domingo, 12 de março de 2017

O MAPA DA VIOLÊNCIA 2016 - A MORTE DA TRAVESTI DANDARA...E O BANHO DE SANGUE QUE ESTÁ SENDO DADO NO BRASIL... UM INVERNO VERMELHO... SERÁ QUE UMA MORTE É MAIS MORTE QUE OUTRA MORTE??? QUE A INDIGNAÇÃO CAUSADA PELA MORTE DA TRAVESTI POSSA OCORRER EM CADA MORTE FRUTO DA BANALIDADE DO MAL... DA VIOLÊNCIA GRATUITA...


O HOMEM É O LOBO DO HOMEM - A ERA DA GUERRA DE TODOS CONTRA TODOS ESTÁ DE VOLTA: Frase talhada pelo inglês Thomas Hobbes que deixa claro que o único ser que é o pior inimigo do próprio ser é esse mesmo ser, isto é, o pior inimigo do homem é o próprio homem. Enquanto para os animais o pior inimigo é o outro animal, quando uma mesma espécie de animal briga entre si, só acidentalmente um mata o outro. Isso é tão sagrado na natureza que até mesmo as cobras venenosas, da mesma espécie, quando brigam, por exemplo, duas cascáveis, elas não se mordem, trocam pescoçadas. SEGUNDO THOMAS HOBBES, a origem do Estado, que pode ser traduzido como Governo Federal, Governo Estadual e Governo Municipal, deu-se na era em que imperava o terror, todos com medo de todos, uns com medo do outro, sem viver em paz. Ele dizia: - Com medo de quem que se inventou a fechadura? Com medo de quem que se inventaram fortalezas? Concluía afirmando que o animal que causava todo esse medo era outro ser humano. Pergunta que pode ser assim atualizada: 1) Com medo de quem que muitos querem armas? Com medo de quem las pessoas compram cachorros violentos e cruéis em seus quintais? Com medo de quem que se contrata um segurança? Com medo de quem que se colocam cercas eletrificadas nos muros e alarmes nas portas?  CLARO QUE A RESPOSTA É A MESMA: UM SER HUMANO COM MEDO DE OUTRO SER HUMANO. De onde se conclui que se a origem do Estado é para garantir a paz, o Estado fracassou, pois estamos vivendo a mesmo era do terror do começo dos tempos da humanidade... UMA GUERRA DE TODOS CONTRA TODOS... VOCÊ SAI DE CASA E NÃO SABE SE VOLTA MAIS... DIFERENTEMENTE DA PRÉ-HISTÓRIA... O PREDADOR QUE SE TEME...NA SELVA DE PEDRA... OU NAS RUELAS DAS PERIFERIAS... É OUTRO SER HUMANO... LOGO VIVEMOS UM TERRÍVEL RETROCESSO EM SE TRATANDO DA PAZ...DA QUALIDADE DE VIDA... DA FRATERNIDADE... DO RESPEITO DE UM SER HUMANO POR OUTRO SR HUMANO. 

DENTRO DESSA REALIDADE DEVE SER VISTO E AVALIADO O MAPA DA VIOLÊNCIA DO BRASIL  DO ANO DE 2016- COM DADOS DO ANO DE 2014 - POIS MAIS QUE UMA GUERRA CONTRA INSEGURANÇA GENERALIZADA - ESTÁ UMA GUERRA SANGUINÁRIA EM QUE PESSOAS MATAM PESSOAS DAS FORMAS MAIS FÚTEIS E CRUÉIS POSSÍVEIS - COMO DIZIA HANNAH ARENDT, PENSADORA JUDIA, DE ORIGEM ALEMÃ, QUE VIROU AMERICANA, VÍTIMA DE TODO TIPO DE VIOLÊNCIA E INTOLERÂNCIA: "TRIUNFA A BANALIDADE DO MAL". O mal está tão comum, que virou coisa normal, banal... COMO INTERPRETAR A MORTE DA TRAVESTI CEARENSE DANDARA... A REPERCUSSÃO DE SUA MORTE... E O PRÓPRIO MAPA DA VIOLÊNCIA NO ANO DE 2016.



Adicionar legenda

A MORTE E A REPERCUSSÃO DA MORTE DA TRAVESTI DANDARA: Dandara foi vítima de um homicídio terrível e cruel. Pura intolerância. Maldade. Crueldade. Foi tamanha a crueldade que repercutiu, sobretudo nas redes sociais. Onde prevalece o maior poder de mídia nos dias atuais. Na internet. Duas coisas chamaram atenção nesse fato: A PRIMEIRA: A banalidade do crime, a motivação e a crueldade dos jovens assassinos. Pois a sociedade perdeu todos, assassinos e assassinados dos seus quadros sociais. SEGUNDA: A repercussão de uma morte... como se fosse uma morte mais morte que as outras mortes... NA VERDADE CADA MEMBRO DA SOCIEDADE DEVERIA SE INDIGNAR COM CADA MORTE CAUSADA POR TODA ESSA VIOLÊNCIA GRATUITA... COMO SE INDIGNOU COM A MORTE DE DANDARA... o pior é que depois da repercussão total do fato... o Governador foi manchete nas capas dos jornais declarando que o Ceará não admitiria tal tipo de violência... depois foi capa de jornal de novo quando os assassinos foram presos... Pronto. Acabado o circo... o Coliseu... o Governador ainda recebeu a família de Dandara...novamente foi capa de jornal... tudo agora quieto... os indignados se calaram...as redes sociais não estão mais tempestuosas de indignação... e a violência... da qual Dandara foi apenas a ponta do iceberg cessou... não houve nem haverá  mais mortes? A paz realmente reina? Ou como uma máquina diabólica a violência avançará engolindo tudo e todos... não se sabendo nessa avalanche de sangue e vísceras, que pinta o mundo e o mapa do Brasil de vermelho... quem será a próxima vítima. A sociedade está longe de fazer o seu papel... o Poder Público está mais longe ainda... e quando os casos causam clamor público... os que governam sempre dão um jeito de capitalizar os bônus da ilusão que vendem... como fez no caso Dandara, o governador do Ceará... Eis o circo na mídia... o pão representado pelo bolsa família... pra que gladiadores? Se cada um hoje é um gladiador nas ruas... e se os programas que mostram a criminalidade na TV são os novos coliseus... agora mudou a máxima romana: PÃO, CIRCO E SANGUE! E essa violência elege deputados... prefeitos... são os políticos que brotam do estrume de sangue...



OS TERRÍVEIS NÚMEROS DO MAPA DA VIOLÊNCIA DO ANO DE 2016: É de estarrecer e o quadro fica mais assustador quando se comparam os dados de um ano com os dados de outros anos.  Importante destacar que o mapa da violência do ano de 2016 utiliza os dados do ano de 2014. Assim como em 2017 usarão os dados de 2015, isto é, o mapa de determinado ano, sempre utiliza os dados de mortes de dois anos atrás. Vamos a alguns números do Estado do Ceará e comparando o tempo todo com o Brasil (dados do Atlas da Violência 2016, estudo do IPEA e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública):


I-  59.629 pessoas foram assassinadas no Brasil no ano de 2014. Número maior que na maioria dos países em guerra no mundo nos dias atuais. No Ceará, no ano de 2014, foram assassinadas 4.620 pessoas. O que equivale a um crescimento de 166% a mais de homicídios, quando comparado o número de homicídios ocorridos no ano de 2004. Na guerra entre cearenses, morre mais gente por ano, que na Faixa de Gaza, onde há uma guerra entre israelenses e palestinos;

II - Fortaleza é a segunda microrregião mais violenta do Brasil... há mais duas microrregiões no Ceará que estão entre as mais violentas do país: Pacajus e Baixo Jaguaribe;

III- No Ceará, no ano de 2004, mataram 829 jovens com idade entre 15 e 29 anos de idade. Em 2014 o número subiu para 2.832 homicídios de jovens entre 15 e 29 anos. Essa é a faixa etária  mais vitimada por essa verdadeira guerra civil.  Correspondem a 61% do total das vítimas. A JUVENTUDE ESTÁ SENDO CASSADA;

IV- Uma pessoa de cor negra ou parda tem 147% mais chance de ser morta nesse mar de sangue, que uma pessoa de cor branca;

V- 4.757 mulheres foram assassinadas no Brasil no ano de 2014 (inclui todas as mulheres, não apenas as mulheres vitimadas por violência doméstica), enquanto no mesmo ano 54.872 homens foram assassinados. O total de homens mortos, entre o total de vítimas, é de 92%. Em cada 100 homicídios, 8 são de mulheres e 92 de homens. Um homem tem 11% mais de chance de ser assassinado que uma mulher. No Ceará. Em 2004, foram assassinadas 123 mulheres em terras cearenses. Tal número subiu para 284 mulheres mortas em 2014;

VI- O número de mulheres mortas, por conta da violência doméstica, teve no geral, desde a criação da Lei Maria da Penha, um aumento de 11%. Portanto, por enquanto, a Lei Maria da Penha é um fracasso, até porque não foram tomadas as próprias medidas previstas na lei, sobretudo no campo preventivo;

VII- A maioria das vítimas, de forma absoluta, em alguns casos chegam a 76% dos mortos, tiveram suas mortes causadas por arma de fogo. O que se aplica também ao Ceará;

VIII- 10% dos total de homicídios no mundo, ocorrem em solo brasileiro, isto é, brasileiro, matando brasileiros;

IX- Entre janeiro de 2008 a março de 2014 foram mortos 604 pessoas, travestis e transexuais, o que faz do Brasil um dos países em que mais se matam travestis, segundo estudo da Transgender Europe;

X- No Ceará no ano de 2016, foram mortos 15 membros da comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, trans) desse número, cerca de 42% são trans, isto é, 4 pessoas assassinadas, dentre as vítimas, 03 travestis em 2016.

CONCLUSÃO: Numa realidade em que ocorre uma verdadeira guerra civil, tantos homicídios, crescentes ano a ano, exigem uma indignação da toda sociedade no mesmo nível, que a indignação da morte brutal, injusta e absurda da travesti Dandara. Tal realidade exige que todos lutem contra a banalidade da violência, a quantidade de vítimas grita por rápido cessar dessa mortandade irracional. A SOCIEDADE NÃO DEVERIA FRAGMENTAR-SE DAS MAIS VARIADAS FORMAS DE LUTA: mulheres, LGBT's, negros, índios, jovens... cada um só defendendo paz e justiça para si. ESSA DIVISÃO É UMA DAS CAUSAS DA INEFICÁCIA DA LUTA DA SOCIEDADE CONTRA VIOLÊNCIA... Como se cada um só pensasse em si... o resto que se dane! A guerra civil continua... silenciosa... mas sanguinolenta... não se sabe onde o Brasil vai parar... Ninguém está seguro... pois a violência...no geral... é quem está vencendo esta batalha... um tsunami... vive-se uma guerra de todos contra todos... um retrocesso ao começo da civilização... da sociedade civil e do Poder Público...

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails