quarta-feira, 11 de junho de 2014

MINISTRO JOAQUIM BARBOSA NÃO PODERIA TER RETIRADO DO PLENÁRIO O ADVOGADO QUE PROTESTAVA PARA QUE A PAUTA DE JULGAMENTO FOSSE COMO MANDA A LEI - O EXERCÍCIO DA ADVOCACIA É INVIOLÁVEL - NOSSO REPÚDIO AO ATO QUE CASSA O DIREITO À PALAVRA - O ADVOGADO NÃO PODE TER OBSTRUÍDO O SEU DIREITO AO TRABALHO! HÁ PROTEÇÃO CONSTITUCIONAL

Google - Charge - Abuso de Poder
O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA OBSTRUIU O EXERCÍCIO DA ADVOCACIA E VIOLOU A CONSTITUIÇÃO - AO SEU ATO ABUSIVO O MEU REPÚDIO: Tenho grande respeito pelo Ministro Joaquim Barbosa, que ajudou a apontar na direção de um Poder Judiciário mais autônomo e firme. PORÉM AO CASSAR A PALAVRA DE UM ADVOGADO, QUE TEM TAL DIREITO DE FALAR "PELA ORDEM" EM QUALQUER TRIBUNAL E AINDA MANDAR RETIRÁ-LO DO PLENÁRIO DO STF, ONDE A CONSTITUIÇÃO DEVE SER RESGUARDADA,  PELOS SEGURANÇAS! ELE ABUSOU. Violando Lei Federal e a própria Constituição Federal. Pouco importa quem seja o cliente, pouco importa qual seja o caso. TRATA-SE DE UMA PRERROGATIVA DA ADVOCACIA PROTESTAR PELA ORDEM, que é quando deixa claro que alguma lei não foi observada. POIS QUESTÃO CRIMINAL QUE ENVOLVE RÉU PRESO E ALIMENTOS têm prioridade. Pouco importa qual seja a decisão a ser proferida. Pouco importa quem seja o cliente.   A FAVOR OU CONTRA, o advogado tinha o direito de falar, de protestar. Eis o que diz o Estatuto do Advogado, Lei Federal nº 8096/94:

Art. 7º São direitos do advogado:  XI - reclamar, verbalmente ou por escrito, perante qualquer juízo, tribunal ou autoridade, contra a inobservância de preceito de lei, regulamento ou regimento;   

No mesmo sentido a Constituição Federal em seu artigo 133:

Art. 133. O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei.


PORTANTO - MEU REPÚDIO EM DEFESA DA ADVOCACIA CONTRA ATITUDE ARBITRÁRIA DO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA- A OAB TEM QUE IMEDIATAMENTE TOMAR MEDIDAS - POIS SE A MODA PEGA - ADVOGADO NÃO TERÁ DIREITO NEM MAIS DE FALAR NUM TRIBUNAL!  ATENTAR CONTRA O EXERCÍCIO DA ADVOCACIA É ATENTAR CONTRA DEMOCRACIA E CONTRA CONSTITUIÇÃO!

2 comentários:

Cristiane Zonta disse...

Joaquim Barbosa não desobedeceu uma lei por que o o que o advogado queria era mudar a pauta da sessão. E por conta disso foi desrespeitoso com a figura do presidente do STF. nenhum juiz admitiria comportamento de desrespeito. Barbosa autorizou a fala do advogado, o que ele foi contra, e tomou providências para tal, foi a partir do momento que o advogado tentou interferir desrespeitando a ordem da pauta e falando com o presidente do STF como se fala com um subordinado. Com a história recente em que vivemos na sociedade brasileira onde não há respeito e as relações hierárquicas são, muitas vezes, desconsideradas e ignoradas, como se elas não fossem importantes para o regime democrático, a postura do ministro Joaquim Barbosa deveria ser apreciada e não criticada como tem sido por algumas instituições. Ele tem se posicionado, o tempo todo, a favor da democracia, da ética, e da boa moral que tanto tem andado em falta em nosso país.

Valdecy Alves disse...

Cristiane, admiro o Ministro Joaquim Barbosa pelo que tem feito. MAS ELE ERROU DESSA VEZ. Não está livre da juizite. NÃO SE PODE TIRAR UM ADVOGADO DA TRIBUNA DAQUELA FORMA. Ele falava "pela ordem" E a lei garante.O Ministro Joaquim Barbos tem mostrado a muitos que ninguém está acima da lei... MAS DESSA VEZ ELE QUIS FICAR ACIMA DA LEI. Errou e errou feio! Pouco importa quem seja o réu.. ou o processo... ELE ATENTOU CONTRA O DIREITO DE ADVOGAR... NUMA PAUTA: Réu preso e alimentos têm prioridade máxima...POIS TRATAM DO DIREITO À VIDA E DA LIBERDADE... Agora, ao julgar, se vai ou não conceder o requerido isso é outra história... Grato pelo comentário.

Related Posts with Thumbnails