terça-feira, 18 de agosto de 2015

SERVIDORES DA SAÚDE DE PARAIPABA SUSPENDEM GREVE APÓS TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSUMIR A MEDIAÇÃO DO CONFLITO - DETERMINAR O PAGAMENTO DOS DIAS PARADOS QUE FORAM DESCONTADOS E MARCOU NOVA AUDIÊNCIA PARA O DIA 09/09/2015 - DESTA FEITA COM A PRESENÇA DO PREFEITO!

Momentos de intenso debate - pequenos avanços - nova audiência marcada
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves
03 HORAS DE AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO - MARCADA NOVA AUDIÊNCIA PARA 09/09/2015 - MUNICÍPIO TEM 72 HORAS PARA PAGAR OS DIAS PARADOS QUE DESCONTOU DA FOLHA DE PAGAMENTO DE JULHO DE 2015: Após 03 horas de audiência, bem mediada pelo desembargador Washington Bezerra e a Procuradoria Geral de Justiça Dra. Rosemary Brasileiro, a categoria aceitou suspender a greve, visto que terá, doravante , o Tribunal de Justiça coordenando as negociações. O Município de Paraipaba tem 72 horas para pagar os dias parados, ficando proibida qualquer perseguição pelo exercício do direito de greve. A categoria realizou assembleia em pleno Tribunal, com a presença maciça dos servidores da saúde, representada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Paraipaba.

Categoria concordou em suspender a greve com a mediação do conflito pelo Tribunal de Justiça
Pelo Ministério Público Estadual - Município pagará os dias parados em 72 horas
A CATEGORIA FOI OUVIDA - TENDO VOZ E VEZ - ATRAVÉS DE INTENSO DEBATE EM QUE FICOU CLARA A VIOLAÇÃO DE DIREITOS E O SUCATEAMENTO DA ESTRUTURA DA SAÚDE DE PARAIPABA: A categoria foi ouvida com muita atenção, tanto pelo Desembargador, como pela Procuradora Geral de Justiça, que deixou claro que o prefeito comparecer à próxima audiência é fundamental. Ficando muito admirada da quantidade de secretarias no Município. Vários depoimentos de servidores clarificaram o estado de penúria em que se encontram postos de saúde, falta de equipamentos, situação do transporte, etc. Ao tempo que ficou cristalina a violação de forma acintosa e em grande quantidade dos direitos básicos dos servidores da saúde. Os números mostram que o problema de Paraipaba não é falta de recursos, que só aumentaram desde 2013, PORÉM PROBLEMA DE GESTÃO!

Servidores participara ativamente dos debates e foram baste ouvidos
A CATEGORIA SEGUE FIRME - AJUIZOU O DISSÍDIO JURÍDICO COM REPRESENTAÇÃO CRIMINAL - POR IMPROBIDADE, COM PEDIDO DE INTERVENÇÃO E REPRESENTAÇÃO POR CRIME DE RESPONSABILIDADE CASO A DEMANDA NÃO SE RESOLVA PELA NEGOCIAÇÃO E VÁ A JULGAMENTO: Com certeza, não será nada bom para o Município esperar pelo julgamento da ilegalidade da greve.  POR QUE O SINDICATO DOS SERVIDORES DE PARAIPABA JÁ AJUIZOU O SEU DISSÍDIO DE GREVE QUE ESTÁ APENSO AO DISSÍDIO DO MUNICÍPIO, cobrando os direitos que são a causa da greve, com várias representações, previstas na Constituição, em leis federais, no Código Penal e na Lei Orgânica Municipal. De forma que o prefeito tem tudo a perder se levar adiante o seu radicalismo e a ideia dogmática que pode violar direito utilizando de forma distorcida a Lei de Responsabilidade Fiscal. Poderá sofrer auditoria do Nat e investigação da Procap, caso seja requerido à Procuradora Geral de Justiça, que está acompanhando os dois dissídios de greve com muita attenção. A LUTA CONTINUA - PERSEGUIÇÕES AOS GREVISTAS FORAM PROIBIDAS - E A HISTÓRICA AUDIÊNCIA FOI NOTÍCIA NO SITE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE 18/08/2015 - Acesse matéria cliclando no link abaixo:


Servidores de Paraipaba suspendem greve após audiência no Tribunal de Justiça





O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Paraipaba (Sindsep) e o Município de Paraipaba, distante 93 km de Fortaleza, assinaram termo de audiência de conciliação e suspenderam a greve dos servidores da saúde. O acordo foi firmado nesta terça-feira (18/08), durante sessão realizada no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), que teve como mediador o desembargador Washington Luis Bezerra de Araújo.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails