sexta-feira, 20 de setembro de 2013

SÉRIE EXPERIÊNCIAS FANTÁSTICAS – CONHECENDO METEORITOS NA SALA DO MUSEU AMERICANO DE HISTÓRIA NATURAL EM NEW YORK – METEORITOS QUE VARIAM DE ALGUNS GRAMAS A PESO DE DEZENAS DE TONELADAS – CONHEÇA – VENHA COMIGO E MARAVILHE-SE!



Ao lado do meteorito Cabo York - O maior que já caiu  na América
(Imagem:Mara Paula - Acervo: de Valdecy Alves)
Dando continuidade à série do blog intitulada experiências fantásticas, desta vez vocês conhecerão comigo, através do meu blog, a Sala de Meteoritos Arthur Ross no Museu Americano de História Natural em New York.  São inúmeros meteoritos no acervo, um dos maiores acervos do mundo, caídos do espaço na face da terra. Alguns pesando poucos gramas, outros pesando toneladas. DEDICO ESTA MATÉRIA AO PESSOAL DO CASF (https://www.facebook.com/pages/Clube-de-Astronomia-de-Fortaleza/277327618968034 ), que faz um belo trabalho de pesquisa astronômica no Estado do Ceará, tornando popular essa importante ciência. A exemplo do trabalho do imortal Rubens Azevedo. Tudo de forma voluntária, com muito amor, paixão e seriedade. O vídeo abaixo é um verdadeiro passeio pela sala dos meteoritos, com a minha companhia, assista clicando no seguinte link:



Dentre os meteoritos está o maior já encontrando na América, tendo caído na Groenlândia na localidade de Cabo York, por isso seu nome é Cabo York. Pesando mais de 34 mil quilos. Todo de ferro. Meteoritos são fragmentos de asteroides, de cometas ou mesmo resto de planetas que vagam pelo espaço. Importante lembrar que um deles foi o responsável pela destruição dos gigantescos dinossauros. No começo do Século XX, caiu um deles, gigantesco em Tunguska, na Sibéria, destruindo milhares de quilômetros quadrados. Fosse em área habitada teria sido uma grande tragédia. É pouca a possibilidade de sermos atingidos por grandes meteoritos, mas ela existe e tal pode acontecer. POR ENQUANTO ESTAMOS NAS MÃOS DO ACASO. NÃO TEMOS TECNOLOGIA PARA EVITAR UMA CATÁSTROFE QUE VIESSE A SER CAUSADA POR UM COLOSSAL METEORITO. 

Para os que creem, rezem... para os que acreditam na sorte, que cruzem os dedos! E lá se vai a terra para mais uma volta em torno de si mesma. Mas as grandes crateras na lua e em alguns lugares na terra, são cicatrizes, testemunhas que bem mostram o poder desses corpos celestes, casuais visitantes do espaço, que invadem nossa atmosfera sem convite. Nossa cultura nada é diante do poder da natureza e das forças da casualidade cósmica. PORTANTO UM POUCO DE HUMILDADE E SABEDORIA NÃO FAZEM MAL A NINGUÉM!

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails