sábado, 5 de abril de 2014

ENTREVISTA INÉDITA COM UM CEARENSE A POUCO DIAS DE CHEGAR AO TOPO DO EVEREST - A MONTANHA MAIS ALTA DO MUNDO - ROSIER ALEXANDRE - DO SERTÃO SECO DO CEARÁ PARA GLÓRIA DAS ALTURAS NA CORDILHEIRA DO HIMALAIA – SUA MENSAGEM A TODOS NA LUTA QUE BUSCAM A VITÓRIA E PALAVRAS DE SABEDORIA – TODOS BRASILEIROS ESTÃO TORCENDO POR VOCÊ

Alexandre Rosier na Antártida no Maciço de Vinson - 2013 - Com chapéu de couro cearense
Fotos - Acervo: Rosier Alexandre
No último dia 03/04/2014, em contato com o alpinista brasileiro, Rosier Alexandre, nascido em Monsenhor Tabosa, Estado do Ceará, enviei-lhe uma entrevista com 10 perguntas por e mail. Rosier se encontra atualmente no sopé do Monte Everest. Por enquanto se aclimatando com toda equipe nas alturas do Himalaia, maior cordilheira do mundo. O período de aclimatação dura algumas semanas. No Himalaia estão as montanhas mais elevadas e perigosas da terra. Nascida do choque da placa tectônica do Oceano Pacífico com a placa tectônica do continente asiático. Desde o final de março, que Rosier está em Kathmundu, no Nepal. Cerca de 08 horas e meia mais tarde que aqui no Brasil e com temperatura perto de zero grau.

Escalar o Monte Everest para o Rosier faz parte do projeto 07 cumes, que é escalar as 07 montanhas mais altas da terra. Ele já escalou as 06 montanhas mais altas de 06 continentes. Em cada uma delas deixou a bandeira do Estado do Ceará. Será o primeiro brasileiro do Norte e Nordeste a escalar os 7 cumes.  Só falta o Monte Everest, na Ásia. Eis a tabela de escaladas vitoriosas do Projeto 07 cumes:

PROJETO 07 CUMES – 06 JÁ ESCALADOS – FALTA SÓ O EVEREST
MONTANHA
ALTURA
METROS
CONTINENTE
ANO DO FEITO
1) Aconcágua
6.962m
América do Sul
Janeiro de 2006
2) Kilimanjaro
5.895m
África
Março de 2011
3) Elbrus
5.642m
Europa
Agosto de 2011
4) Carstensz
4.884m
Oceania
Fevereiro de 2012
5) Monte McKinley
6.194m
América do Norte
Junho de 2012
6) Maciço Vinson
4.897m
Antártida
Janeiro de 2013
   Elaborada por: Valdecy Alves

A 7ª MONTANHA MAIS ALTA QUE ALEXANDRE ROSIER ESTÁ ESCALANDO ATUALMENTE, A MAIS ALTA DA ÁSIA, É O MONTE EVEREST. ESTÁ NO PERÍODO DE ACLIMATAÇÃO QUE DURARÁ ALGUMAS SEMANAS. PARA FINALMENTE LANÇAR-SE AO CUME DO EVEREST E COMPLETAR O PROJETO 07 CUMES.  FIXANDO A BANDEIRA DO CEARÁ TAMBÉM NA MAIS ALTA MONTANHA DO PLANETA TERRA. Cearense macho da peste, esse Rosier!


Monte Everest. - onde se encontra em abril de 2014 - 8.848 - Maior Montanha da Ásia
ABAIXO A ENTREVISTA COM 10 PERGUNTAS RESPONDIDAS POR ALEXANDRE ROSIER AO BLOG DE VALDECY ALVES - PERGUNTAS ENVIADAS EM 03/04/2014 POR E MAIL E RESPONDIDAS EM 05/04/2014. LEIAM COM ATENÇÃO E APRENDAM COM ESSE NOSSO GRANDE CONTERRÂNEO BRASILEIRO:

 Valdecy Alves: Como um cearense, nascido no sertão árido, com muito sol e pobre do Ceará, pode ter-se tornado um alpinista subindo as montanhas geladas mais altas do mundo???  

Rosier Alexandre: Cultivando um sonho e planejando em detalhes a realização dele. Antes de tudo procurei ser um bom profissional, fazendo a diferença no segmento que trabalho. Nunca perdi tempo reclamando da vida, sempre usei meu tempo para realizar ações positivas. Nunca transferi responsabilidades para ninguém, sempre soube que o meu futuro estava nas minhas mãos e dependia de mim. Sempre acreditei nos meus sonhos e trabalhei muito para realizá-los, independente se os que estavam convivendo comigo entendiam ou acreditavam.

Valdecy Alves: Há alguma metáfora real entre os desafios de sua vida pessoal de cearense humilde e subir um montanha com todas as dificuldades. O QUE SERIAM ESSAS SEMELHANÇAS EM 05 EXEMPLOS DA DIFICULDADE NA MONTANHA E AO LONGO DA VIDA...

Rosier Alexandre: Todos nós passamos por dificuldades a única diferença é a forma como agimos diante delas. Escalar uma montanha nos expõe a riscos até de vida, quem tem medo de morrer não escala, quem tem medo de fracassar em um negócio já é um fracassado, precisamos assumir responsabilidade e riscos calculados. Abrir uma empresa é como uma montanha, se você planeja bem, tem bons resultados, dá lucro, gera tributos e empregos, se não planejar gera prejuízos, desemprego e tristeza, enquanto o montanhista que planeja bem chega ao cume e comemora os resultados, a conquista, se não planejar bem pode até perder a vida. Nem sempre um montanhista chega ao cume da montanha em uma primeira expedição, mas ele não deve desistir, assim como na vida, nem sempre um jovem consegue passar no vestibular, em um concurso, ou consegue um emprego na primeira tentativa, mas não pode desistir, precisa ter persistência.


No cume da mais alta Montanha da África: Kilimanjaro - 5.895 metros - Março de 2011
Fotos - Acervo: Rosier Alexandre

Valdecy Alves: Você poderia descrever em palavras a sensação sentida ao chegar ao cume, na mais difícil escalada que já fez???

Rosier Alexandre: Por incrível que pareça, chegar ao cume está longe de ter cumprido a missão. Precisamos descer com segurança e ter cuidado com a regra 80-20: 80% do tempo é subindo e 20% descendo. Mas nos 20% da descida é onde ocorrem 80% das fatalidades, logo o cume não é nada confortável nem seguro, a comemoração ocorre somente quando chegamos na base com segurança. 

Março de 2014 - Rosier de blusa branca - Em  Kathmandu - Nepal - Próximo ao Everest
Fotos - Acervo: Rosier Alexandre

 Valdecy Alves: Chegar ao ponto que vc chegou hoje já ao pé do Everest e sabendo que há muitos garotos e garotas como vc foi um dia, no sertão, cheio de sonhos... que mensagem você mandaria para eles e elas no sentido de que não devem desistir dos sonhos e da luta? E crer no prazer da conquista a partir da luta... não das drogas ou outros falsos prazeres ilusórios?

Rosier Alexandre: O que digo é: não foi fácil! Eu paguei um preço alto, precisei abrir mão de muita coisa, mas valeu a pena e vale para cada um. O Prazer da conquista é infinitamente maior que o preço que paguei. O caminho é investir em educação, em conhecimento. Fico muito triste quando vejo jovens envolvidos com drogas, sem valorizar a escola e o pior, jovens de famílias pobres pagam R$ 100,00 por uma calça de determinada grife, porém acham muito caro um livro por R$ 20,00, é um grande erro. Tem muita gente que passa o dia na frente da TV e não consegue um emprego e ainda reclama da vida, estude, existem tantos cursos gratuitos, leia, busque oportunidades, mas não use seu tempo com programas inúteis. Quem investe errado jamais vai colher certo.

Monte Everest em toda a sua glória - 2014
Fotos - Acervo: Rosier Alexandre


Valdecy Alves: Dentro os grandes aventureiros da história, navegantes, alpinistas, astronautas, qual seu maior ídolo? Por quê?

Rosier Alexandre: Eu sou uma colcha de retalhos, o que vejo de bom em alguém procuro incorporar, mas vamos citar alguns: Ernest Shackleton, o grande navegador irlandês da tragédia do Endurance (1914 - 1916), o seu navio que ficou preso no gelo antártico e depois esmagado, porém ele conseguiu sobreviver como toda a sua equipe e dois anos depois retorna a terra firme, vale lembrar que sobreviveram em 3 pequenos barquinhos a remo. O cuidado dele em lidar e formar pessoas é sem igual. Edmund Hilary (neozelandês), o primeiro homem a chegar ao cume do Everest juntamente com Tenzing Norgay (sherpa), após a grande conquista dedicou a sua vida voluntariamente para ajudar aos sherpas e terem uma vida e melhor e deixou um grande legado, além de muitas escolas, postos de saúde, deixou o grande exemplo de dedicação e coerência. No mundo das montanhas temos um outro exemplo que fez o mundo repensar muitos conceitos inclusive de fisiologia, foi o tirolês Reinold Messner, uma lenda viva no mundo do montanhismo moderno. Tenho ainda como fonte de inspiração Gandhi, Mandela, Chico Xavier e quantos outros homens que deram a sua vida pelo bem comum, pensaram muito além deles mesmos. 

Serra em Monsenhor Tabosa - Mais alta Montanha do Ceará - 1.154 metros
Rosier Alexandre nasceu e viveu perto dessas montanhas inspiradoras
Foto:Valdecy Alves


Valdecy Alves: Qual a diferença de escalar o Everest nos dias atuais e em 1953, quando pela primeira vez Edmundo Hillary escalou a montanha?

Rosier Alexandre: A montanha é a mesma, tal qual, apenas com o lixo, sinal da presença do homem. Porém, hoje chegamos de avião a Lukla (2.800m) e depois em mais 10 ou 12 dias de subida por trilhas largas e bem movimentadas podemos chegar ao Campo Base. Em 1953, Hilary passou 2 meses para chegar aqui. Em 1953 os equipamentos eram modernos para sua época, mas hoje seriam um absurdo, atualmente são mais leves e contamos com tecnologia de ponta, telefone e internet por satélite. Antes de iniciar uma expedição, qualquer escalador já viu dezenas de filmes sobre a montanha e sabe exatamente o que vai encontrar, isso não torna fácil, mas facilita o planejamento.

Valdecy Alves: Fale-nos um pouco sobre o que é o Monte Everest? O que ele representa pra você? O que a escalada dele representa para você? O que ele representa para o povo que vive próximo dele? Fale-nos desse único e vários everestes...


Rosier Alexandre: O Everest (8.848m) pra mim é um sonho. Representa vida, curiosidade, ousadia, cultura, intercâmbio, sabático, reflexão de vida. Para os nativos, significa emprego, muitos empregos. O Everest através dos milhares de caminhantes que vão até o Campo Base (5.300m) e os montanhistas que vão ao cume (8.848m) geram milhares de milhares de empregos para profissionais das mais diversas áreas, desde porteadores, cozinheiros, guias, médicos, engenheiros, pilotos de avião, pilotos de helicóptero, motoristas e muitos outros profissionais.

Cordilheira do Himalaia na Ásia com as mais altas montanhas do mundo
Fotos - Google

 Valdecy Alves: O Mito de que os deuses estão nas montanhas... em todos os povos...é verdadeiro? Você encontrou deus nas montanhas que escalou? Se não encontrou deus, encontrou alguma força cósmica provocadora de misticismo? Ou a experiência é transcendental? De onde vem o fascínio que leva as montanhas a serem vistas como sagradas???

Rosier Alexandre: Cada País tem a sua cultura, umas mais mercantilistas, outras mais espiritualistas. Eu acredito que não precisamos ir às montanhas para encontrar Deus ou qualquer outra força cósmica ou espiritual. Eu pessoalmente gosto de escalar por uma série de motivos: primeiro para curtir as paisagens, depois conhecer e conviver com povos de outras culturas, tem ainda o desafio da dificuldade, o planejamento e a preparação, e por fim por porque as montanhas me proporcionam um ambiente introspectivo, posso repensar a vida, refletir, meditar, tudo isso sem as muitas interferências da vida urbana.

Valdecy Alves: Ser alpinista e vencer o poder das montanhas é hoje a essência da sua vida? Qual o significado dessas vitórias para você?

Rosier Alexandre: Não acredito que deva vencer o poder das montanhas, mas aprender a conviver com as intempéries da montanha. As montanhas fazem parte da minha vida. Naturalmente, chegar aos cumes significa o resultado de um bom planejamento e muito treinamento. Isso vale pra tudo na vida.

Valdecy Alves: Daí, próximo ao ponto mais alto do mundo, que mensagem você manda ao povo cearense e ao povo brasileiro?

 Rosier Alexandre: Precisamos sonhar mais e trabalhar para realizar. Precisamos estudar mais e mais, é isso que ajuda a mudar a nossa vida. Vamos ter mais disciplina de consumo, parar de comprar a prazo (eu deixei isso há muitos anos) e deixar de alimentar a ganância dos bancos, compre somente o que realmente precisa e quando puder comprar. Vamos parar de querer levar vantagem em tudo. Vamos parar de esperar por mudanças e tratar de ser a mudança que nós queremos, vamos parar de querer mudar aos outros e mudar a nós mesmos e por fim, independente da sua situação atual, nunca esqueçam: Nós não podemos escolher onde nascer, mas podemos escolher onde e como viver.

Casa em que Rosier Alexandre nasceu em Monsenhor Tabosa - Ficava de frente à montanha
O que comprova que a maior riqueza é a iniciativa e a capacidade de lutar e resistir
Valdecy Alves: Dado espaço para o alpinista e cidadão cosmopolitano Rosier Alexandre fazer suas considerações, ele nos enviou um vídeo com uma palestra sua, para quem quiser acessar. Pelo teor da entrevista é fácil acreditar que todos assistirão, pois quem não quer aprender com quem tem muito a ensinar e desafiou forças que a grande maioria jamais será capaz de desafiar, podendo aprender com ele estratégias de persistência e de luta, que são mais importantes que a vitória, pois ela nos ensina que persistir e lutar já são uma vitória em si mesmos. Cliquem no link abaixo e conheçam o pensamento do nosso amigo e conterrâneo Rosier Alexandre a quem desejamos êxito na subida do Everest:


Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails