segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

CARNAVAIS ....


Escrevi esta poesia para você refletir a questão alegria x felicidade.


Não sei se dei sentido à minha vida
Não sei se tem algum sentido
Dar algum sentido à vida
Ou se viver resume-se a buscar sentidos!

Noite de carnaval
Com que alegria toca o carro
Capaz de ser ouvido a grande distância
Se o canto e o cantor são tão alegres
Bem sei que com o sucesso
O artista está bem rico...
Não sei se o dono do carro
E os forçados ouvintes
Têm tanta razão para sorrir
Ou se encontraram a felicidade
Que não está na canção
Muito menos no carnaval

Quantas belas mulheres nos blocos
Ideais de beleza
A sedução, o desejo, o cheiro no ar...
Risos, giros, coxas, seios, dança, rebolados...
Mas quantos amarão à noite
Quantos se terão
Sem se perder na infinitude da finitude
Do erotismo-fim e vazio ?

O carnaval das manhãs
No canto dos pássaros
Só para eles é festival !
Voam, flutuam, acasalam-se...

Mais além o morcego incomodado
O poeta inspirando-se em tais cantos
O gato castrado
Felino caçador de estimação
Contempla a ilha de árvores
Que já foi floresta
Com presas saudosas da carne
Sonhando em libertar-se da ração
Com sabor de plástico...

Um pouco mais distante
A faminta cascavel
Imunda sai do esgoto esfomeada
Fanática na direção das árvores...

Cada um com seu carnaval
Cada um buscando sentido
Espalham-se em todos os sentidos
Construindo o carnaval da história !

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

FILOSOFIA – ZÉ RAMALHO – BOB DYLAN E RAUL SEIXAS


O grande poeta Thiago de Melo diz que uma poesia não muda o mundo, mas pode mudar pessoas. Parece pouco tal declaração, mas é muito, quando lembrarmos que o mundo é formado de pessoas. Mudemo-nos e mudado será o mundo, ouso dizer. Amigo leitor, sou amante da filosofia e da música, que sem dúvida se encontram na música dos 03 menestréis acima: Zé Ramalho, Bob Dylan e Raul Seixas. Quero tecer neste pequeno artigo um tecido de seda, com as linhas coloridas da filosofia clássica e da inspiração dos citados poetas, que popularizam o que nas faculdades é rico e encantado tesouro só pra entendido, como diria Patativa do Assaré ao pensador da rua.

Raul Seixas cantou para todos: “Eu quero ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.” Também o disse Heráclito de Éfeso, há mais de 2.500 anos, quando afirmou que tudo muda tão rápido que não entramos no mesmo rio duas vezes, pois na segunda vez não seremos mais os mesmos, nem o rio o mesmo com as mesmas águas. Viva, viva à Sociedade Alternativa ! Karl Marx, há cerca de 160 anos, pregava a sociedade alternativa, através do socialismo, quando mostrou que a luta de classes é o motor da história. Eu nasci há 10.000 anos atrás, também Zaratustra, muito antigo, de Friedrich Nietzsche, que nos anunciou o além-homem, uma nova era, a partir de toda experiência humana. Eu sou a luz das estrelas, o começo, o fim e o meio... Bhagavad Gita, o Canto Divino, com os ensinamentos de Krishna. Da velha índia.


Bob Dylan cantou: Hei! Senhor Tocador de Tamborim, toque uma canção para mim,Não estou dormindo e não há lugar onde eu possa ir. Schopenhauer também dizia que para cada desejo satisfeito, restam 10 desejos a realizar. Que a esmola dada ao mendigo só aumenta a miséria até amanhã. Diz ainda Bob Dylan: Eu vi um bebê recém nascido, Com lobos selvagens lhe rondando, Eu vi uma estrada de diamantes sem ninguém sobre ela, Eu vi dez mil oradores, Cujas línguas estavam dilaceradas, Ouvi o ronco de uma onda, Que poderia afogar o mundo inteiro, e seu estrondo era um aviso... Encontramos paralelo na abertura de Assim Falou Zaratustra, de Nietzsche, grande filósofo alemão, cuja filosofia ecoa por nossos tempos: “ Aos 30 anos, Zaratustra afastou de sua pátria... dirigiu-se à montanha... 10 anos de solidão. Voltou ao mundo dos homens, saindo da caverna e saudando o sol nesta palavras: Grande astro, que seria de tua felicidade se faltassem aqueles que iluminas ? Por esta razão devo descer às profundidades, como tu pela noite, astro exuberante de riqueza quando transpões o mar para levar tua luz ao mundo inferior... Abençoa a taça que quer transbordar, que dela jorrem as douradas águas, levando a todos os lábios o reflexo de tua alegria...”

Zé Ramalho também canta com originalidade, teluricamente, irmão de Raul, irmão de Bob... Zaratustras do povo, que não lê filosofia, pois sequer podem filosofar com o estômago, no chão da América. Mas que podem lamber o pirulito universal do grande conhecimento ao ouvir tais cantores. Zé Ramalho diz: “ Foi um tempo que o tempo não esquece, que os trovões eram roucos de se ouvir, todo o céu começou a se abrir...” Platão: “ na caverna viam sombras projetadas e todo o seu conhecimento era da observação das sombras... até que um deles saiu da caverna e viu o verdadeiro mundo: árvores, nuvens, céus, raios, trovões, o vento... um novo tempo” Eis o mito da caverna. E canta Zé Ramalho: “ê, ôôô, vida de gado, povo marcado, povo feliz” Maquiavel sobre o povo afirma: “ Os homens são tão pouco argutos e se inclinam de tal modo às necessidades imediatas, que quem quiser enganá-los, encontrará sempre quem se deixe enganar. Canta Zé: ” Há tantas violetas velhas sem um colibri... Pra sempre fui acorrentado do seu calcanhar... Se eu calei foi de tristeza, você cala por calar... Desesperado eu sonhei que havia um mundo melhor e acordei solitário no escuro da dor...” Alberto Camus, grande filósofo existencialista, comparou todos os seres humanos a Sísifo, que permanece no inferno, condenando a empurrar uma pedra pesada ladeira acima, mas quando vai chegando ao fim da íngrime ladeira, faltam-lhe forças e a pedra rola de volta. Ele começa tudo de novo. Eis sua pena. Assim por toda eternidade sofre Sísifo... sem vencer a ladeira. Camus comparou-nos a Sísifo, a meta de levar a pedra ao topo da ladeira, é a busca humana pela felicidade.

Espero ter tecido uma bela peça, que seu colorido ilumine seus olhos e desperte o apetite de sua mente para conhecer os grandes pensadores, seus pensamentos, nos grandes poetas, que dizem grandes coisas em simples poesias. Pode também ouvi-los. Pode ler ouvindo-os... Espinosa estava certo, a melhor das felicidades é ter a liberdade de buscar aprender. APRENDA E SERÁ ! Talvez Sartre dissesse: Aprenda e sempre usará bem a liberdade para a melhor escolha seguinte ! Até !

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Professor - Quem aí quer ser professor ? - Prefeitos que assassinam sonhos dos professores


“ ESTUDOS RECENTES DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA trazem dados preocupantes: em 2005 formaram-se 80.532 professores habilitados em nível superior no Brasil; em 2006 o número de professores caiu para 73.679 professores; já em 2007, apenas 70.507 pessoas escolheram formar-se com objetivo de serem professores. Em 02 anos diminuiu a quantidade de pessoas que se formaram para ser professores em 14%. CONCLUSÃO IMEDIATA: menos pessoas desejam ser professores.”
Diante dos dados acima, ou melhor, nem que não existissem os dados acima, você que não se formou ainda, tem interesse em se formar para ser professor, ainda mais dos quadros de qualquer município do Brasil ??? Você que tem filho concluindo o 2º grau, que ainda não sabe que carreira seguir, tem coragem de dizer: MEU FILHO FORME-SE PARA SER PROFESSOR, ESTÁ CHEIO DE CONCURSO NOS MUNICÍPIOS DO BRASIL. ASSIM TERÁ UMA BELA CARREIRA !

Os professores não têm carreira garantida; não tem bolsas para formação contínua; têm planos de carreira que não são observados e que pioram a cada reforma; sofrem todo tipo de politicagem anualmente quando são lotados, sofrendo transferências abusivas; têm vale-transportes cortados; auxílio –alimentação negados; têm negadas licença saúde; roubam-lhes as horas para atividades extra-classe; faltam condições adequadas de trabalho e a maior parte do repasse das verbas do FUNDEB, de cujo total 60%, no mínimo, veja bem: no mínimo, não no máximo, seria para os salários dos professores, ESTÃO SENDO DESVIADOS... Só alguns exemplos, por fim, se os professores não viram cabos eleitorais dos prefeitos e vereadores, que indicam seus diretores de confiança para escolas, verão o que é o inferno... NUM AMBIENTE ASSIM, SÓ UM LOUCO SONHARÁ EM SER PROFESSOR !

O estudo do MEC concluiu que faltam professores para letras, geografia, química e filosofia, o que faz com que cerca de 300 mil professores dêem aula noutra área que não é a sua específica. O que sem dúvida compromete a qualidade da educação. Alguém formado em história dando aula de física é como o goleiro jogando no ataque do time. QUE QUALIDADE TERÁ TAL EDUCAÇÃO ? QUE MOTIVAÇÃO TERÁ TAL PROFESSOR ?

CASOS ESCABROSOS: No Município de Pentecoste, Ceará, para acomodar os amigos mais perto de casa e os inimigos serem transferidos para distante, professor de matemática foi encarregado de dar aula de inglês, quando só sabia dizer: I Love You, enquanto o formado para dar aula de inglês foi dar aula de matemática; no Município de Tamboril colocaram professor para fazer papel de auxiliar de serviços gerais, varrendo escola, pois tal professor não votara no prefeito vencedor; no Município de Monsenhor Tabosa, professor ganha abaixo do salário mínimo nacional; Em Penaforte, onde o coveiro tem direito a receber insalubridade e pode ser analfabeto, o professor ganhava menos que um coveiro mesmo com nível superior; em Carnaubal os professores com nível médio, nível superior e pós-graduados ganham o mesmo piso. São tratados igualmente, mesmo tendo diferentes habilitações... Em Municípios como Ipaumirim, Potiretama, Guaraciaba do Norte, Miraíma, Ibicuitinga, nos últimos anos, mesmo com estabilidade adquirida via concurso, professores foram demitidos, sem o devido processo, sem direito à defesa, para darem lugar a contratados que votaram nos prefeitos vencedores. Um psicopata mata alguns, um mau prefeito com um mau secretário de educação, o que é regra geral, matam gerações com todos os seus sonhos. Nesse universo desvirtuado o PROFESSOR QUE SEQUER É CIDADÃO, COMO FORMARÁ O ALUNO PARA CIDADANIA ???

Esse é o pior dos desmontes. Pois desmonta o futuro das gerações em construção, de toda a sociedade e do país. E os principais violões dessa história são os prefeitos sem compromisso com a educação, seus secretários de educação, cuja autonomia e competência, não vai além do puxa-saquismo e do parentesco, salvo raras exceções, os diretores que eles nomeiam, para controlar o curral eleitoral em que foram transformadas a maioria das escolas. Diretores eleitorais ou sanguíneos, não diretores escolares ! NESSA REALIDADE EDUCAÇÃO E CIDADANIA PODEM SER TUDO, MAS JAMAIS PASSARÃO DA FRONTEIRA DA PIADA DE MAU GOSTO !

A ordem é a seguinte quanto aos problemas de educação: primeiro é caso de polícia (ROUBO DAS VERBAS DO FUNDEB); segundo é caso de improbidade (POIS TODA POLÍTICA EDUCACIONAL ESTÁ SENDO DESVIRTUADA); terceiro é caso de assédio moral (PROFESSORES ESTÃO SENDO TORTURADOS); quarto é caso eleitoral (A JUSTIÇA ELEITORAL NÃO DEVERIA CONCEDER REGISTRO DE CANDIDATURA PARA QUEM PERSEGUE A EDUCAÇÃO E OS EDUCADORES). Com a palavra os tribunais de contas, a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual, o Ministério Público Federal e a Sociedade na hora de votar. Ou todas reagem ou todos continuarão sendo vitimados no presente e no futuro ! Ei, você aí, quer ser professor ? Quer que sua filha seja professora ?
Related Posts with Thumbnails