOLÓGICO DO PATU PRA ONTEM!


Painel Sítio Histórico da Barragem do Patu - de Padre João Paulo
Tudo abandonado - tudo caindo - Abandono cruel e irresponsável
Entra prefeito - sai prefeito - a ignorância e o desrespeito ao patrimônio histórico é o mesmo!



Abaixo, confira o documentário Senamorpoemeu, lançado em 1995. O primeiro feito sobre o Município. Imagens captadas em Super-VHS e editada em dois videocassetes. Veja a parte 1, se gostar veja as demais partes. Mas vale a pena ver:



Outro documentário, só com o depoimento de idosos, sobretudo do ilustre Jaime Paulino, chamado Guardiães do Tempo e da história – Veja parte 1, se gostar veja as demais:



Por fim, outro documentário sobre a última Caminhada da Seca, a 28ª. Evento que se realiza sempre no segundo domingo de novembro de todo ano. VENHA E CONVIDE OUTROS PARA 29ª CAMINHADA DA SECA, QUE OCORRERA NO 2º DOMINGO DE NOVEMBRO DE 2011:



Fontes de Pesquisa

Site: senadorpompeuce.vilabol.uol.com.br, Enciclopédia Municipal de de Senador Pompeu, Anuários do Ceará, IPECE, IBGE, Jornal O Povo, Jornal Diário do Nordeste, Paróquia Nossa Senhora das Dores, Padre João Paulo.


Visitem  e divulguem o site, o blog e o e-mail adiante:

Dr.  Valdecy  Alves




2 comentários:

Josselene Marques disse...

Que bela homenagem à sua terra natal. Fiquei encantada com o poema repleto de neologismos.
Se você se orgulha de sua Senador Pompeu, muito mais ela deve orgulhar-se deste filho.
Uma semana abençoada, meu amigo.
Perdoe-me pela ausência. Trabalho e estudo têm me absorvido - só para variar. rsrs
Fraternal abraço!

Vantuilo Gonçalves disse...

Bravo!!!

Linda sua homenagem a nossa terrinha natal.
Só você mesmo poeta, pra arrancar lágrimas
dos meus olhos...
fico feliz quando leio algo sobre minha senador
Pompeu e você como ninguém sabe fazer tão bem isso,
portanto, parabéns a minha terra natal por mais
essa velinha, como também parabéns a você que sabe
de forma ímpar representar nosso município,
em âmbitos diversos.

Related Posts with Thumbnails