quinta-feira, 12 de abril de 2018

FORTALEZA COMPLETA 292 ANOS EM 13/04/2018- 07 CURIOSIDADES SOBRE FORTALEZA QUE VOCÊ PRECISA SABER - CIDADE COSMOPOLITANA FRUTO DA ESSÊNCIA DO ESPÍRITO CEARENSE QUE MERECE HOMENAGEM

Planta de Fortaleza feita pelos Jesuítas no século XVIII com o Riacho Pajeú passando bem ao meio
Museu do Ceará

PRIMEIRA CURIOSIDADE - A FUNDAÇÃO DE FORTALEZA: Em 13 de abril de 1726, o capitão-mor Manuel Francês instalou a Vila de Fortaleza de Nossa Senhora de Assunção, nome nascido do Forte, que foi inicialmente construído pelos holandeses e que tinha o estranho nome de Forte Schoonenborch (pronuncia-se chunenborrr - de um vez só esticando o erre). Assim, Fortaleza é a mais holandesa entre as capitais portuguesas do Nordeste. Bem verdade que antes de Fortaleza nascer a partir da margem do Riacho do Pajeú, que precisa ser resgatado, já que mataram o pequeno riacho, outros passaram por Fortaleza. Assim que descobriu o Brasil, 03 meses antes de Cabral, Pinzon passou por Fortaleza, depois Pero Coelho de Sousa, depois os jesuítas... finalmente veio Martim Soares Moreno... tudo pelo Mucuripe ou pela Barra do Ceará, mas coube a Matias Beck, holandês, fundar o povoado, a partir do qual, surgiu Fortaleza às margens do Riacho Pajeú (água que cura). Portanto, já nasceu uma cidade cuja história anterior já mostra sua vocação para ser uma cidade do mundo... uma metrópole cosmopolita. Bela e Universal.


Imagem aérea de Fortaleza
Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves


Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

SEGUNDA CURIOSIDADE - A DISPUTA ENTRE FORTALEZA E AQUIRAZ: Aquiraz foi a primeira vila fundada no Ceará. Mas o povo de Fortaleza não aceitava essa realidade. Até que a disputa acabou quando Portugal resolveu também criar a cidade de Fortaleza, que passou a ser a Capital do Ceará. Com pouca riqueza, pois estava praticamente fora da rota do gado, que tornava cidades como Icó, Aquiraz, Aracati... entre as principais... cidades riquíssimas. 


Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves


Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

TERCEIRA CURIOSIDADE - FORTALEZA COMO PALCO EM QUE OCORREU A FUNDAÇÃO DO POVO AMERICANO E SUA MISCIGENAÇÃO:  Em sua obra, o cearense José de Alencar, além de fundar o romance indianista, criou o mito, a narrativa, do surgimento do povo da América, narrando o amor entre a índia tabajara Iracema, nome da América com as letras em nova ordem, com o guerreio branco Martim Soares Moreno. Assim nascia o povo americano. O local, o Ceará, em Fortaleza, palco do mito do nascimento do povo da América. TODO CEARENSE TEM O DEVER DE LER "IRACEMA". E quando inicia sua obra, descrevendo os mares de Fortaleza, que encantam turistas do mundo inteiro, assim narra na obra Iracema:

Verdes mares bravios de minha terra natal, onde canta a jandaia nas frondes da carnaúba; 

Verdes mares que brilhais como líquida esmeralda aos raios do Sol nascente, perlongando as alvas praias ensombradas de coqueiros. 

Serenai verdes mares, e alisai docemente a vaga impetuosa, para que o barco aventureiro manso resvale à flor das águas. 

Onde vai a afouta jangada, que deixa rápida a costa cearense, aberta ao fresco terral a grande vela? Onde vai como branca alcíone buscando o rochedo pátrio nas solidões do oceano? 

Três entes respiram sobre o frágil lenho que vai singrando veloce, mar em fora; 

Um jovem guerreiro cuja tez branca não cora o sangue americano; uma criança e um rafeiro que viram a luz no berço das florestas, e brincam irmãos, filhos ambos da mesma terra selvagem. 

A lufada intermitente traz da praia um eco vibrante, que ressoa entre o marulho das vagas: 

— Iracema!...  

Veja vídeo com imagens aéreas  belíssimas de Fortaleza feito por pela empresa DCIMAGENS AÉREAS - Com drones - basta clicar na imagem e assistir:



Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves


QUARTA CURIOSIDADE - FORTALEZA POR ALGUNS MESES UMA CAPITAL REPUBLICANA: Fortaleza teve um governo republicano em 1824, Diferentemente da Inconfidência Mineira, que ficou apenas na ideia. A Confederação do Equador aconteceu aqui no Ceará, Tristão Gonçalves, que hoje é nome de Avenida, destituiu o presidente da província do Ceará, assumindo o Governo, até ser morto na região do Jaguaribe, onde se encontrava em combate. Fortaleza foi uma capital republicana, antes da Proclamação da República em 1889.


Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

QUINTA CURIOSIDADE - FORTALEZA UMA CIDADE QUE RECEBEU MILHARES DE FLAGELADOS - EXCLUÍDOS SOCIALMENTE DESDE O BRASIL COLONIAL -  E SE DESENVOLVEU COM O FLAGELO DAS GRANDES SECAS: Nas grandes secas, quando não tinham mais para onde ir, os flagelados vinham para Fortaleza, pedir socorro ao governo estadual. Foi assim na grande seca de 1877/1879. Quando a cidade passou de 20.000 habitantes para 120.000 habitantes.  Importantes bairros de Fortaleza nasceram ou se desenvolveram de aglomerações de flagelados.  Muitas das grandes obras, como passeio público, estação ferroviária João Felipe, Passeio Público... utilizaram mão de obra escrava dos retirantes. De Fortaleza houve levas e mais levas de retirantes enviados para povoar o Maranhão... o Pará... a região amazônica... o Acre... a história do Brasil passa pelos portos de Fortaleza... que o diga Dragão do Mar... 


Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves


SEXTA CURIOSIDADE - FORTALEZA - O QUINZE DE RAQUEL DE QUEIROZ - OS HERÓIS DO ROMANCE SAÍRAM DE QUIXADÁ PARA FORTALEZA EM BUSCA DO CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DO MATADOURO - POIS A TRISTE HISTÓRIA DOS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO COMEÇOU EM FORTALEZA: No romance O Quinze, a cearense Raquel de Queiroz, conta a história de Chico Bento que saiu de Quixadá com sua família, a pé,  para o Campo de Concentração do Matadouro, que se localizava onde atualmente fica a Regional I.  Com sua obra, Raquel de Queiroz foi a primeira mulher a entrar na Academia Brasileira de Letras. Mas a história de campos de concentração para retirantes das secas começou na seca de 1877/1879, no Alagadiço, fato romanceado e denunciado como desumano por Rodolfo Teófilo. Assim, Fortaleza teve campos de concentração na seca de 1877/1879, o maior e mais trágico de todos, teve dois campos na Seca de 15 e 02 campos de concentração na Seca de 32. A própria existência desses campos, aprisionando pessoas, deixando-as à própria sorte, exportando-as como gado para outros estados da Federação,  vitimando-as pelo abandono a serem presas fáceis de epidemias... bem denuncia a exclusão social... o uso do biopoder... a influência da eugenia... a injustiça... e como até hoje são tratados os descendentes dos homens livres mestiços... pelas classes dominantes e pelo Poder Poder Político em mãos dessas classes...  compreender a história dos campos de concentração será a chave para compreender os principais problemas sociais e políticos do Brasil... que podem levar à sua transformação. Assim, a política, precisa beber do conhecimento da história, da sociologia e da antropologia... se realmente querem proporcionar o mínimo existencial... o mínimo de dignidade às pessoas mais pobres do Brasil. Pois os campos de concentração são o máximo como ferramenta denunciante da injustiça social... ao tempo que neles aplicou-se maximamente esta exclusão... Fortaleza, é tempo de construir um memorial ás vítimas dos campos de concentração das grandes secas, máquinas de morte, que funcionaram no solo de Fortaleza...

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

DOS PORTOS DE FORTALEZA PARA O MUNDO O ALGODÃO DO CEARÁ E A ENTRADA DOS TURISTAS E DA INFLUÊNCIA FRANCESA: Pelos portos de Fortaleza saiu o algodão que tanta riqueza trouxe ao Ceará após o fim da era do charque, com as grandes secas. Também outros produtos, mas não tão fundamentais como o algodão, que levou à construção das ferrovias, que ligaram o Ceará de ponta a ponta, unindo o Norte com o Sul e o Litoral. Assim, Fortaleza que até o fim da era do gado, mesmo sendo a Capital do Ceará, era insignificante, começou seu esplendor, que se iniciara com a chegada da Família Real, com abertura dos portos em 1808, exportando algodão para Europa, recebendo grande influência em tal período, hoje congelada em muitos dos seus prédios, cuja arquitetura tinha clara influência francesa. E assim segue Fortaleza, sempre bela, em construção. Parabéns pelos seus 292 anos. Que possa continuar cada vez mais bela e será infinitamente bela se resolver o problema da exclusão social que faz do Pirambu e da Aldeota dois mundos tão diferentes num mesmo paraíso, que só será um paraíso completo quando for paraíso para todos.

ABAIXO MAIS FOTOS E VÍDEOS SOBRE FORTALEZA - CONFIRA:


Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves


Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves


Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves

Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros - Volume XVI -  De 1959 - IBGE
Acervo: Valdecy Alves


A PONTE METÁLICA:




A CASA DE JOSÉ DE ALENCAR:



O PRÉDIO DA ALFÂNDEGA:



A ESTAÇÃO FERROVIÁRIA JOÃO FELIPE



O PASSEIO PÚBLICO OU PRAÇA DOS MÁRTIRES DA REVOLUÇÃO




Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails