quarta-feira, 19 de novembro de 2014

UMA EXPOSIÇÃO EXCEPCIONAL NO CENTRO CULTURAL DO BANCO DO NORDESTE SOBRE A SAGA DE EMIGRAÇÃO DOS NORDESTINOS: DESTERRO - CANGAÇO - MOVIMENTOS POPULARES - CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO - MESSIANISMO... E CANAÃ ONDE FICA?


O mapa do êxodo e da emigração forçada - objetos - visita das ativistas Mara Paula e Karla Samara
Fotos; Mara Paula - Karla Samara - Valdecy Alves


EXPOSIÇÃO TEM COMO FOCO OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO - AS GRANDES EMIGRAÇÕES DO POVO NORDESTINO - O CANGAÇO - O MESSIANISMO - OS SOLDADOS DA BORRACHA: Até dia 06/12/2014, poderá ser visitada a exposição  "PROJETO POPULAR - CONTROLE SOCIAL E ISOLAMENTO." Do artista plástico Ícaro Lira, tendo como curadora Beatriz Lemos, na sede do Centro Cultural do Banco do Nordeste, localizado na Rua Conde D'eu, nº 560, bem no Centro de Fortaleza - Ceará. Para quem se desloca do Mercado Central na direção da Praça dos Leões, fica a uns 100 metros depois de passar em frente da Catedral Metropolitana. Maiores informações: 085 3464 3108.


Um mapa do êxodus eternamente forçado
Onde fica Canaã???
UM POVO FORÇADO A EMIGRAR DE SUA TERRA NA ETERNA BUSCA DE CANAÃ: Os cangaceiros viajavam milhares de quilômetros por todo o sertão do Nordeste. Canudos foi fundada por um filho de Quixeramobim e acolheu pessoas sofridas e humildes de todos os Estados da Região Nordeste. Caldeirão de Santa Cruz do Deserto, no Crato, recebeu milhares de habitantes, sobretudo do Rio Grande do Norte, da Paraíba, Alagoas e do Ceará. Na seca dos três setes, a seca do 15 e a seca 1932,  o Estado brasileiro praticou terríveis experiências edificando campos de concentração no Estado do Ceará, onde foram aprisionados milhares de flagelados, entre os mais conhecidos o da cidade de Senador Pompeu - Ceará - CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DO PATU - um dos 07 construídos na Seca de 32, em que houve grande mortandade pela cólera e por conta disso as almas das vítimas foram santificas pelo povo, após enterradas no Cemitério da Barragem, no meio da caatinga. Eram provenientes de inúmeros municípios e de vários estados brasileiros. POR QUE TANTO SOFRIMENTO? TANTO DESTERRO? TANTA EMIGRAÇÃO? EM BUSCA DA UTOPIA E DE DIGNIDADE??? A partir de uma profunda pesquisa reconstrói-se a saga de sofrimento, dessa luta coletiva, desse êxodo, a partir da memória para mapear também as manifestações populares, os projetos de libertação de tal realidade social, as ações sejam comunitárias, sejam individuais, na busca de transformar a realidade, a partir de todo inventário que pode ser visitado e conhecido na exposição.


Uma exposição que é um espelho da saga do cearense e do nordestino na busca da dignidade

NA EXPOSIÇÃO PODE SER VISTO: textos, livros, fotografias, objetos, poesias, reportagens, ferramentas de trabalho, imagens de santos e ainda pode assistir documentários, pois continuamente exibidos  em 03 TV's , SOBRE O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DE SENADOR POMPEU, MOSTRANDO A FAMOSA CAMINHADA ANUAL DA SECA E SOBRE A COMUNIDADE DE CALDEIRÃO DE SANTA CRUZ DO DESERTO.


O Artista Plástico Ícaro Lira no Alto  - Imagens das cabeças de 03 cangaceiros
O artista recebendo as visitas na exposição dos ativistas: Valdecy Alves e de Fram Paulo


CONVITE - NÃO PODE FALTAR À EXPOSIÇÃO: Quem ama história. Quem ama a cultura nordestina. Quem quer fortalecer a sua identidade de nordestino e de brasileiro, Quem acredita que é preciso pela pesquisa, pelo conhecimento da história, a partir da memória, conhecer a realidade e mudá-la para melhor... NÃO PODE DEIXAR DE VISITAR A EXPOSIÇÃO.  Para que erros das autoridades e de políticas públicas não se repitam. Para que direitos humanos mínimos que garantam a dignidade humana e o direito à vida com o mínimo de dignidade sejam implementados nos termos da Constituição e da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Para que o Estado brasileiro cumpra o seu dever mínimo de produzir justiça social, erradicando toda forma de pobreza e de discriminação... Estado que está em dívida com os mais pobres e excluídos desse país... necessário conhecer a pesquisa em exposição. De parabéns os responsáveis pela iniciativa, o Centro Cultural do Banco do Nordeste e os que acreditaram nesse importante projeto. FORTALEZENSES, CEARENSES, TURISTAS, BRASILEIROS... não deixem de visitar a exposição, que é um retrato de uma parte dura e real de nossa história, que anuncia que erros do passado não podem repetir-se mais nem no presente, nem no futuro.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails