domingo, 16 de fevereiro de 2014

EM APUIARÉS - APÓS LONGO DEBATE - SERVIDORES MUNICIPAIS APROVAM CAMPANHA SALARIAL DE 2014! A CURTO PRAZO ACREDITAM NO PROGRESSO VIA NEGOCIAÇÃO VEZ QUE HÁ CONTEXTO FAVORÁVEL AO DIÁLOGO


Aprovada Campanha Salarial 2014 com emendas - por unanimidade
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves

ASSEMBLEIA REPRESENTATIVA: Numa de suas maiores e mais representativas assembleias dos últimos tempos, os servidores municipais de Apuiarés aprovaram com várias emendas a campanha salarial do ano de 2014. A Fetamce se fez representar pela dirigente Cláudia Melo. O DEBATE FOI LONGO, INTENSO, POLÊMICO, RESULTANDO EM VÁRIAS EMENDAS À PROPOSTA DE PAUTA SALARIAL PARA 2014. 


Toinho - Presidente do SINDSEP-APUIARÉS abrindo a assembleia
 Foram eleitos como prioridade aos seguintes temas: 

a)     Necessidade urgente do município pagar auxílio transporte e auxílio alimentação para todos os servidores que necessitam de tais direitos. VISTO QUE HÁ SERVIDORES PAGANDO PARA TRABALHAR; 

b)     Respeitar o princípio da isonomia, salário igual para função igual. Não pode contratado ganhar mais que servidor efetivo; 

c)     Pagar insalubridade de acordo com o laudo pericial da técnica da Procuradoria Regional do Trabalho. Por exemplo: os garis fazem jus a 40% de adicional; 

d)     Pagar corretamente adicional noturno aos que trabalham das 22h de um dia às 05h da manhã do dia seguinte; 

e)     Regularizar a jornada de todos os servidores que trabalham em regime de escala (motoristas, enfermeiros, vigias, etc.), que no máximo, para quem tem jornada de 40 horas semanais, deve trabalhar 176 horas por mês, podendo a jornada variar para menos. Pois fazem jus ao sinal de semana remunerado. Além do Município de pagar em dobro os dias trabalhados nos feriados; 

f)      A categoria aprovou a cobrança do piso legal de R$ 1.851,26, para nível médio, jornada de 40 horas semanais. O piso pirata do MEC será tido apenas como adiantamento de parte do piso legal, que deveria estar sendo pago desde 01/01/2014. VIOLAR LEI É DEFINIDO COMO CRIME E ATO DE IMPROBIDADE; 

g)     FOI DADO AO MUNICÍPIO O PRAZO ATÉ O DIA 16/03/2014 para implementar 1/3 para jornada extraclasse para todos os professores, adequando o calendário letivo; 

h)     Evitou-se votar paralisações de imediato, visto que há diálogo, acreditando-se que o Município fará contrapropostas decentes e solucionará as prioridades apontadas; 

i)      Apesar do comunicado do Município de que haverá incorporação da jornada ampliada dos professores, luta de anos, a categoria aprovou retirar o projeto de lei de votação, para fazer alguns aperfeiçoamentos, que ameaçam a conquista. Necessário fazer alguns reparos; 

j)      FOI MARCADA ASSEMBLEIA PARA 16/03/2014, tendo como pauta avaliar as contrapropostas do Município e se não houver contraproposta, avaliar a paralisação geral da categoria nos dias 17, 18 e 19 de março, aderindo-se à greve nacional da educação. SÓ QUE EM APUIARÉS A IDEIA É A PARALISAÇÃO GERAL DE TODOS OS SERVIDORES.


Momento de apresentação da proposta da Campanha Salarial 2014

Cláudia Melo - Representante da Fetamce 


Dra. Mara Paula comemora o fortalecimento do sindicato e a representatividade da assembleia

DO TERMO DE COMPROMISSO ASSINADO PELO PREFEITO: a maioria dos pontos da pauta da campanha salarial 2014 estão como compromissos assinados pelo atual prefeito, enquanto era candidato. POR ISSO QUE HÁ CLIMA PARA DIÁLOGO E CONTEXTO, EVITANDO A CATEGORIA DE APROVAR MEDIDAS ESTRATÉGICAS DE LUTA MAIS RADICAIS.


Dr. Valdecy Alves - Debate sobre as prioridades da pauta a partir do debate

CONCLUSÃO: A categoria está otimista. Crê na solução das pendências ao longo da negociação, bem como que o prefeito honrará o termo de compromisso e respeitará os direitos da categoria.  QUE O BOM SENSO E A JUSTIÇA SOCIAL PREVALEÇAM ATÉ O DIA 16/03/2014, para que se evitem radicalizações. A CATEGORIA ESTÁ FIRME, UNIDA, CONSCIENTE, PREPARADA PARA LUTA E CHEIA DE ESPERANÇA.



ABAIXO FOTOS DOS PRINCIPAIS MOMENTOS DO DEBATE POR PARTE DA CATEGORIA - A PARTICIPAÇÃO FOI AMPLA E DE QUALIDADE - CONFIRA:

Angélica - Eleição com critérios para núcleo gsetor

Vereadora Margarida - o município tem que pagar auxílio transporte!

Verônica - criticando a política municipal de atestados médicos

Marcondes a luta da categoria é suprapartidária

Jesuíta - por que o município viola o laudo pericial da insalubridade?

Dra. Lívia - Necessário respeitar a isonomia

Bernardo - precisa recuperar o piso do secretário escolar

Edilene: professores de educação física estão sendo discriminados

Chico: O município tem que regularizar a jornada e as horas extras dos motoristas

Eliésio: Os motoristas não aguentam tanta discriminação

Amílcar: cadê a insalubridade dos garis???

Raimundo está pagando para trabalhar - quer o ressarcimento das despesas

Arimateia reivindicando plano de carreira para todos

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails