quarta-feira, 8 de outubro de 2014

FAZENDO TRILHA NA LENDÁRIA SERRA DO PATU NO SERTÃO CENTRAL - PATRIMÔNIO ECOLÓGICO E HISTÓRICO DO POVO BRASILEIRO - VEJA VÍDEO E FOTOS

Serra do Patu - Senador Pompeu - Ceará - em Pleno Sertão Central
Foto: Valdecy Alves
PORQUE A SERRA DO PATU É PATRIMÔNIO ECOLÓGICO E CULTURAL: Bem no coração do Sertão Central do Ceará, localiza-se a Serra do Patu, próximo ao local onde o Rio Patu desemboca no Rio Banabuiú, que junto com o Rio Salgado dobram o volume do Rio Jaguaribe até chegar ao mar.  Para os povos pré-históricos era uma espécie de marco, pelo qual se orientavam para chegar ao litoral e a outros locais. Fica próxima às misteriosas Pedras Grandes, grupo de pedras montadas, que merecem profundos estudos arqueológicos. Tempos depois ao seu sopé passava a estrada das boiadas a caminho do Rio Acaraú, do Piauí e do Maranhão.  Está incrustada bem próxima ao Cemitério da Barragem do Patu, onde foram enterrados os milhares de vítimas do Campo de Concentração do Patu, da Seca de 32 e próxima aos casarões, cenário da tragédia social, da incompetência política e da cultura do Estado brasileiro em não garantir a efetivação dos direitos fundamentais. Para o cemitério é que anualmente se dirigem milhares de romeiros, na famosa Caminhada da Seca, que se realiza todo segundo domingo de novembro de cada ano, para pagar suas promessas no Cemitério do Patu às Santas Almas da Barragem, santo coletivo criado pelo povo. 

Uma das poucas serras na região, com sua mata, caatinga pura, bem preservada. Por tudo isso é símbolo da cidade de Senador Pompeu, embora ignorado pelo poder público local, que nada faz pela sua preservação e bem poderia criar um parque ecológico e histórico no local, fazendo da própria Serra do Patu o coração do parque e um poderoso mirante, que dá uma visão privilegiada de todo o vale do Patu e do Banabuiú, só tendo quilômetros a frente, imperando na paisagem,  os monólitos do Encantado e de Quixadá, em que se encontram pinturas rupestres de povos da pré-história. Ver do alto da serra o nascer do sol ou o pôr do sol e se colocar em contato com a poesia natural mais profunda e com as forças da mais divina beleza. No último dia 04/10/2014, pela primeira vez se registrou a subida à Lendária Serra do Patu em vídeo e em fotos ao mesmo tempo. Basta clicar no meio da imagem abaixo para ver o pequeno documentário da trilha até o seu cume:



ABAIXO FOTOS DA SUBIDA À SERRA DO PATU 
 ACESSE - SE COPIAR FAVOR CITAR A FONTE



A caatinga ressecada e a lua nascendo do alto da Serra do Patu
Foto:Valdecy Alves

Mara Paula fotografando o pôr do sol
Foto:Valdecy Alves

O sol do meio da caatinga sem folhas em plena seca - cume da Serra do patu
Foto: Mara Paula

Parte da expedição: Mara Paula - Valdecy Alves - Walter Lima e Reginaldo Araújo
Foto: Wandara Lonrrayne

A lua e o luar do sertão
Foto: Valdecy Alves

O Crepúsculo que banha o sertão de suave dourado ouro
Foto: Valdecy Alves

Senador Pompeu visto do cume da Serra do Patu
Foto:Valdecy Alves


Selfie de todos os membros da expedição: Wandara Lonrrayne - Walleska Paula - Mara Paula
Valdecy Alves - Walter Lima e Reginaldo Araújo
Foto:Wandara Lonrrayne

A seca impera pela força do sol
Foto: Valdecy Alves

O Sol se esconde atrás da Serra
Valdecy Alves

Cemitério do Campo de Concentração do Patu da Seca de 32
Santuário para católicos - local de chegada da Caminhada da Seca
Foto: Valdecy Alves

Açude do Patu - Quase seco em 2014
Volta a seca de 32- Quem os políticos incompetentes culparão dessa vez pela sede e miséria?





Um comentário:

Augusto disse...

Fantástico, maravilhoso! Ah, Sertão, minha casa, meu amor gratuito e incondicional!!!!

Related Posts with Thumbnails