quinta-feira, 21 de maio de 2015

SERVIDORES DE TRAIRI APROVAM NOVO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PARA OS PRÓXIMOS DIAS - A LUTA CONTINUA - SÓ APÓS A VITÓRIA CESSARÁ... SERÁ PARALISAÇÃO ATRÁS DE PARALISAÇÃO... A RESISTÊNCIA CONTRA O ABUSO E A VIOLAÇÃO SERÁ FERRENHA!

Servidores por unanimidade aprovam novo cronograma de luta - A categoria resistirá incansavelmente
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves

A LUTA CONTINUA - AO MENOS EM PARTE JÁ É VITORIOSA - O MUNICÍPIO JÁ ENVIOU PROJETO DE LEI CRIANDO O PISO DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E DOS AGENTES DE COMBATE ÀS ENDEMIAS - FALTANDO O REAJUSTE DO PISO DO PROFESSOR E REAJUSTE DOS SERVIDORES COM NÍVEL MÉDIO: A pressão está grande. A luta feroz. O Município tenta impor o terrorismo. A CATEGORIA ESTÁ FIRME E UNIDA, desta feita recebendo o apoio do Padre do Distrito de Mundaú. O que muito fortalecerá a luta, que cessará apenas com a vitória total. todos firmes, pois a Luta continua!

Momentos mais relevantes da assembleia de Trairi - Muito debate e encaminhamentos
Oradores: Padre de Mundaú - Dona Francisca - Valdecy Alves - Mara Paula
APROVADO NOVO CRONOGRAMA DE LUTA - EM DIA DE NOVA PARALISAÇÃO - QUE CONTINUA COM MAIS FIRMEZA E FORÇA: Pelo menos o Município, atendendo o pleito da categoria e não suportando a pressão, já enviou projeto de lei criando o piso dos agentes de combate às endemias e dos agentes comunitários de saúde. MAS O RESTANTE DA CATEGORIA PERMANECE FIRME NA LUTA, tendo aprovado para os próximos dias o seguinte cronograma de atividades, capitaneados pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Trairi - Sispumt:

21/05/2015: Visitar a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de Trairi, constituída por 03 vereadores, para rejeitar projeto de lei que discrimina professores ou emendá-lo conforme manda a lei do piso;
22/05/2015: A categoria comparecerá em peso à Câmara Municipal para pressionar pelo reajuste de 13,01%, como reajuste mínimo em 2015, paralisação de meio expediente e realização de assembleia;;
22/05/2015 a 08/06/2015: recolher documentos para possível futuro ajuizamento de ações judiciais contra autoridades e contra o Município;
27/05/2015: Comparecer mais uma vez ao TCM para pressionar pela rapidez na auditoria nas contas do Município e à Procuradoria Geral da República, para abertura de inquérito civil público para prestação de contas do Fundeb, com realização de assembleia;
08/06/2015: Data de ajuizamento de ações contra o Município e algumas autoridades;
10/06/2015: Caminhada pelas ruas da cidade e vigília em frente ao fórum requerendo a rápida prestação jurisdicional, com realização de assembleia em novo dia de paralisação;

A categoria aprovou denunciar tentativa de contratação irregular de servidores numa seleção imoral e ilegal. Aprovou também enviar contraproposta ao Município, parcelando os 13,01%, da seguinte forma: a) implementando 10% imediatamente, na folha de pagamento de maio, retroativo a janeiro de 2015; b) em julho de 2015, implementando os 3,01% que faltam, retroativo a janeiro de 2015. MANTENDO A POSSIBILIDADE DE NEGOCIAÇÃO, SEM CEDER DIREITO. ATÉ PORQUE DINHEIRO É O QUE NÃO FALTA. A categoria não aceitará aumento de jornada de trabalho de servidores da saúde através de adoção de regime de escala, que viola edital de concurso, ao tempo que reagirá a qualquer tentativa de retirada de auxílio deslocamento dos mesmos servidores da saúde. TRAIRI VIVE, EM TODOS OS SENTIDOS, UM GRANDE RETROCESSO.  

A categoria manterá a luta até a vitória completa, pois só quem luta é digno do seu direito e desta feita com apoio do padre e da comunidade de Mundaú. SÓ QUEM LUTA PODE VENCER E A OPRESSÃO NÃO TERÁ VEZ, POIS A PALAVRA DE ORDEM É: RESISTÊNCIA TOTAL E RADICAL!

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails