sábado, 30 de junho de 2018

CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DE QUIXERAMOBIM - O QUE DUROU MENOS TEMPO E POR ISSO O CAMPO DE QUE MENOS SE FALA... CONHEÇA UM POUCO DO CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DA SECA DE 32 NA CIDADE MAIS ANTIGA DO SERTÃO CENTRAL DO CEARÁ... BERÇO NATAL DE ANTONIO CONSELHEIRO

Momento de debate com o público presente ao lado do mediador Neto Camorim
Fotos: Mara Paula e  Ígor
LANÇADO EM QUIXERAMOBIM - NA NOITE DE 29/06/2018 - O DOCUMENTÁRIO  "CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO PATU - BURITI E CARIÚS - FOME - EXPLORAÇÃO E MORTE " NO EVENTO CULTURAL 80º BATE PAPO PROMOVIDO PELO IPHANAQ: Foi lançado o documentário, em seguida houve debate com o público presente,  onde o diretor do documentário Valdecy Alves abordou a temática sobre os campos de concentração das secas do Ceará. de todas as secas, inclusive sobre o Campo de Concentração de Quixeramobim. Bem como sobre como foi realizado o documentário, de forma totalmente independente. Autoral.

Lançamento documentário em Quixeramobim - 29/06/2018

Debate sobre os campos de concentração das secas do /ceará - Mediador Neto

DURANTE O DIA FORAM FEITAS GRAVAÇÕES PARA FUTURO DOCUMENTÁRIO A SER LANÇADO POR VALDECY ALVES: Durante o dia 29 de junho de 2018, foram captadas imagens, para futuro documentário, mais uma vez independente, a ser lançado por Valdecy Alves, falando sobre o Campo de Concentração da Seca de 32, que durou menos tempo: O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DE QUIXERAMOBIM, que funcionou por 03 meses, de abril a junho de 1932. Quando, provavelmente, todos os seus concentrados foram transferidos para construção do Açude Choró Limão, na época em Quixadá. Foram gastos cerca de 18 mil contos de réis no Campo de Concentração de Quixeramobim, dirigido pelo Tenente Luiz Marques, além da entrega de 15 mil contos de réis ao prefeito de Quixeramobim, na época, para construção de estradas.


Entrevistando seu Luís - Trabalhou na Construção da Barragem de Quixeramobim em 1958
Segundo projeto de açude concluído nos anos 60

Com seu Zeca do Gado - 95 anos - Sobreviveu à Seca de 32

ATÉ O O FINAL DE 2018 DEVERÁ SER LANÇADO O DOCUMENTÁRIO DE VALDECY ALVES SOBRE O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DE QUIXERAMOBIM NA SECA DE 32: Com apoio do memorialista Aílton Brasil, Iphanaq e outros ativistas, as captações de imagens estão perto de serem concluídas, além de pesquisas de antigos documentos e oitiva de sobreviventes ainda por serem gravados.  E assim, todos conhecerão maiores detalhes do campo de concentração da Seca de 32 que durou menos tempo.

Entrevistando Professor Aílton Brasil  - Ativista Social - Historiador e memorialista


Casa grande de fazenda - Vista Alegre - Quixeramobim - Janela que fortificava a casa
Pequisa - documentos  e acervo: Valdecy Alves



Relatório de Marechal Rondon sobre o Açude de Quixeramobim
Anos 20 - Nunca concluído tal projeto
Pequisa - documentos  e acervo: Valdecy Alves
O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DE QUIXERAMOBIM FUNCIONOU NO CANTEIRO DE OBRAS DO ANTIGO AÇUDE DE QUIXERAMOBIM - QUE DEVERIA TER 800 MILHÕES DE METROS CÚBICOS DE ÁGUA: O Campo de Concentração de Quixeramobim, tudo indica, funcionou no canteiro de obras do Dnocs, na época Ifocs,  abandonado, que fora ocupado pelos operários e engenheiros que construiriam um açude 100 vezes maior que o açude concluído nos anos 60, o atual açude de Quixeramobim, na entrada da cidade. Fazia parte do projeto de açudagem do Presidente Epitácio Pessoa. As obras foram suspensas pelo presidente mineiro Artur Bernardes. Causando grande prejuízo econômico e social ao Brasil, ao Ceará, a Quixeramobim. Em 1923, Marechal Rondon esteve em Quixeramobim, como também esteve no Açude Patu,  e relatou todos os detalhes sobre o Açude, antes da suspensão das obras. O paradoxo é que virou um açude de flagelados na Seca de 32, um campo de concentração, de gente faminta, pessoas que tinham o mesmo perfil social do mesmo povo que fundou Canudos, fundada por Antonio Conselheiro, filho de Quixeramobim. Destruída pelo mesmo Estado que criou os campos de concentração. Assim, de todo jeito, mataram e exterminaram os que chamavam de cassacos, molambudos, retirantes, flagelados, concentrados, sub raça destinada à extinção, como definiu Euclides da Cunha, seguidores da tese do Darwinismo Social. Quando o genocídio não foi pela força das armas, foi pela concentração e abandono á fome e às epidemias. Além de tentarem apagar todos os fatos, a memória.

Fotos da construção do primeiro Açude de Quixeramobim - 800 milhões de metros cúbicos
Anos 20 - Este açude nunca foi concluído pelos ingleses da  NORTON GRIFFITHS & COMPANY
Pequisa - documentos  e acervo: Valdecy Alves


O que restou do canteiro de obras do Açude Quixeramobim
Possível local do Campo de Concentração da Seca de 32
Pequisa - documentos  e acervo: Valdecy Alves

Antigo depósito ferroviário da RVC
Pequisa - documentos  e acervo: Valdecy Alves

Total de Flagelados no Campo de Concentração de Quixeramobim
Jornal O Povo - 20/06/32
Pequisa - documentos  e acervo: Valdecy Alves

Capitão Carneiro de Mendonça presta contas das despesas
Com os Campos de Concentração na Seca de 32
Depois de muita pressão e acusações
Pequisa - documentos  e acervo: Valdecy Alves



OBSERVAÇÃO: favor citar a fonte caso copie texto ou fotos.

Um comentário:

Luis Henrique disse...

Muito bom parabéns, fiquei muito interessado em ver o seu documentário, minha avó conta como foi muito difícil esses anos de seca, morria muitas pessoas.

Related Posts with Thumbnails