domingo, 30 de agosto de 2015

LANÇADA CAMPANHA EM FAVOR DO TOMBAMENTO DA ESTAÇÃO DO OTÁVIO BONFIM... ANTIGA ESTAÇÃO DO MATADOURO... PORTA DE ENTRADA PARA OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO ALAGADIÇO - DO OTÁVIO BONFIM E DO URUBU... EM FORTALEZA CEARÁ - EM DEFESA DO MEMORIAL ÀS VÍTIMAS DOS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO CEARÁ....

Flagelados da Seca do 15 - Reunião com ativistas e lideranças do bairro
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves
LANÇADA CAMPANHA PELA PRESERVAÇÃO DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DO OTÁVIO BONFIM - PORTA DE ENTRADA PARA OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO ALAGADIÇO - DO URUBU E DO MATADOURO NO OTÁVIO BONFIM: Pela manhã, em 30/08/2015, teve início a batalha encampada por lideranças do Otávio Bonfim e ativistas que lutam em defesa da memória PELO TOMBAMENTO DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DO OTÁVIO BONFIM - EM FORTALEZA - CEARÁ - BRASIL E SUA TRANSFORMAÇÃO EM MEMORIAL ÀS VÍTIMAS DOS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO CEARÁ. Antiga Estação do Matadouro, porta de entrada dos flagelados para os Campos de Concentração do Matadouro ou Otávio Bonfim e do Urubu, principalmente da Seca de 1915 e da Seca de 1932. Está completamente abandonada, aos escombros, transformou-se em esconderijo de drogados e marginais, foco de insegurança no bairro, que aterroriza toda a população.  AO MESMO TEMPO foi palco de momentos terríveis da história do Ceará, sobretudo nas grandes Secas.... MAIS DE MEIO MILHÃO DE FLAGELADOS PASSARAM PELA ESTAÇÃO...muitos ficaram em Fortaleza criando bairros como o Pirambu... Parangaba... Jacarecanga... Outros foram para conduzidos para o porto e de lá embarcaram em navios para serem soldados da borracha, na região Norte, sobretudo no Acre... outros foram como mão de obra barata para a região Sudeste do Brasil... 

Ativistas e lideranças do bairro Otávio Bonfim na Estação antes do lançamento da campanha
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves
UMA ESTAÇÃO QUE TAMBÉM É TESTEMUNHA DA HISTÓRIA DA FERROVIA NO CEARÁ - DA INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E GEOGRÁFICA DO ESTADO - DA EXPLORAÇÃO DESUMANA  E DA ESCRAVIZAÇÃO DOS FLAGELADOS: A construção da linha férrea no Ceará, remonta o ano de 1870, sendo que em 1873 foi inaugurada a Estação de Parangaba e 10 anos depois a de Baturité. A linha chegou a Senador Pompeu em 1900 e ao Crato em 1926. Unindo Fortaleza ao Sul do Ceará, na fronteira com Pernambuco. Tendo sido construído também o ramal para o Norte, passando por Sobral e chegando ao Piauí, após Crateús.  A Estrada de Ferro Fortaleza-Baturité  (EFB) deu lugar à Rede de Viação Cearense (RVC) e depois à antiga Rede Ferroviária Federal e Sociedade Anônima (RFFSA). Ao longo dos trechos é revoltante a quantidade de estações destruídas, abandonadas, nos dias atuais. Preservar as estações, também é preservar importante patrimônio material, que é testemunha da integração econômica, cultural e política do Estado do Ceará. 

A ESTAÇÃO DE OTÁVIO BONFIM FOI O PORTAL DA CHEGADA DOS FLAGELADOS DO INTERIOR A FORTALEZA VINDOS DE TODO O CEARÁ. A ENTRADA PARA NOSSA AUSCHWITZ BRASILEIRA, pois enquanto alemães praticaram o holocausto exterminando judeus em câmaras de gás, o Estado brasileiro, por incompetência e insensibilidade de seus governantes, praticou holocausto no Ceará, exilando cearenses, que assim foram punidos ao exílio sem jamais praticar um crime... a não ser o fato de ser pobre... ou deixados morrer à míngua, pela fome ou dizimados pelas pestes de varíola, sarampo, tifo ou cólera... HOUVE EXTERMÍNIO INDIRETO ATRAVÉS DA INCOMPETÊNCIA, CRUELDADE E OMISSÃO DO PODER PÚBLICO, DE MILHARES E MILHARES DE CEARENSES... entre as secas de 1877 e 1932, MAIS DE MEIO MILHÃO DE CEARENSES.  Muitos dos retirantes trabalharam na construção da estrada de ferro, em troca de comida, quando os que venceram as licitações, receberam repasses para pagar salários e não o fizeram. Flagelo, Seca, Estado desumano, exploração, extermínio... UM PASSADO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO... NEM APAGADO... PELA PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA...

Painel que mostra a história da estação do Otávio Bonfim - Sua relação com secas e flagelados
Mostra ainda seu abandono e luta da comunidade por seu tombamento
Para que se torne um Memorial das Vítimas dos Campos de Concentração no Estado do Ceará

O MEMORIAL ÀS VITIMAS DE CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO NO ESTADO DO CEARÁ - NA ESTAÇÃO OTÁVIO BONFIM será capaz de preservar não apenas a memória do genocídio dos flagelados que por ela passaram, das políticas dos campos de concentração, como capaz de preservar a história da linha férrea no Ceará e todo o apogeu econômico do algodão e integração econômica e política do Ceará, até porque a linha férrea passava pelo caminho do gado, unindo todo o sertão aos portos e Fortaleza dos dias atuais, que nasceu de toda essa integração. Portando, a história da própria Capital. A estação do Otávio Bonfim, antiga Estação do Matadouro, local de descarga de animais para abate e retirantes, está imortalizada em obras como O QUINZE, de Raquel de Queiroz... centenas de reportagens e estudos sobre as secas... juntamente com os campos de concentração, antigos abarracamentos, tão citados no livro "A FOME" de Rodolfo Teófilo.

EIS A PROGRAMAÇÃO APROVADA NO EVENTO - CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PARA OS PRÓXIMOS 15 DIAS EM DEFESA DO TOMBAMENTO DA ESTAÇÃO DO OTÁVIO BONFIM E QUE SEJA TRANSFORMADA EM MEMORIAL ÀS VÍTIMAS DOS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO CEARÁ:

1) Panfletagem no Bairro Otávio Bonfim, fazendo todo o resgate dos importantes fatos históricos dos ocorridos no local, para que todos tenham noção do simbolismo da estação, a razão da necessidade da sua preservação e defesa para que seja transformada em memorial às vítimas dos campos de concentração do Ceará;

2) Mobilização e reunião com a comunidade e ativistas que defendem a preservação da estação e a criação do memorial;

3) Aprovação das primeiras ações junto a entidades de direitos humanos, junto ao Ministério Público e junto ao Poder Judiciário;

4) Avaliação, aprovação de novo cronograma e estratégias de luta.


A via férrea e sua íntima relação com os campos de concentração do Ceará

NÃO PODEMOS PERMITIR QUE SE APAGUE A HISTÓRIA... ATÉ PORQUE ALÉM DO GENOCÍDIO PRATICADO PELO ESTADO BRASILEIRO, TANTO NO FINAL DO IMPÉRIO QUANTO NO COMEÇO DA REPÚBLICA...

TAIS FATOS PRECISAM SER COMPREENDIDOS... DEBATIDOS... ESTUDADOS COM PROFUNDIDADE... PARA SERVIR DE BASE PARA APERFEIÇOAR AS POLÍTICAS PÚBLICAS QUE DEVEM, MINIMAMENTE, GARANTIR EFETIVAÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS, DO DIREITO À VIDA E À DIGNIDADE HUMANA. REALIZAÇÃO MÍNIMA A SER PERSEGUIDA E GARANTIDA PELO ESTADO BRASILEIRO... Necessário saber se o mesmo genocídio não está sendo repetido e mascarado de outra forma nos tempos atuais... necessário avançar para o futuro com segurança e com justiça social... o que será impossível se permitirmos o enterro e a morte do passado...


PELA PRESERVAÇÃO E TOMBAMENTO DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DO OTÁVIO BONFIM E PELA  CRIAÇÃO DO MEMORIAL ÀS VÍTIMAS DOS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ - TEM INÍCIO UMA LUTA COM PROFUNDO SIGNIFICADO E SIMBOLISMO - HISTÓRICO E SOCIAL FUNDAMENTAL PARA MEMÓRIA E PARA IDENTIDADE DO POVO CEARENSE E DO POVO BRASILEIRO.

sábado, 29 de agosto de 2015

HOUVE PROTESTO PELA DEMOLIÇÃO DO PUXADINHO QUE PREJUDICA A IGREJA MATRIZ DE SENADOR POMPEU - DEBATEU-SE E FILOSOFOU-SE NA PRAÇA DA MATRIZ - RESISTÊNCIA COM ÉTICA E CIDADANIA - A PRAÇA VIROU UMA ÁGORA E OPINIÕES DIVERSAS FORAM OUVIDAS...


Debate - Detalhes da Igreja e do puxadinho
fotos;Wandara Lonrrayne - Mara Paula - Valdecy Alves - Mayk Lennon


O PROTESTO FOI PELA DEMOLIÇÃO DO PUXADINHO E A REAFIRMAÇÃO QUE A CONSTRUÇÃO PREJUDICA A ESTÉTICA DO CONJUNTO HISTÓRICO E DESCARACTERIZA A PAISAGEM ARQUITETÔNICA COMPOSTA PELA IGREJA E TODO O SEU ENTORNO: O Evento "FILOSOFANDO NO PUXADINHO" iniciativa dos universitários de Senador Pompeu, com apoio da Universidade Federal do Cariri e participação de pessoas da cidade contra o puxadinho, foi um sucesso. A Praça da Matriz, uma das vítimas do puxadinho, foi transformada numa ágora, com pleno exercício da liberdade de expressão, democracia direta e cidadania. Os mais variados oradores se revezaram, com as opiniões mais diversas, contra, a favor, neutro... quanto ao puxadinho. REALIZANDO-SE UM RICO DEBATE, que só fortaleceu a cidadania e a democracia. De parabéns os universitários, todos que compareceram ao momento histórico, num local histórico, em defesa do patrimônio histórico. De parabéns a Universidade Federal do Cariri pelo apoio e a todos que compareceram para o pleno exercício da cidadania. 
Debate - Detalhes da Igreja e do puxadinho
fotos;Wandara Lonrrayne - Mara Paula - Valdecy Alves - Mayk Lennon
OS QUE PROTESTARAM REAFIRMARAM QUE LUTARÃO PELA DEMOLIÇÃO DO PUXADINHO - O PADRE NÃO COMPARECEU - MAS VÁRIOS MEMBROS DA PASTORAL DEFENDERAM O PUXADINHO: A diversidade, a pluralidade de ideias, debate respeitoso... tudo ocorreu num clima completamente democrático. O protesto com debate foi mais um capítulo da resistência contra o puxadinho. Apesar do padre não comparecer, vários membros da pastoral defenderam a construção do puxadinho. Estabelecendo uma espécie de sadio contraditório. Embora sua argumentação seja frágil, muito mais embasada na solidariedade que no conhecimento do que seja patrimônio histórico.... ALGUMAS TESES DOS QUE DEFENDEM O PUXADINHO: - QUE CABE ÀS OVELHAS SEGUIREM SEU PASTOR... QUE A LUTA DEVERIA SER CONTRA VIOLÊNCIA NÃO CONTRA O PUXADINHO.... QUE O BISPO AUTORIZOU... etc

Debate - Detalhes da Igreja e do puxadinho
fotos;Wandara Lonrrayne - Mara Paula - Valdecy Alves - Mayk Lennon
 A LUTA CONTINUA E O MINISTÉRIO PÚBLICO JÁ INSTAUROU INQUÉRITO: Centenas de pessoas acompanharam o debate. A palavra foi facultada a todos. Ganhou a cidadania, a democracia, a comunidade. Abaixo mais fotos do debate histórico espaço que ainda sobrou da praça da Matriz, pois se resolverem construir outro puxadinho será o fim da praça. CONFIRA ABAIXO MAIS FOTOS DO EVENTO:


Debate - Detalhes da Igreja e do puxadinho
fotos;Wandara Lonrrayne - Mara Paula - Valdecy Alves - Mayk Lennon

Debate - Detalhes da Igreja e do puxadinho
fotos;Wandara Lonrrayne - Mara Paula - Valdecy Alves - Mayk Lennon


Debate - Detalhes da Igreja e do puxadinho
fotos;Wandara Lonrrayne - Mara Paula - Valdecy Alves - Mayk Lennon

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

10 RAZÕES PARA A DEMOLIÇÃO DO PUXADINHO DO PADRE - UMA AGRESSÃO AO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL REPRESENTADO PELA IGREJA MATRIZ -PRAÇA E TODO O CONJUNTO ARQUITETÔNICO EM VOLTA!



Igreja - o construtor da Matriz e o puxadinho que acabou com a paisagem arquitetônica

PRIMEIRA RAZÃO:  Não há necessidade do puxadinho, pois há espaço no salão paroquial, há salas vazias em frente ao salão paroquial, o puxadinho poderia ser construído em terreno ao lado do salão paroquial ou mesmo em cima do salão paroquial;  

SEGUNDA RAZÃO: Não é justo que um padre, que veio para ser pároco por algum tempo em Senador Pompeu, temporariamente, construa uma obra "PUXADINHO! para o resto da vida e sem ouvir a comunidade, acabando com a beleza de todo o conjunto arquitetônico;

TERCEIRA RAZÃO: Porque é uma obra mal planejada, na base do improviso, que provocará também o corte de árvores, o que configura violação ao meio ambiente;

QUARTA RAZÃO: Porque a praça é do povo, das pessoas, das crianças, para convivência e lazer. FOI DADA PRIORIDADE À CONSTRUÇÃO DE UM PRÉDIO DESNECESSÁRIO E HORRÍVEL ESTETICAMENTE, com explicações que é para guardar cadeiras e depois servir para sala do dízimo. ISTO É, O LUCRO, O ARMAZENAMENTO, O DINHEIRO... RECEBERAM PRIORIDADE... o povo, as pessoas, os casais, os idosos, as crianças, não são prioridade... QUE DECEPÇÃO, PADRE JOÃO MELO,  ainda bem que padres como Albino, João Paulo e Carlos Roberto eram bem diferentes... pensavam sempre como prioridade no bem comum; 

QUINTA RAZÃO:  A Igreja Matriz, cuja construção foi finalizada por Padre Lino Aderaldo, há quase 100 anos,  por si só, é patrimônio cultural e foi palco dos mais importantes eventos sociais, e políticos que ocorrem em Senador Pompeu há quase um século. AGORA DESCARACTERIZADA POR UM PUXADINHO CONSTRUÍDO DA FORMA MAIS ARBITRÁRIA E DITATORIAL POSSÍVEL; 

SEXTA RAZÃO:  Fundamental lembrar que a Igreja Matriz é o marco zero da cidade. A partir dela se desenvolveu toda a cidade. Cada casa, ruas, bairros, o centro comercial. Seu entorno: A praça, a antiga prefeitura, a fonte luminosa, o antigo cinema, os correios, a estação ferroviária, todo o centro comercial em torno da estação e hotéis.... DESSE ENORME CONJUNTO URBANO HISTÓRICO, só havia restado completo e perfeito... A IGREJA E A PRAÇA... como uma ilha... QUE O SENHOR, PADRE JOÃO MELO, acaba de descaracterizar com esse puxadinho desastroso. Que recebeu o nome de " Puxadinho do Padre"; 

SÉTIMA RAZÃO:  Bom lembrar que grande parte dos casais se conheceram na Praça da Matriz e se casaram na igreja, agora descaracterizada. Bem como a maioria dos munícipes foram batizados na Igreja Matriz e antes do enterro tiveram seus corpos encomendados dentro da Igreja Matriz, sendo enterrados ao som dos seus sinos... É ESTE PRÉDIO, PADRE JOÃO MELO, que o senhor está descaracterizando com o seu puxadinho; 

OITAVA RAZÃO:  A estrutura arquitetônica da igreja, torre, relógio, detalhes do prédio... passaram a ser referência da própria identidade do povo de Senador Pompeu. A própria igreja sinalizador da própria cidade, símbolo da cidade, a exemplo da estação ferroviária, dos casarões da barragem, da Serra do Patu, da Ponte Ferroviária... PORTANTO, ESSE PUXADINHO, NO MEIO DO CONJUNTO HISTÓRICO, É UMA VERDADEIRA ABERRAÇÃO; 

NONA RAZÃO:  Está mais que claro e evidenciado que é dever de cada munícipe, ao mesmo tempo um direito, CONFORME O PREVISTO NO PARÁGRAFO PRIMEIRO, DO ARTIGO 216 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, proteger o patrimônio cultural brasileiro. Centenas de pessoas se manifestaram e continuam se manifestando contra o puxadinho, MAS O PADRE JOÃO MELO NÃO ESCUTA A VOZ DO POVO, só escuta sua própria voz, que é construir o puxadinho, por cima de tudo e de todos... QUANDO O PRÉDIO DA IGREJA, PRAÇA E TODO O ENTORNO QUE FORMA UM SÓ CONJUNTO DE EDIFICAÇÕES  NÃO LHE PERTENCEM E JAMAIS LHE PERTENCERÃO;

DÉCIMA RAZÃO:  A descaracterização de toda a paisagem urbana, patrimônio cultural, material e histórico, formada pela Igreja Matriz de Senador Pompeu e todo o entorno, gozam de proteção por parte da Lei Orgânica Municipal, Constituição do Estado do Ceará e normas municipais. Inclusive se derrubar árvores será crime ambiental. PORTANTO NÃO HÁ COMO SE SUSTENTAR A CONSTRUÇÃO DO PUXADINHO. Padre João Melo, vamos demolir esse puxadinho, para que o senhor não fique conhecido como o PADRE DO PUXADINHO, bem diferente dos demais padres, como Padre Carlos Roberto, Padre João Paulo, Padre Albino... que ficaram conhecidos como ativistas, humanistas, militantes,democráticos e heróis no imaginário do povo e dos paroquianos.

Que todos compareçam - participem e prestigiem esse momento de debate - democracia e cidadania

CONCLUSÃO: A luta e a resistência pela DEMOLIÇÃO DO PUXADINHO CONTINUARÃO EM TODAS AS INSTÂNCIAS... o papel da população que não concorda e resistir... o cidadão a cidadã que não concordar e resistir a esse absurdo, QUE É O PUXADINHO DO PADRE, nada tem a perder. E ainda que na pior das hipóteses o Padre João Melo venha a vencer a demanda agora jurídica, já que ele não ouve o povo nem negocia, MESMO ASSIM ESTARÁ PERDENDO.  Para sempre ficará no imaginário popular como o Padre do Puxadinho, o Padre Autoritário, que destruiu o patrimônio histórico, a beleza da igreja e que abusou do direito de propriedade... A HISTÓRIA SEMPRE É ESCRITA NAS PÁGINAS BRANCAS DO TEMPO... os que estão resistindo... mais de 400 que assinam o abaixo assinando contra o puxadinho... estão lutando pela cultura, pela memória... em defesa do patrimônio histórico cultural e material de Senador Pompeu. E ISSO É EXERCER A CIDADANIA! ESSA RESISTÊNCIA - ESSE TIPO DE CAUSA - JÁ É UM FIM EM SI MESMO - JÁ É 50% DA VITÓRIA... JÁ É UMA VITÓRIA... A VITÓRIA DA DEMOCRACIA E DA CIDADANIA!

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MARCA AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO PARA INTERMEDIAR SOLUÇÃO DA GREVE DOS PROFESSORES DE QUIXERÉ - A GREVE CONTINUA FORTE E O MUNICÍPIO VAI TER QUE NEGOCIAR! ATÉ PORQUE HOUVE REPRESENTAÇÃO CRIMINAL E POR IMPROBIDADE CONTRA OS VIOLADORES DOS DIREITOS....


Fotos da Luta de mais de ano dos professores de Quixeré por respeito - dignidade e educação de qualidade
A greve continua e tem audiência marca no Tribunal
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves
PROFESSORES DE QUIXERÉ LUTAM HÁ UMA ANO POR VALORIZAÇÃO - POR PLANO DE CAREIRA DIGNO - POR RESPEITO - POR UMA POLÍTICA EDUCACIONAL DE QUALIDADE - POR DEVOLUÇÃO DO DIREITO ADQUIRIDO VIOLADO: Com 08 dias de greve, o Tribunal de Justiça do Ceará marcou audiência, após O SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE QUIXERÉ - SINTSEMQ- denunciar o fato a mais alta corte da Justiça cearense - ATRAVÉS DE DISSÍDIO JURÍDICO COM REPRESENTAÇÃO CRIMINAL E POR IMPROBIDADE CONTRA AUTORIDADES VIOLADORAS - pois Quixeré é o Município em todo o Vale do Jaguaribe que mais viola direitos de professores, que mais desrespeita professores e que tem o mais alto nível de  sucateamento da estrutura educacional, decadente e aos escombros.  NO VALE DO JAGUARIBE SER PROFESSOR EM QUIXERÉ É SER CANDIDATO À MARTIRIZAÇÃO E À DESVALORIZAÇÃO! NÃO SE ENTENDE PORQUE A ATUAL ADMINISTRAÇÃO ELEVOU O PROFESSOR E A EDUCAÇÃO MUNICIPAL COMO INIMIGO NÚMERO UM!


Despacho na íntegra da Desembargadora marcando audiência
Dando prazo ao Município para defesa
A luta segue firme

A GREVE CONTINUA - A CATEGORIA QUER - LUTA E MERECE RESPEITO - AO TEMPO QUE AGRADECE O APOIO DE TODA COMUNIDADE ESCOLAR - ALUNOS E SEUS FAMILIARES E EXIGE QUE CESSE O SUCATEAMENTO DA ESTRUTURA EDUCACIONAL DO MUNICÍPIO: Se o Município não negocia por bem, negociará nas barras do Tribunal, que poderá abrir as ações por improbidade e criminal contra autoridades violadoras de direitos dos professores, que pensam que podem rasgar a Constituição Federal, a Lei do Fundeb, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e a Lei do Piso do Professor.  A categoria exige que cesse imediatamente o sucateamento da estrutura educacional de Quixeré, que está um verdadeiro caos, havendo escolas que viraram pasto e até hotel de animais. Escolas com banheiro afundando... IMPOSSÍVEL HAVER POLÍTICA EDUCACIONAL DE QUALIDADE COM PROFESSOR DESVALORIZADO E A ESTRUTURA ESCOLAR AOS ESCOMBROS. MAIS RESPEITO! MAIS VALORIZAÇÃO E MENOS VIOLAÇÃO AOS DIREITOS DOS ALUNOS E DOS PROFESSORES! OU QUIXERÉ VOLTARÁ À IDADE MÉDIA! UNIDADE! CONSCIÊNCIA E LUTA CONTÍNUA! PROFESSORES ALUNOS E PAIS DE ALUNOS  UNIDOS EM DEFESA DA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E EXERCENDO A MAIS PLENA CIDADANIA POR UM HOJE E UM AMANHÃ MELHOR PARA TODOS! A LUTA CONTINUA MAIS DO QUE NUNCA!

terça-feira, 25 de agosto de 2015

PUXADINHO DO PADRE QUE ATENTA CONTRA O PATRIMÔNIO HISTÓRICO COMPOSTO PELA IGREJA MATRIZ DE SENADOR POMPEU E PRAÇA FOI DENUNCIADA JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL QUE INSTAURARÁ O INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO INVESTIGATIVO

Os 03 advogados representando quase 400 pessoas que assinaram o abaixo assinado Após protocolo da Denúncia
Junto á Procuradoria Geral de Justiça
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves - Padre João Paulo
DENÚNCIA CONTRA O PUXADINHO DO PADRE PROTOCOLADA JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL - 03 ADVOGADOS ASSINARAM A PETIÇÃO REPRESENTANDO QUASE 400 PESSOAS QUE JÁ ASSINARAM O ABAIXO ASSINADO: Foi protocolado na manhã de hoje junto ao Centro de Apoio Operacional de Proteção à Ecologia e Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural. Quase 400 assinantes embasam a denúncia. TODOS CONTRA E PROTESTANDO CONTRA O PUXADINHO DO PADRE QUE ACABA COM O PATRIMÔNIO HISTÓRICO REPRESENTADO PELO CONJUNTO ARQUITETÔNICO IGREJA MATRIZ E PRAÇA DA MATRIZ DE SENADOR POMPEU, COM AS RESPECTIVAS ÁRVORES. Além de pedido de abertura do inquérito civil público, foi pedida audiência de conciliação, que se não obtiver êxito, já se representou pela Ação Civil Pública com pedido de demolição do puxadinho, multas e abertura de ação se derrubarem qualquer uma das árvores da praça. Os advogados conversaram com o promotor de Senador Pompeu - Ceará - Dr. Geraldo, que  atuará no caso com o apoio do Centro de Apoio de Proteção à Ecologia e do Patrimônio Histórico. Órgão especializado da Procuradoria Geral de Justiça. 

ABAIXO CÓPIA DA PETIÇÃO PROTOCOLADA JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL COM O NOME DAS QUASE 400 PESSOAS QUE ASSINARAM O ABAIXO ASSINADO CONTRA O PUXADINHO DO PADRE:

  
Denúncia contra o puxadinho protocolada junto ao Ministério Público
Será acompanhada pelo Promotor de Senador Pompeu e o Centro Especializado em Fortaleza

Denúncia contra o puxadinho protocolada junto ao Ministério Público
Será acompanhada pelo Promotor de Senador Pompeu e o Centro Especializado em Fortaleza

Denúncia contra o puxadinho protocolada junto ao Ministério Público
Será acompanhada pelo Promotor de Senador Pompeu e o Centro Especializado em Fortaleza

Denúncia contra o puxadinho protocolada junto ao Ministério Público
Será acompanhada pelo Promotor de Senador Pompeu e o Centro Especializado em Fortaleza

Denúncia contra o puxadinho protocolada junto ao Ministério Público
Será acompanhada pelo Promotor de Senador Pompeu e o Centro Especializado em Fortaleza


A DENÚNCIA FOI EMBASADA POR QUASE 400 PESSOAS QUE ATÉ A MANHÃ DE 25/08 TINHAM ASSINADO O ABAIXO ASSINADO CONTRA O PUXADINHO DO PADRE - MAS A CAMPANHA DO ABAIXO ASSINADO CONTINUA – ATÉ A MANHÃ DE SEXTA-FEIRA – DIA  28/08/2015 - CLIQUE NO LINK ABAIXO - CAMPANHA NO FACEBOOK -PARA VERIFICAR QUEM ASSINOU E APOIA A LUTA CONTRA O PUXADINHO E MANTENHA A CAMPANHA POR MAIS ASSINATURA:


domingo, 23 de agosto de 2015

NOTA DE RESPOSTA AOS PRONUNCIAMENTOS DE ALGUMAS PESSOAS QUE TENTARAM CRIAR UMA GUERRA RELIGIOSA ONDE SÓ EXISTE DEFESA DA MANUTENÇÃO DA BELEZA DA IGREJA E DA PRAÇA MATRIZ – DEFESA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO – NA DEFESA DA MEMÓRIA – NÃO HÁ PERSEGUIDOS – MUITO MENOS ANTICRISTOS – PADRE ALBINO CRIADOR DA CAMINHADA DA SECA FOI UM DOS MEUS PRINCIPAIS MESTRES NA DEFESA DE DIREITOS E PADRE JOÃO PAULO NA LUTA PELA PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA

Livros do Padre João Paulo defendendo a memória - nas capas foto da igreja e foto tirada de dentro da igreja
Padre João separou fé e o direito de preservar a memória a exemplo do Papa Francisco
Abaixo o puxadinho - desobra-prima que acaba com a frente da Igreja e com a Praça da Matriz
Fotos: Valdecy Alves


DEFENDER O PATRIMÔNIO HISTÓRICO É UM DEVER DE TODOS: Não tem sentido algumas tentativas de alguns fanáticos, que não chegam a 10 pessoas, quererem transformar a simples defesa do patrimônio histórico numa guerra religiosa. NESSA LUTA PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, muitos e muitos externaram sua opinião. NÃO HÁ PERSEGUIDOS, NEM ANJOS, NEM DEMÔNIOS, NEM ANTICRISTOS. Há pessoas que buscam a proteção e a preservação de uma das mais belas igrejas do Ceará, que segundo Padre João Paulo Giovanazzi, no seu livro PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DAS DORES - começou a ser construída em 1920 por Padre Manuel Soares e foi concluída por Padre Lino Aderaldo. O puxadinho é um desastre. Um monstrengo. Uma agressão a toda memória, beleza e história da Bela Igreja Matriz. A questão tem a ver apenas com a arquitetura... não invadindo nem o campo da religião, nem da fé. NINGUÉM PODE SER DEMONIZADO POR DEFENDER A PRESERVAÇÃO DO SÍTIO HISTÓRICO QUE ENVOLVE A PRÓPRIA IGREJA MATRIZ E A PRAÇA EM VOLTA.


NÃO SE TRATA DE UM ATAQUE À FÉ OU AO PADRE – MAS DE UM PROTESTO CONTRA A CONSTRUÇÃO DE UM PUXADINHO QUE ACABA COM A BELEZA ARQUITETÔNICA: É de uma desonestidade sem limites tentar desviar a defesa da manutenção do patrimônio histórico para uma guerra religiosa ou tentar dizer que é um ataque ao padre ou aos cristãos. QUEM NÃO SE CALAR É DEMÔNIO E ANTICRISTO! A CRÍTICA AO DESASTROSO E MONSTRUOSO PUXADINHO é uma defesa da Igreja, da sua estrutura arquitetônica, da sua beleza. NÃO É UM ATAQUE À FÉ, TAMPOUCO À PESSOA DO PADRE. O Conselho da Igreja tem poderes para tratar da pastoral, não para dizer o que é patrimônio histórico e o que não é patrimônio histórico. ISSO É UMA QUESTÃO TÉCNICA, ARQUITETÔNICA, CIENTÍFICA E JURÍDICA. Dependendo do parecer que deram, podem até responder perante à Justiça por danos morais e danos materiais. Tenho certeza que Padre Manuel Soares, que começou a construir nossa bela igreja, não concordaria com esse puxadinho. Tenho certeza também que Padre Lino Aderaldo não concordaria com essa monstruosidade que estão construindo. Imagine construir um puxadinho ao lado da Basílica São Pedro, em pleno Vaticano??? NÃO SE TRATA DE ATAQUE A UMA RELIGIÃO. NÃO SE TRATA DE UM ATAQUE AO PADRE. Mas da defesa da beleza da Igreja e da Praça Matriz. Não há mais espaço no Centro pastoral? Está tudo ocupado??? Não há espaço na casa paroquial??? Não há outro espaço para construção de um puxadinho??? Não poderia ser construído sobre o Centro Pastoral???

BOM LEMBRAR QUE O PRÓPRIO PAPA FRANCISCO ESCREVEU UMA ENCÍCLICA DEFENDENDO O PATRIMÔNIO HISTÓRICO RECENTEMENTE: O Papa Francisco, cuja mente está no presente, não na Idade Média, escreveu recentemente a encíclica "LAUDATO SI" (Louvado Sejas) Defendendo a proteção e preservação do PATRIMÔNIO HISTÓRICO, ARTÍSTICO, CULTURAL E AMBIENTAL. Mas parece que em Senador Pompeu não se respeita nem a figura hierárquica do Papa, nem o que ele escreve com profundo humanismo e sabedoria. A construção do puxadinho, além de violar a Constituição Federal, a Constituição Estadual, Lei Municipal, Lei Federal, viola a encíclica papal.


Foto da frente da Igreja Matriz - de Padre João Paulo Giovanazzi
Puxadinho que acaba com a Igreja e a Praça da Matriz -  uma desobra-prima
Padre Lino Aderaldo - Que concluiu a construção da Matriz - Deve estar se revirando no túmulo (Foto: Padre João)
Painel:Valdecy Alves

A POSTURA DE COLOCAR QUEM PENSA DIFERENTE COMO DEMÔNIO OU COMO ANTICRISTO NUMA QUESTÃO DE SIMPLES PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO É MEDIEVAL: A Idade Média foi a era da intolerância em todos os sentidos. QUEIMARAM MILHARES DE PESSOAS DEVIDO À IGNORÂNCIA E AO FANATISMO. Queimaram Giordano Bruno apenas porque teve a coragem de exercer a liberdade de expressão. Tentaram queimar Galileu e Leonardo da Vinci. Excomungaram Kepler... e por conta do fanatismo surgiram os protestantes, dividindo assim o mundo cristão. FANATISMO. DOGMATISMO .INTOLERÂNCIA. ATAQUE À LIBERDADE DE EXPRESSÃO NÃO LEVA À NADA, A NÃO SER AO RETROCESSO HISTÓRICO. É um absurdo opiniões medievais, que daqui a pouco avançarão para defender queimar pessoas e tribunais de exceção. PARA QUE EXEMPLO PIOR DE FANATISMO DO QUE O ESTADO ISLÂMICO, que mata e aterroriza no mundo árabe??? Na defesa da preservação da beleza da igreja e da praça matriz não há ataques à fé, a padres, nem a doutrinas religiosas. MAS QUE SE PRESERVE A FRENTE DA IGREJA E O SEU ENTORNO COMO ESTÁ HÁ QUASE 100 ANOS. Agora eu entendo porque muitas pessoas apoiam à luta pela preservação da Igreja Matriz e a Praça, são contra o monstruoso puxadinho, mas têm medo de se pronunciar. TEMENDO A MALDADE DE UMA MINORIA QUE QUER INSTALAR A IDADE MÉDIA EM SENADOR POMPEU. INSTALAR O TERROR! A ERA DAS TREVAS! Praticando terrível violência contra todo o progresso da humanidade nos últimos 600 anos. NÃO BASTASSE A VIOLÊNCIA DAS DROGAS, AINDA VÊM UMA VIOLÊNCIA CONTRA LIBERDADE DE EXPRESSÃO, CONTRA O PATRIMÔNIO HISTÓRICO...Ainda bem que não podem mais queimar as pessoas! O fanatismo vem aumentar mais ainda a violência reinante: NINGUÉM SAI À RUA COM MEDO DE BALA, NINGUÉM PODE MAIS SE MANIFESTAR PARA NÃO SER CHAMADO DE ANTICRISTO OU DE DEMÔNIO!

TENTAM RESUMIR UMA VIDA NUMA FRASE – QUALQUER VIDA É MAIOR QUE UMA FRASE – TIVE O PRAZER DE TRABALHAR COM PADRE JOACI E PADRE ALBINO E PARTICIPAR DE MUITAS LUTAS JUNTAMENTE COM PADRE JOÃO PAULO GIOVANAZZI – TAMBÉM COM PADRE CARLOS ROBERTO - ATACAM-ME PESSOALMENTE QUANDO ATACO APENAS A VIOLÊNCIA CONTRA O PATRIMÔNIO HISTÓRICO:  houve um ataque pessoal a mim pelo simples fato de defender o patrimônio histórico. Enquanto ataco apenas a violação à preservação de uma das mais belas igrejas do Ceará, equivocadamente descaracterizada pela construção do puxadinho. Muitos se esquecem ou ignoram que fui assessor por anos do Padre Joaci Cavalcante, como sacristão e voluntário. Que também, como voluntário, fui assessor do Padre Albino, com quem convivi de perto e com quem aprendi inclusive a exercer a liberdade de expressão e a lutar por direitos sem medo. Ele o criador da Caminhada da Seca.  Atuei em muitas lutas juntamente com Padre João Paulo em defesa dos casarões da barragem, tendo-o acompanhado em várias expedições para tirar fotos dos casarões da barragem, edições da Caminhada da Seca e eventos em defesa do patrimônio histórico de Senador Pompeu. Também atuei muito em lutas com Padre Carlos Roberto. Que além de fortalecer a fé do povo, foram defensores intransigentes do patrimônio histórico. Fui advogado da Cáritas Paroquial e atuei como advogado da Igreja em processo movido contra a Paróquia por um dos que falaram ao microfone me demonizando... SENDO UMA COVARDIA TENTAR TRANSFORMAR OS QUE DEFENDEM O PATRIMÔNIO HISTÓRICO EM ANTICRISTOS E DEMÔNIOS. QUE DISCURSO POBRE E FANÁTICO! Não se trata de uma questão de fé ou de religiosidade, mas de defesa da memória, nada além disso. Está na Constituição Federal:

ARTIGO 5º - IV E IX:  O direito à liberdade de expressão e de manifestação. Que é um direito humano fundamental, um direito universal. NÃO É QUESTÃO DE FÉ;

ARTIGO 216 – INCISOS E PARÁGRAFOS: O direito à preservação do patrimônio histórico e cultural, sendo um dever de cada um, da sociedade, das entidades, associações, poder público.... PRESERVAR A MEMÓRIA E O PATRIMÔNIO HISTÓRICO MATERIAL E IMATERIAL.


ARTIGO 220 – Proíbe todo tipo de censura nos meios de comunicação social, rádios, jornais, internet... GARANTINDO A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E A PLENA MANIFESTAÇÃO DE PENSAMENTO.

Puxadinho - Monstro mais feito e violador da beleza da Igreja Matriz
Uma desobra-prima que maculará a biografia do seu criador

DEVEMOS CONTINUAR DEFENDENDO O PATRIMÔNIO HISTÓRICO a exemplo do que todos têm feito em relação aos casarões da barragem, em relação à Caminhada da Seca, a exemplo da militância do Padre João Paulo Giovanazzi, que chegou a escrever 03 livros defendendo a memória em Senador Pompeu(MIGALHAS DO SERTÃO – PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DAS DORES E PADRE ALBINO UM PROFETA NO SERTÃO CENTRAL) dando exemplo de luta pela preservação da memória – não dividindo o povo tentando criar guerra religiosa e jogando uns contra outros. EM 2014 HOUVE BOATOS QUE IRIAM TENTAR ACABAR COM A CAMINHADA DA SECA – EM 2015 O ATAQUE AO PATRIMÔNIO HISTÓRICO É À BELEZA DA IGREJA É UM FATO – TOMARA QUE NÃO TENTEM DESTRUIR A CAMINHA DA SECA TAMBÉM!


QUE CONTINUEMOS  A DEFENDER O PATRIMÔNIO HISTÓRICO E SEI QUE NA IGREJA OS FIÉIS SÃO MILHARES E NÃO ALGUNS – HÁ OS QUE SÃO CONTRA O PUXADINHO – QUE TAMBÉM SE MANIFESTEM! TENDO COMO EXEMPLO PADRE JOÃO PAULO E PADRE ALBINO – OU PODERÁ RETORNAR PARA SENADOR POMPEU – POR CONTA DE ALGUNS FANÁTICOS – QUE NÃO CHEGAM A 03 DEZENAS – ESSES ALGUNS GOSTARIAM DE TRAZER DE VOLTA O SANTO OFÍCIO E A SANTA FOGUEIRA PARA QUEIMAR OS QUE PENSAREM DIFERENTES – POIS O FANATISMO NÃO CONSEGUE CONVIVER NEM COM A DEMOCRACIA – NEM COM AS LIBERDADES – NEM COM VERDADE – NEM COM A TOLERÂNCIA – NEM COM O VERDADEIRO CRISTIANISMO - NEM COM A DIVERSIDADE!


quinta-feira, 20 de agosto de 2015

CONSTRUÇÃO DE PUXADINHO AO LADO DA IGREJA MATRIZ DE SENADOR POMPEU É UMA AGRESSÃO INACEITÁVEL AO PATRIMÔNIO HISTÓRICO - PEDIMOS AO PADRE QUE SUSPENDA IMEDIATAMENTE A HORRENDA OBRA E COLOQUE ABAIXO ESSE PRÉDIO EM LOCAL INDEVIDO E DE MUITO MAU GOSTO! QUE TODOS SE MANIFESTEM... NÃO AO PUXADINHO!

O puxadinho além de horrível tira toda impotência da arquitetura original da Igreja Matriz e da Praça
Foto: Valdecy Alves

A IGREJA MATRIZ DE SENADOR POMPEU SE ENQUADRA COMO PATRIMÔNIO DO MUNICÍPIO - COMO PORTADOR DA REFERÊNCIA - DA IDENTIDADE CULTURAL DA COMUNIDADE DE SENADOR POMPEU - ALÉM DE SER UM DOS PRÉDIOS MAIS IMPONENTES DA ARQUITETURA MUNICIPAL - ESTÁ ENTRE AS IGREJAS MAIS BONITAS DO ESTADO DO CEARÁ - A CONSTRUÇÃO DE UM PUXADINHO AO LADO DA MATRIZ É UM CRIME PORQUE VIOLA O ARTIGO 216 E PARÁGRAFOS DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL - O ARTIGO 237 DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL E VIOLA O ARTIGO 5º - INCISO IX - DA LEI ORGÂNICA MUNICIPAL: Não se busca com a presente postagem julgar ninguém, acusar ninguém, eleger e procurar culpados... (embora existam se necessário apuração)... OBJETIVA-SE  A MAIS  IMEDIATA SUSPENSÃO DESSA CONSTRUÇÃO ILEGAL, ESTETICAMENTE DE PROFUNDO MAU GOSTO, QUE TIRA TODA A IMPONÊNCIA DE UM DOS PRÉDIOS MAIS BELOS DO MUNICÍPIO DE SENADOR POMPEU - em torno do qual a cidade se desenvolveu em círculos concêntricos. Ainda mais numa cidade que teve padres como Albino Donat e João Paulo, ambos italianos, que lutaram pra preservar a memória e o patrimônio histórico material e imaterial. BASTA DIZER QUE PADRE ALBINO CRIOU A CAMINHADA ANUAL DA SECA E QUE PADRE JOÃO PAULO FOI UM DOS MAIORES ATIVISTAS pelo tombamento do patrimônio material do Sítio histórico da Barragem do Patu, chegando a publicar livros sobre o tema e a montar um dos maiores, mais belos e volumosos acervos sobre o local.  SENADOR POMPEU É CONHECIDA NACIONALMENTE POR UMA CIDADE QUE LUTA PELA PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA... ESSE PUXADINHO FARÁ DA CIDADE UMA PIADA NACIONAL!!! É PARA DESMORAlIZAR MESMO!

A construção de mau gosto é simplesmente inaceitável e uma agressão à beleza original do templo

Já pensou um bar do lado da Catedral de Fortaleza... destoando de todo o conjunto arquitetônico??? Imagine alguém construindo um puxadinho na lateral da bela Catedral de Brasilia, da Sé de São Paulo... de Notre Dame em Paris... Catedral de São Patricío em  New York??? Imagine a foto de um turista num local assim... capaz de levar até mesmo a um péssimo julgamento de um povo que permite uma violação assim a um dos seus mais belos patrimônios? Palco dos mais importantes fatos com caráter de  patrimônio imaterial... envolvendo a fé... casamentos... história... etc...


Foto do antes:Walter Lima e do depois:Igreja com o puxadinho (foto de Valdecy Alves)
Importante que todos se manifestem- mesmo quem seja a favor


POR ISSO PEDIMOS EDUCADAMENTE AO PADRE QUE: COLOQUE ABAIXO ESSE MONSTRENGO, RETIRE SEUS DESTROÇOS E DEIXE A IGREJA LIVRE DESSE TUMOR ESTÉTICO. PEDIMOS A CÂMARA MUNICIPAL QUE DEBATA ESSA AGRESSÃO AO PATRIMÔNIO HISTÓRICO NA PRÓXIMA SESSÃO... TUDO PARA EVITAR AÇÕES NA JUSTIÇA.... RÁDIOS LOCAIS, VAMOS AO DEBATE! TEMOS A MAIS ABSOLUTA CERTEZA QUE O PADRE, SENSÍVEL À BELEZA DO TEMPLO, QUE ELE AMA E QUE É PATRIMÔNIO DE TODOS, RETIRARÁ IMEDIATAMENTE ESSE MONSTRO DO LADO DA IGREJA... ESSA VERDADEIRA VERRUGA EM MEIO À PRAÇA... ESSA EXCRESCÊNCIA... ESSE VÍRUS AO BELO... FERINDO DE MORTE TODA A BELEZA E HARMONIA ARQUITETÔNICA REINANTE NA PRAÇA DA IGREJA MATRIZ.... EM NOME DO BOM SENSO... EM NOME DA PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA E DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO MATERIAL E IMATERIAL... EM RESPEITO À HERANÇA E CULTURA HERDADAS DE TODAS AS GERAÇÕES ANTERIORES... EM NOME DO BOM GOSTO E DO DEVER DE SE PRESERVAR O QUE É PATRIMÔNIO COLETIVO... QUE FOI FEITO COMO BELO E PARA DURAR MILÊNIOS... A IMPONÊNCIA DA HISTÓRICA IGREJA MATRIZ NÃO COMPORTA UM PUXADINHO HORRENDO E DE TAL NATUREZA! QUEM CALA, CONSENTE! TODOS DEVEMOS DIZER "NÃO AO PUXADINHO!" QUE TODOS SE MANIFESTEM! 

terça-feira, 18 de agosto de 2015

SERVIDORES DA SAÚDE DE PARAIPABA SUSPENDEM GREVE APÓS TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSUMIR A MEDIAÇÃO DO CONFLITO - DETERMINAR O PAGAMENTO DOS DIAS PARADOS QUE FORAM DESCONTADOS E MARCOU NOVA AUDIÊNCIA PARA O DIA 09/09/2015 - DESTA FEITA COM A PRESENÇA DO PREFEITO!

Momentos de intenso debate - pequenos avanços - nova audiência marcada
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves
03 HORAS DE AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO - MARCADA NOVA AUDIÊNCIA PARA 09/09/2015 - MUNICÍPIO TEM 72 HORAS PARA PAGAR OS DIAS PARADOS QUE DESCONTOU DA FOLHA DE PAGAMENTO DE JULHO DE 2015: Após 03 horas de audiência, bem mediada pelo desembargador Washington Bezerra e a Procuradoria Geral de Justiça Dra. Rosemary Brasileiro, a categoria aceitou suspender a greve, visto que terá, doravante , o Tribunal de Justiça coordenando as negociações. O Município de Paraipaba tem 72 horas para pagar os dias parados, ficando proibida qualquer perseguição pelo exercício do direito de greve. A categoria realizou assembleia em pleno Tribunal, com a presença maciça dos servidores da saúde, representada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Paraipaba.

Categoria concordou em suspender a greve com a mediação do conflito pelo Tribunal de Justiça
Pelo Ministério Público Estadual - Município pagará os dias parados em 72 horas
A CATEGORIA FOI OUVIDA - TENDO VOZ E VEZ - ATRAVÉS DE INTENSO DEBATE EM QUE FICOU CLARA A VIOLAÇÃO DE DIREITOS E O SUCATEAMENTO DA ESTRUTURA DA SAÚDE DE PARAIPABA: A categoria foi ouvida com muita atenção, tanto pelo Desembargador, como pela Procuradora Geral de Justiça, que deixou claro que o prefeito comparecer à próxima audiência é fundamental. Ficando muito admirada da quantidade de secretarias no Município. Vários depoimentos de servidores clarificaram o estado de penúria em que se encontram postos de saúde, falta de equipamentos, situação do transporte, etc. Ao tempo que ficou cristalina a violação de forma acintosa e em grande quantidade dos direitos básicos dos servidores da saúde. Os números mostram que o problema de Paraipaba não é falta de recursos, que só aumentaram desde 2013, PORÉM PROBLEMA DE GESTÃO!

Servidores participara ativamente dos debates e foram baste ouvidos
A CATEGORIA SEGUE FIRME - AJUIZOU O DISSÍDIO JURÍDICO COM REPRESENTAÇÃO CRIMINAL - POR IMPROBIDADE, COM PEDIDO DE INTERVENÇÃO E REPRESENTAÇÃO POR CRIME DE RESPONSABILIDADE CASO A DEMANDA NÃO SE RESOLVA PELA NEGOCIAÇÃO E VÁ A JULGAMENTO: Com certeza, não será nada bom para o Município esperar pelo julgamento da ilegalidade da greve.  POR QUE O SINDICATO DOS SERVIDORES DE PARAIPABA JÁ AJUIZOU O SEU DISSÍDIO DE GREVE QUE ESTÁ APENSO AO DISSÍDIO DO MUNICÍPIO, cobrando os direitos que são a causa da greve, com várias representações, previstas na Constituição, em leis federais, no Código Penal e na Lei Orgânica Municipal. De forma que o prefeito tem tudo a perder se levar adiante o seu radicalismo e a ideia dogmática que pode violar direito utilizando de forma distorcida a Lei de Responsabilidade Fiscal. Poderá sofrer auditoria do Nat e investigação da Procap, caso seja requerido à Procuradora Geral de Justiça, que está acompanhando os dois dissídios de greve com muita attenção. A LUTA CONTINUA - PERSEGUIÇÕES AOS GREVISTAS FORAM PROIBIDAS - E A HISTÓRICA AUDIÊNCIA FOI NOTÍCIA NO SITE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE 18/08/2015 - Acesse matéria cliclando no link abaixo:


Servidores de Paraipaba suspendem greve após audiência no Tribunal de Justiça





O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Paraipaba (Sindsep) e o Município de Paraipaba, distante 93 km de Fortaleza, assinaram termo de audiência de conciliação e suspenderam a greve dos servidores da saúde. O acordo foi firmado nesta terça-feira (18/08), durante sessão realizada no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), que teve como mediador o desembargador Washington Luis Bezerra de Araújo.

sábado, 15 de agosto de 2015

SERVIDORES MUNICIPAIS DE TEJUÇUOCA APROVAM AJUIZAMENTO DE 06 AÇÕES JUDICIAIS PARA EFETIVAÇÃO DE DIREITOS VIOLADOS E DISCORDA DE POSIÇÃO DA FETAMCE QUE ESTÁ PREJUDICANDO ECONOMICAMENTE O SINDICATO

Momentos de debate e decisão na assembleia dos Servidores Municipais de Tejuçuoca
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves
SERVIDORES DE TEJUÇUOCA APROVAM O AJUIZAMENTO DE VÁRIAS AÇÕES OBJETIVANDO A EFETIVAÇÃO DOS SEUS DIREITOS SOCIAIS VIOLADOS - JUNTO AO PODER JUDICIÁRIO:  O ano de 2015 foi o primeiro ano em que os servidores do Município de Tejuçuoca, unidos como Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Tejuçuoca - SINDSET-TEJUÇUOCA - aprovaram e protocolaram a PRIMEIRA CAMPANHA SALARIAL EM 27 ANOS DE EXISTÊNCIA DO MUNICÍPIO. O que quer dizer, que há 26 anos, o Município "casava e batizava", fazendo o que bem entendia, quanto a violar direitos dacategoria. SENDO UMA RUPTURA HISTÓRICA A ENTRADA DESSE ATOR SOCIAL, EM DEFESA DE DIREITOS SOCIAIS, DA DIGNIDADE DO SERVIDOR E LUTANDO POR SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE, no contexto político, econômico, cultural e, SOBRETUDO, social do Município. POR ESSA RAZÃO, a bagunça e a quantidade de violações a direitos continuam de forma inaceitável. Sem dúvida que houve algumas conquistas em 2015, MAS QUEREMOS MAIS, EM MENOS TEMPO, CHEGA DE TANTAVIOLAÇÃO! POIS O IDEAL é que não ocorra mais violação alguma e possamos partir para ampliar e criar novos direitos sociais, que redundem em valorização dos servidores, em motivação, como um dos requisitos para um serviço público realmente de qualidade que deve ser prestado a cada cidadão e cidadã do Município.

FETAMCE PREJUDICA ARRECADAÇÃO DE RECEITAS DO SINDICATO DE TEJUÇUOCA EM 2015 COM UM POSICIONAMENTO NO MÍNIMO ESDRÚXULO E IMORAL QUE SÓ BENEFÍCIA O MUNICÍPIO QUE AGIU ILEGALMENTE EM RELAÇÃO AO IMPOSTO SINDICAL:  Em março de 2015, como ocorre normalmente, o Município de Tejuçuoca descontou um dia de trabalho de cada um dos servidores municipais. TENDO A OBRIGAÇÃO DE REPASSAR TAL VALOR ATÉ 30 DE ABRIL DE CADA ANO PARA O MOVIMENTO SINDICAL. O que tem feito através das guias da Fetamce. O Município se apropriou dessa quantia em 2015, até agora não repassou e propôs repassar a parte referente a dos trabalhadores da educação imediatamente (o que corresponde a 80% do total segundo o presidente do Sindset) e o restante em dezembro de 2015. O SINDICATO ESTÁ SEM DINHEIRO. Do total do imposto sindical (segundo cálculos da direção) cerca de R$ 16.000,00 são do sindicato e cerca de R$ 4.000,00 da Fetamce. MAS A FETAMCE  SÓ ACEITA RECEBER TUDO DE UMA VEZ. Claro, arrecada mais de R$ 4 milhões em todo o Ceará, o que é R$ 16 mil para a Fetamce? NADA! Daqui a pouco vira um banco. MAS PARA O SINDICATO DE TEJUÇUOCA É TUDO QUE PODE TER EM 2015 E NÃO TEM. Só que a decisão não pode ser da Fetamce, mas da categoria.ATÉ  PORQUE A FETAMCE EXISTE PARA SERVIR A CATEGORIA, NÃO PARA SE SERVIR DA CATEGORIA E VIRAR BANCO.  Assim, a assembleia, que é quem manda... APROVOU QUE ACEITA A PROPOSTA DO MUNICÍPIO, NO SENTIDO DE RECEBER IMEDIATAMENTE O IMPOSTO SINDICAL DO FUNDEB E EM DEZEMBRO/2015 O DO RESTANTE ARRECADADO DOS SERVIDORES. Sendo que do seu quinhão, repassará o  que falta para completar o que a Fetamce entende por seu quinhão completo. A FETAMCE SERÁ OFICIADA DA DECISÃO. Se continuar se comportando como banco, o fato será comunicado à Procuradoria Regional do Trabalho em Fortaleza. Espera-se que a Fetamce tenha bom senso. pois sua posição é um desastre e beneficia apenas o prefeito que continua com o dinheiro da categoria. 

A FETAMCE É ENTIDADE SINDICAL, NÃO UM BANCO! NÃO UMA EMPRESA! FOI CRIADA E DEVE PRIORIZAR SEU TRABALHO SOCIAL, NÃO PARA DAR LUCRO! DEVERIA ERA ADIANTAR ESSE DINHEIRO PARA O SINDICATO E NÃO AUXILIAR DE FATO O PREFEITO A SUFOCAR O SINDICATO ECONOMICAMENTE! Que postura atrasada e vergonhosa!


Momentos de debate e decisão na assembleia dos Servidores municipais de Tejuçuoca 
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves
AÇÕES APROVADAS PELA CATEGORIA: Ajuizará, em nome do Sindicato, coletivamente até 27/08/2015, as seguintes ações junto ao Poder Judiciário: 1) Cobrança da progressão dos graduados e pós-graduados; 2) Ação de cobrança de licença prêmio; 3) Ação de cobrança do adicional de insalubridade; 4) Ação de Cobrança do Adicional Noturno e 5) Ação de Cobrança de 1/3 para os professores que estão sendo discriminados, pois 1/3 extraclasse foi concedido para alguns professores e para outros professores não foi, violando-se o princípio da igualdade. Outros importantes encaminhamentos foram aprovados e a luta continua firme e forte. Quanto ao Regime Próprio de Previdência (O Tejuprev) a Câmara Municipal deu 15 dias para o Município prestar contas, sob pena de abertura da CPI da Previdência Própria. 

O SINDICATO JÁ SE PREPARA PARA CAMPANHA SALARIAL DE 2016, BEM COMO LUTARÁ JUNTO AO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PARA QUE UM JUIZ SEJA NOMEADO PARA COMARCA DE TEJUÇUOCA, DIREITO DOS MUNÍCIPES, GARANTIDOS PELA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. Pois sem Judiciário não é possível a efetivação do Estado Democrático de Direito, numa terra em que vigora ainda uma cultura feudal de coronéis. A LUTA, COMO NUNCA, CONTINUA! E ESSE CAOS VIGENTE SERÁ DERROTADO E DISSIPADO COM NOSSA BATALHA INCESSANTE PELA CIDADANIA...QUE NINGUÉM DUVIDE!

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

PROFESSORES DE QUIXERÉ APROVAM GREVE EM AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA MUNICIPAL COM APOIO TOTAL DE PAIS E ALUNOS DO MUNICÍPIO - JÁ O PREFEITO SE ESCONDE DA CATEGORIA PARA NÃO NEGOCIAR - A LUTA COMEÇOU!


Painel que mostra os momentos mais importantes de audiência pública
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves
EM DEFESA DA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE - DA VALORIZAÇÃO DO PROFESSOR - DA REFORMA DO PLANO DE CARREIRA- PROFESSORES DE QUIXERÉ APROVAM DEFLAGRAÇÃO DE GREVE COM APOIO DA PAIS - MÃES E ALUNOS DO MUNICÍPIO: As negociações se arrastam no tempo, muita promessa, embromação, falta de respeito...e nada do Município levar a  sério a conclusão da reforma do plano de carreira dos professores... E o pior: sobra dinheiro... falta vontade política. O Município até que tentou, enviando o Secretário de Educação, o Procurador Geral do Município e outros assessores, que disseram que não têm dinheiro porque estão investindo nas escolas, nas condições, em materiais... NO QUE FORAM CONTRARIADOS POR PAIS E MÃES DE ALUNOS, que indignados, deixaram claro que os prédios escolares estão em péssimas condições, que falta farda, água, animais pastando nas escolas invadidas pelo mato... TUDO NA PRESENÇA DE VEREADORES NA HISTÓRICA AUDIÊNCIA PÚBLICA COM A PRESENÇA DA COMUNIDADE ESCOLAR. FALTOU ESPAÇO E CADEIRAS NA CÂMARA. Restou claro que o Secretário de Educação não tem autonomia para decidir nada... PROFESSOR DESVALORIZADO, ACESSO À EDUCAÇÃO SUCATEADO! POR ISSO A GREVE SE VOLTA PARA O PREFEITO, QUE SE ESCONDE DAS NEGOCIAÇÕES, QUE TEM O PODER DE DECIDIR... O PREFEITO TEM QUE APARECER... TEM QUE NEGOCIAR... PRECISA RESPEITAR O PROFESSOR E VALORIZAR A EDUCAÇÃO...

Painel que mostra os momentos mais importantes de audiência pública
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves

CONCLUSÃO: A greve começará no prazo legal, na manhã de quarta-feira, dia 19/08/2015. O prefeito pode evitar a greve. APAREÇA, NEGOCIE, RESOLVA E RADICALIZAÇÃO MAIOR SERÁ EVITADA. Até porque os professores se unirão à comunidade escolar, pais, alunos, mães.... para unificar a luta, na esperança de respeito, justiça social, valorização e educação de qualidade. COM ESCOLAS REFORMADAS, SEM MATO, SEM ESTAREM QUEBRADAS, COM ALUNOS RESPEITADOS E ACESSO EFICAZ GARANTIDO. A LUTA ESTÁ SÓ COMEÇANDO. O PREFEITO NÃO PODE SE ESQUECER QUE 2016 SERÁ ANO DE ELEIÇÕES - QUE NÃO SUBESTIME O PODER DOS PROFESSORES DE FORMAR OPINIÃO. 2015 PODE TERMINAR COM OS PROFESSORES EM GREVE E TALVEZ O ANO LETIVO DE 2016 NEM SE INICIE - COM OS PROFESSORES EM GREVE! OS PROFESSORES VÃO BOTAR É PRA FERVER!

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

TRIBUNAL DO TRABALHO DE FORTALEZA - TRT 7 - NEGA PEDIDO DE ILEGALIDADE DA GREVE AO MUNICÍPIO DE IPAUMIRIM - NÃO PERMITE DESCONTO DOS DIAS PARADOS DOS GREVISTAS - MARCA AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO PARA 02/09/2015 - A GREVE CONTINUA - DIA SIM - DIA NÃO - GREVE PIPOCA - 50% DE PARALISAÇÃO- ATÉ AUDIÊNCIA - MEDIDAS CRIMINAIS E POR IMPROBIDADE CONTRA O PREFEITO SERÃO REQUERIDAS POR VIOLAR A LEI E A CONSTITUIÇÃO

Painel que mostra a luta dos servidores grevistas de Ipaumirim em defesa dos seus direitos e por dignidade
JUSTIÇA DO TRABALHO NEGA ILEGALIDADE DA GREVE E PROÍBE DESCONTO DOS DIAS PARADOS
Fotos;Mara Paula e Valdecy Alves

TRIBUNAL DO TRABALHO NEGA PEDIDO DE ILEGALIDADE DA GREVE AO MUNICÍPIO DE IPAUMIRIM E PROÍBE DESCONTO DOS DIAS PARADOS DOS GREVISTAS - PREFEITO PUÍCA ALÉM DE VIOLAR DIREITO DOS SERVIDORES DE IPAUMIRIM PREVISTOS NA LEI ORGÂNICA - NA CLT E NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL - TENTOU ATERRORIZAR E CRIMINALIZAR O DIREITO DE GREVE E O DIREITO DE LUTAR POR JUSTIÇA SOCIAL -  MAS O TIRO SAIU PELA CULATRA: É notório o despreparo da maioria dos prefeitos do Ceará para governar conforme os princípios mínimos previstos na Constituição Federal, sobretudo só agir no sentido de produzir justiça social, em defesa da dignidade humana, valorizando o servidor, na busca do serviço público por qualidade, principalmente, respeitado o que as leis mandam e a moralidade administrativa.  COMO IMPÕE A LEI MAIOR DO PAÍS. Fazem exatamente o contrário e a gestão de Puíca, no Município de Ipaumirim, é um exemplo desse despreparo. 1) O prefeito Puíca não paga FGTS; 2) O prefeito Puíca não paga insalubridade; 3) O prefeito Puíca deu aumento diferenciado para o professor discriminando; 4) O prefeito Puíca ainda tenta acabar para sempre com o direito ao FGTS e tenta adotar Regime Próprio de Previdência para fabricar receitas às custas dos direitos sociais e trabalhistas dos servidores municipais de Ipaumirim... UM VERDADEIRO REGIME DE TERROR, VIOLADOR E ANIQUILADOR DE DIREITOS... O servidor vai à luta... faz greve... AINDA TENTA CRIMINALIZAR A GREVE; TENTA DIZER QUE ILEGAL É A GREVE E QUE CRIMINOSO É O SERVIDOR! PARA PIORAR AINDA PEDE AUTORIZAÇÃO PARA DESCONTAR OS DIAS DE GREVE DA FOLHA DE PAGAMENTO DO SERVIDOR E FIXAÇÃO DE MULTA MILIONÁRIA PARA TENTAR ACABAR COM O SINDICATO... Desse jeito, nem os piores ditadores tentaram ir tão longe... Toda ditadura acaba derrotada, basta olhar o triste destino de Mussolini, Hitler e Getúlio Vargas... Que ficaram amaldiçoados e perderam o apoio popular... MAS AINDA HÁ TEMPO DE SALVAR SEU MANDATO E SUA IMAGEM, PREFEITO PUÍCA. Recue!

O TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO NEGOU O PEDIDO DE ILEGALIDADE DA GREVE- PROÍBIU O DESCONTO DOS DIAS PARADOS DOS GREVISTAS -PERMITIU QUE A GREVE SEJA MANTIDA EM 50% E MARCOU AUDIÊNCIA PARA 02/09/2015 - A CATEGORIA MANTERÁ A GREVE EM APENAS 50%: O tiro saiu pela culatra. O PREFEITO PUÍCA além de violar direito, além de tentar extinguir direito, além de tentar municipalizar a previdência.... TENTOU CRIMINALIZAR O DIREITO DE GREVE - PEDINDO ILEGALIDADE DA GREVE- PEDINDO PARA DESCONTAR OS DIAS PARADOS E TENTANDO FIXAÇÃO DE MULTA PARA ANIQUILAR COM O SINDICATO...Vamos devagar, Prefeito Puíca... você apenas está prefeito... ESSES SERVIDORES NUNCA O PERDOARÃO POR TANTO ABUSO, MALDADE, PERSEGUIÇÃO E VIOLAÇÃO DE DIREITOS... O Tribunal Regional do Trabalho, conforme decisão abaixo, na íntegra:

I-   NEGOU O PEDIDO DE ILEGALIDADE DE GREVE;
II-  PROIBIU O DESCONTO DOS DIAS PARADOS;
III- PERMITIU QUE A GREVE CONTINUE COM 50% DA CATEGORIA E
IV- MARCOU AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO PARA 02/09/2015.

CONCLUSÃO - DERAM UM TIRO NO PRÓPRIO PÉ E O TIRO SAIU PELA CULATRA: A greve continua com 50% de paralisação das atividades até 02/09/2015, quando ocorrerá a audiência de conciliação, podendo continuara greve por tempo indeterminado. Saúde trabalhará todo dia meio expediente.  As demais secretarias dia sim, dia não. Voltando ao trabalhando amanhã, 14/08/2015, greve na segunda 17/08/2015... trabalho na terça... greve na quarta... e assim, sucessivamente MANTENDO 50% DAS ATIVIDADES... A categoria acatou a decisão da Justiça, fará sua defesa na audiência, quando representará para que o próprio Tribunal do Trabalho oficie as entidades republicanas, para garantia do Estado Democrático de Direito,  para processar o prefeito:

a) Criminalmente, pois violar leis e a Constituição é tipificado como crime, conforme o inciso XIV, do artigo 1º, do Decreto-lei nº 201/67;

b) Por improbidade administrativa,com pedido de inelegibilidade e multa de 100 vezes o que recebe como subsídio, visto que violar lei é ato de improbidade, nos termos do artigo 11, 12 e 17, da Lei de Improbidade, Lei Federal nº 8429/92;

c) Pedirá intervenção no Município de Ipaumirim, com pedido de afastamento do prefeito do cargo,  ação de competência da Procuradoria Geral de Justiça, junto ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, nos termos do artigo 35, inciso IV, da Constituição Federal.


(Prefeito Puíca - Exterminador de Direitos - Inimigo nº 1 do Servidor)
A LUTA CONTINUA E AGORA A CATEGORIA UTILIZARÁ A JUDICIALIZAÇÃO DO CONFLITO A SEU FAVOR. MESMO ASSIM O MUNICÍPIO SERÁ OFICIADO PARA NEGOCIAR E SE TIVEREM JUÍZO NÃO DEIXARÃO AS COISAS IREM AVANTE - POIS AS MEDIDAS QUE SERÃO TOMADAS CONTRA O PREFEITO VIOLADOR - CASO INSISTA NAS VIOLAÇÕES - SERÃO TODAS EFETIVADAS. MESMO ASSIM, ATÉ LÁ- CONTINUAREMOS INSISTINDO NO DIÁLOGO - SE O DIÁLOGO NÃO RESOLVER IPAUMIRIM ASSISTIRÁ À TOMADA DE MEDIDAS MAIS RADICAIS JÁ REPRESENTADAS CONTRA UM PREFEITO - TUDO EM NOME DE UMA LUTA JUSTA - EM DEFESA DOS DIREITOS SOCIAIS - DA JUSTIÇA SOCIAL - DA VALORIZAÇÃO DO SERVIDOR -  PELO SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE PARA TODOS OS MUNÍCIPES - EM NOME DA DIGNIDADE HUMANA - DA PRESERVAÇÃO DAS LEIS QUE NÃO PODEM SER ASSIM VIOLADAS IMPUNEMENTE - RECUE - PREFEITO PUÍCA - CUMPRA A LEI - ATENDA A PAUTA DE REIVINDICAÇÃO - AINDA HÁ TEMPO - A LUTA JURÍDICA NÃO SE DARÁ AÍ NO MUNICÍPIO - MAS AQUI EM FORTALEZA - E A CATEGORIA VAI BOTAR É PRA FERVER! QUEM DUVIDAR VAI SE ARREPENDER! QUEM VIVER- VERÁ!

ABAIXO A DECISÃO NA ÍNTEGRA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO - QUE NEGOU PEDIDO DE ILEGALIDADE DE GREVE E PROIBIU O DESCONTO DOS DIAS PARADOS - OS SERVIDORES DE IPAUMIRIM ESTA EM GREVE E SÃO CELETISTAS - POR ISSO O DISSÍDIO DE GREVE ESTÁ NA JUSTIÇA DO TRABALHO:

Folha 01 da decisão que negou ilegalidade da greve

Folha 2  da decisão que negou ilegalidade da greve

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO CEARÁ MARCA AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO PARA SOLUÇÃO DA GREVE DA SAÚDE EM PARAIPABA - MUNICÍPIO TENTOU CRIMINALIZAR A GREVE SEM A SOLUÇÃO DA VIOLAÇÃO AOS DIREITOS DOS SERVIDORES GREVISTAS - A CAUSA DA GREVE! A LUTA CONTINUA PELA VALORIZAÇÃO DO SERVIDOR E EM DEFESA DO DIREITO À SAÚDE DA POPULAÇÃO...


Servidores da Saúde de Paraipaba em greve- Marcada audiência de conciliação na Ação de ilegalidade de greve do Município - Que tentou criminalizar o direito de greve
Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves

MUNICÍPIO É DERROTADO NA SUA TENTATIVA DE CRIMINALIZAR O DIREITO DE GREVE - AO TEMPO QUE NÃO NEGOCIOU PARA RESOLVER O CONFLITO TRABALHISTA - FRUTO DE VIOLAÇÃO A DIREITOS CONSTITUCIONAIS E FUNDAMENTAIS DOS SERVIDORES E DA POPULAÇÃO: A greve dos servidores da saúde de Paraipaba já ultrapassou os 20 dias. MAS O PREFEITO MANTEVE AS VIOLAÇÕES A DIREITOS PREVISTOS ATÉ NA CONSTITUIÇÃO E APOSTOU NA CRIMINALIZAÇÃO DO DIREITO DE GREVE E DOS SERVIDORES GREVISTAS. Avisou até em rádio que iria demitir os grevistas. AMEAÇOU CONTRATAR SUBSTITUTOS, mas a lei de greve proíbe contratação durante greve. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Paraipaba antecipou-se fazendo a defesa no dissídio de ilegalidade de greve do Município e pleiteando a AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO PREVISTA NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL, NA CLT  E EM TODA AÇÃO QUE ENVOLVA CONFLITOS, na busca da solução, da pacificação e da efetivação da justiça. AGORA O SINDICATO TAMBÉM AJUIZARÁ O DISSÍDIO JURÍDICO, cobrando os direitos violados, causa da greve, que será julgado junto com o dissídio ajuizado pelo Município.

A AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO OCORRERÁ NA TERÇA FEIRA - DIA 18/08/2015 - ÀS 13:30H - NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ - OS SERVIDORES DA SAÚDE SE FARÃO PRESENTES E QUEREM RESOLVER O PROBLEMA - POIS  A GREVE É MEIO PARA COBRAR GARANTIA DO SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE DA SAÚDE PARA POPULAÇÃO COM CONDIÇÕES ADEQUADAS DE TRABALHO -  MEIOS E FERRAMENTAS EFICAZES PARA TRABALHAR - BEM COMO VALORIZAÇÃO E PAGAMENTO DE DIREITOS MÍNIMOS INERENTES AOS SERVIDORES DA SAÚDE E NECESSÁRIOS À SUA PRÓPRIA DIGNIDADE.

SERVIÇO PÚBLICO DA SAÚDE SUCATEADO EM PARAIPABA - SERVIDOR DA SAÚDE DESVALORIZADO - FEITA REPRESENTAÇÃO CRIMINAL - POR IMPROBIDADE E PEDIDA INTERVENÇÃO NO MUNICÍPIO DE PARAIPABA POR VIOLAÇÃO À LEI MUNICIPAL E À CONSTITUIÇÃO FEDERAL:  Falta de equipamentos na saúde... munícipes que levam choque na hora do atendimento... falta de material para trabalho... postos de saúde com o teto caindo... cavalos dormindo nos postos de saúde... banheiros e camas quebradas... POR SUA FEITA O SERVIDOR TEM DIREITOS MÍNIMOS VIOLADOS: não recebe insalubridade, há anos sem reajuste, não têm plano de carreira... todos direitos constitucionais.  CRIME NÃO É FAZER GREVE! CRIME NÃO É LUTAR POR DIREITOS! CRIME NÃO É LUTAR POR MEIOS ADEQUADOS PARA TRABALHAR... CRIME É VIOLAR LEI! AGIR À MARGEM DA LEI... Todos os direitos violados dos servidores estão em leis municipais, leis federais ou na Constituição Federal. SEGUNDO O ARTIGO 1º, INCISO XIV, DO DECRETO-LEI Nº 201/67, É CRIME VIOLAR LEI. Segundo o artigo 11, da lei de Improbidade administrativa, é ato de improbidade violar lei e a Constituição, que em seu artigo 35, inciso IV, prevê em tais casos afastamento do prefeito através de pedido de intervenção feito pela Procuradoria Geral de Justiça.  REPRESENTAÇÃO TAMBÉM JÁ FEITA.

POIS BEM, TANTO NO DISSIDIO DE ILEGALIDADE DE GREVE AJUIZADO PELO MUNICÍPIO, QUANTO NO DISSÍDIO JURÍDICO AJUIZADO PELO SINDICATO COBRANDO A PAUTA DA GREVE, DEVIDAMENTE FEITA A REPRESENTAÇÃO CRIMINAL, POR IMPROBIDADE E PEDIDO DE INTERVENÇÃO CONTRA O PREFEITO E O MUNICÍPIO DE PARAIPABA -  POR TODAS AS VIOLAÇÕES PRATICADAS - ENGANAM-SE AQUELES QUE TENTAM CRIMINALIZAR AS LUTAS SOCIAIS POR JUSTIÇA SOCIAL E TENTAM SER MAIORES QUE A VONTADE DA LEI - A LEI IMPERA NO BRASIL - SOMOS UMA DEMOCRACIA - SÓ NUMA DITADURA A VONTADE DA LEI NÃO VALE NADA E A VONTADE DOS DITADORES SÃO EQUIPARADAS À FORÇA DIVINA! PARAIPABA NÃO É UMA MONARQUIA E A CONSTITUIÇÃO TEM VALIDADE PARA O MUNICÍPIO DE PARAIPABA!


domingo, 9 de agosto de 2015

A BESTA FERA DE 32 - SOBRE OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO NO CEARÁ - UM CORDEL ESCRITO A PARTIR DO RELATO DE VÁRIOS SOBREVIVENTES DA CONCENTRAÇÃO DO PATU EM SENADOR POMPEU - CEARÁ - O HORROR - A CRUELDADE... QUANDO BRASILEIROS MATARAM BRASILEIROS... O HOLOCAUSTO BRASILEIRO

A ferrovia para morte
Mapa da Rede de Viação Cearense ao Longo dela 6 campos de Concentração
Estação do Otávio Bonfim no alto - outrora Matadouro (destino dos flagelados do sertão em Fortaleza)
Abaixo: estação do Campo de Concentração do Patu chegada de víveres - partida de flagelados
Acervo: Variado e de Valdecy Alves
UM CORDEL ESCRITO SOBRE O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DO PATU - NA SECA DE 32 - EM SENADOR POMPEU - APÓS O POETA OUVIR DEZENAS DE SOBREVIVENTES - UM RELATO FIEL AO IMAGINÁRIO POPULAR - À TRADIÇÃO ORAL - NÃO À HISTÓRIA COMO CIÊNCIA: No ano 2000, anos após ouvir vários relatos de sobreviventes do Campo de Concentração do Patu, curral da morte erguido pelo Governo do Estado do Ceará e pelo Governo Federal, na Seca de 32, em Senador Pompeu, repetindo experiência da Seca do Quinze (imortalizada por Raquel de Queiroz)  e da Seca de 1877 a 1879 (narrada com maestria por Rodolfo Teófilo no seu livro "A Fome") resolvi escrever um cordel fiel às narrativas, forma, estilo épico e fantástico com que ouvi a narrativa dos sobreviventes. Muitas vezes estava ao lado de jornalistas (Jornal O Povo, O Estado de São Paulo, Diário do Nordeste...) emissoras de TV (Jangadeiro, Globo, Band, Verdes Mares, Record, documentaristas...) nos depoimentos dados durante as antigas e primeiras Caminhadas das Seca. Podendo narrar entre os muitos sobreviventes com quem convivi, ouvi e acompanhei suas fantásticas narrativas: Seu Mauro da Lindoia, Seu Zacarias do Pavãozinho, o Casal Dona Maria e Seu Guilherme, do Alto do Bode, que se conheceram no Campo de Concentração,  Dona Luíza, Dona Carmélia, Seu Felix Aristides e tantos outros... 

A FOTO ACIMA É REVELADORA E CAPAZ DE SI MESMA COMPROVAR O TERROR VIVIDO PELOS FLAGELADOS - RETIRANTES - CONCENTRADOS - MOLAMBUDOS... COMO ERAM CHAMADOS PELA MÍDIA DA ÉPOCA:  Tem-se o mapa ferroviário da linha Sul (Fortaleza-Crato), que cruzava todo o Estado do Ceará, que pertenceu à antiga RVC (Rede de Viação Cearense). Dos 07 Campos de Concentração da Seca de 32, 06 deles foram construídos ao longo dela, o que é fácil de entender, pois cruzava o Sertão Central, região mais pobre e afetada pela Seca de 32. A linha ferroviária se estendia de Fortaleza ao Crato, na Fronteira com Pernambuco. Eis os 06 campos de concentração erguidos ao longo da linha férrea, que foi transformada em linha da morte na Seca de 32, usando o trem, mesmo transporte usado pelos nazistas:

1) Campo de Concentração de Buriti -               Crato
2) Campo de Concentração de Cariús -              Carius
3) Campo de Concentração do Patu -                 Senador Pompeu
4) Campo de Concentração de Quixeramobim - Quixeramobim
5) Campo de Concentração do Otávio Bonfim-  Fortaleza
6) Campo de Concentração do Urubu -                Fortaleza

O sétimo Campo de Concentração funcionou na cidade de Ipu, na Linha Norte do Ceará  (Fortaleza-Oiticica), para que os miseráveis do Inhamuns, região muito afetada pela seca, não cruzassem para Fortaleza. Assim, os 07 campos de concentração funcionaram como uma muralha, uma espécie de muro da vergonha, para evitar que os molambudos, os cassacos invadissem Fortaleza como fizeram na Seca de 1915 e sobretudo na Seca de 1877.  Em Fortaleza eram descarregados na Estação do Matadouro, depois conhecida como Otávio Bonfim, porta de entrada para o  Campo do Alagadiço, primeiro Campo de Concentração do Estado do Ceará.  Fica hoje perto da Bezerra de Menezes, ao lado do 3º Distrito Policial. VEJAM BEM, AO LADO DE UM MATADOURO. UM ABATEDOURO DE ANIMAIS. CLARO QUE PERTO DA CARNIÇA E DE URUBUS. Depois, parte dos flagelados, eram deslocados para o Campo do Urubu, no Pirambu, de onde de navios, eram exportados para Amazônia ou Sudeste do Brasil. Como mão de obra barata. A MURALHA DA VERGONHA QUE FORAM OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO CEARÁ FUNCIONARAM MUITO BEM NA SECA DE 32, tanto que os Campos de Concentração de Fortaleza foram o que recebeu menos concentrados. 1932 A SECA EM QUE O CEARÁ COM AJUDA DO GOVERNO FEDERAL, EM PLENA REPÚBLICA, APERFEIÇOOU ESSA FERRAMENTA CHAMADA CAMPO DE CONCENTRAÇÃO, QUE FOI CRIADA DESDE A SECA DOS TRÊS SETES, AINDA NA ERA IMPERIAL, QUANDO MENTIRAM PARA OS NORDESTINOS COM A CONCENTRAÇÃO DO AÇUDE DO CEDRO EM QUIXADÁ, que raramente sangra. Após a Seca de 32 já podiam vender a experiência para os alemães, se quisessem. Tanto governo estadual, como federal, há mais de meio século desenvolvia o Holocausto Cearense, que de 1932 para trás, sem dúvida, poderia contabilizar quase meio milhão de vítimas. Experiência com DNA de monarquista e republicanos.

Reportagem do Jornal O Povo de 25/05/1932
foto: Acervo Valdecy Alves
O CORDEL NASCEU DOS RELATOS POPULARES E DA SANTIFICAÇÃO PELO POVO DOS MORTOS DO CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DO PATU- EM SENADOR POMPEU - AS SANTAS ALMAS DA BARRAGEM - SANTO COLETIVO QUE OBRAVA E OBRA MILAGRES PARA O POVO POBRE: Que "Deus está morto" para ricos e filósofos, disso ninguém tem dúvida, como anunciou Nietzsche. Mas para os pobres, sobretudo os que recebem a esmola do Bolsa Família, Deus não apenas está vivo, como PRECISAM DE MAIS DEUSES pois a necessidade demanda por messianismo e milagres, onde o Poder Público, antes assassino pela ação, melhorou, transformando-se em assassino pela omissão, embora a corrupção dos que governam seja a mesma. 

CRESCI EM SENADOR POMPEU, ouvindo os relatos, desde a mais tenra infância, de milagres das Almas da Barragem do Patu. Acompanhei familiares pagando promessas no Cemitério da Barragem. Onde foram enterradas as inúmeras vítimas que sucumbiram à peste no Campo de Concentração do Patu, em Senador Pompeu, em 32. O nome Patu vem do Rio e da Serra que existem no local, que mais adiante deságua no Rio Banabuiú, que deságua a centenas de quilômetros no Rio Jaguaribe. Confesso que o que mais me fascinava eram as histórias de assombração que ocorriam no local, denominadas de visagens. QUE FASCINANTE! Todos temiam se aproximar daquele local santo, em meio à mata. TEMIDO, VENERADO, RESPEITADO. Era essa minha visão, que só compreenderia o que ocorreu ali, anos mais tarde. ABAIXO EXEMPLAR DA SEGUNDA EDIÇÃO DO CORDEL "A BESTA FERA DE 32" QUE NARRA SOBRE O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DO PATU, NA SECA DE 32, EM SENADOR POMPEU, Ceará, com todos os versos. QUEM UTILIZAR OS VERSOS, FAVOR CITAR A FONTE:


Cordel de Valdey Alves
Capa: Pintor Erasmo Carlos


Meu Irmão desse planeta
Preste atenção vou  contar
Usano a minha Caneta
O que se deu no Ceará
Num terrive palco  dor
Lá no Sertão Central
Cidade de Senador
Na seca do grande mal


Peço inspiração à lua
Vigor das ondas do mar
A força da terra nua
Das serras cortano o ar
Mistero das entidade
O poder do deus antigo
A solidez da lealdade
A malícia do inimigo




A benção do Padim Ciço
A firmeza de Lampião
A eficaça do feitiço
A força de Frei Damião
Pra bem contar essa saga
Muito triste e de gran risco
Quero a fúria de Corisco
A voz de Luiz Gonzaga

De mãe-d’água, gira, gira...
A ciença de caipora
Quero o horror de curupira
Da seipente toda glora
A força do lobisome
Mula da cabeça o fogo
Toda a maliça do home
Pra enfeitar meu verso em jogo

Proteção, Beato Lourenço
Abençoai-me beata Anália
Iluminai o que penso
Livrai-me da feia mortalia
Santos de Pedra Bonita
Penada almas de Canudo
Penitente que em dor grita
Promesseiro em fé... mudo

Ocorreu em trinta e dois
Na beira do rio Patu
Com o povo que  adepois
Virou janta de urubu
Lhe digo, amigo meu
Nos versos desse poema
Houve em Senador Pompeu
Local do grande problema

Vencero então, os ingleses
A  tal da licitação
Pro longo de muitos meses
Encher dágua o sertão
Fazeno a grande parede
No mei do rio Patu
Vê se acabavam  a sede
Do vale Banabuiú

Chegaro então engenheiro
Explodiu a dinamite...
Multidão, muito dinheiro...
Sem regras e sem limite
Ciença, tecnologia
Homens eram os milhares
Trabalho de noite e  dia
Pra ver o fim dos pesares

Da lombada no espinhaço
Surgiu comprida vila
Favela, mundo-bagaço
Ao pé da serra tranquila
Mais no alto o casarão
E mais outro, outro mais
Morada da outra nação:
O inglês, o capataz....

A vila toda de taipa
Casas mais de quinhentas
Formano esquisito mapa
Rude, estranho, deferente...
Enquanto os casarões
Da mais  fina arquitetura
Pareciam ser mansões
Rino do pobre em agrura...

Assim formado o tal palco
Para grande construção
O pó das pedras em talco
Sucedia a cada explosão
Fazia-se prisão pra água
Os braço de tantos home
Vê se findavam a mágoa
Sonhano matar a fome

Começou em dezenove
Findano só em vinte e três
Questão que inté me comove
Contar o feito do inglês
Sumiu deixano pra trás
Toda a enorme estrutura
Levou dinheiro demais
Da fome e misera a cura

Então-se tava acabado
O palco de trinta e dois
Ano de terrive seca
Dali nove anos depois !
A água pra seca espantar
Migrou pros olhos do povo
Que voltou a enfrentar
A velha seca de novo

Mal findava trinta e um
O sertanejo com fé
De não ter problema algum
Sobrar a comida inté
Acreditava em inverno
No ano novo que adentrava
Nem sabia que o inferno
Aos pouco se aproximava

Viera as primeira chuva
E já preparado o chão
A semente em cova luva
Arroz, milho e feijão
Mas acabou-se a neblina
O vento o céu nublado
Gota sequer pequenina
Caiu no sertão tostado

Primeiro veio um medo
Seguido da esperança
Tudo mistero, segredo
O home virava criança
Achano que era castigo
Aquela nova estiagem
Invisive o inimigo
Rezava ao pé da imagem

Nem reza, nem esperança
Resolvero o gran problema
A matar perseverança...
A seca era o grande tema
Secou cada um dos açude
A terra logo rachou
Mais velhos diziam:  mude !
O sertão silenciou

Começou a emigração
Pras bandas lá do Sudeste
Amazona, Maranhão
Todos fugino da peste
Era como  a própria morte
Explodira no sertão
Melhor nos braços da sorte
Que ficar naquele chão

Era gente nas estrada
Em cima de caminhão
Na vereda, na chapada
Na serra, no lajeirão
Home, muié, até cachorro
Criança só de montão
Diziam: vou mas num morro
A míngua no meu sertão

E o sertão antes tão calmo
Parecia formigueiro
Reza, oração e salmo
Nada abrandava o braseiro
A terra mais parecia
Um forno todim em brasa
Atrás do mormaço em dia
Tremia: serra, mata, casa...


A falta d’água sentia
Até a mãe natureza
O rio que antes sorria
Tristonho sem correnteza
As planta toda sem foia
Em pleno mês de abril
Não, ninguém tinha escoia
Os bicho fora do cio !

Mas se faz um comentaro
Que é pra ninguém esquecer
As ave, as planta, meu caro
Nada ali ia morrer
Via-se que num orava
Que sem botar pé no chão
Todos eles escapava !!!
Havia estranha lição...

Fazenderos preocupado
Com a tal situação
Reunir padre, delegado
A direita, a oposição
A continuar como tava
Só eles iam sobrar
Era o que se comentava
No sertão do Ceará

Era preciso impedir
A fuga da sequidão
Dizia capitão Valmir
Primo de Sebastião
Fazendeiros muito ricos
Conhecido em todo  Estado
Mandava até nos milicos
Do prefeito ao deputado

O sertão se assanhou
De Mombaça a Quixadá
Tauá, o Sul se abalou
Aracati, Tianguá...
Pro povo num ir embora
Fizero concentração
Está escrito na histora
Do livro do sabidão

Lá em Senador Pompeu
No mei do sertão central
Acredite, amigo meu
Mulher, menino, animal
Chegavam a cada dia
Descalços de pé no chão
Magros,barriga vazia
Para tal concentração

Assim a vila de barro
Os casarões dos ingleses
A pé ou vindo de carro
Recebiam seus fregueses
Da barragem o fantasma
Perdido nas amplidão
Fome, sede, mortal asma
Naquela grande prisão

De Pedra Branca a Ipu
Solonópole a Milhã
Acopiara, Iguatu,
Mãe, filho, pai, irmã
Gente de todos os lado
Chegar na concentração
Ali teria o agrado
Dalguma alimentação

O trem ia ao local
Trazeno o feijão carroz
Comida pra animal
Diziam tempos depois
Era a maior aflição
Era a maior agonia
Ali na concentração
Quem entrava num saía

Milhares de seres vivos
Em tão pequenino espaço
Os sadios mais ativos
Pareciam feitos de aço
Vei o piolho o flagelo
Raparo todas cabeça
Assim sem algum apelo
Diziam: Me obedeça !

Os sacos do mantimento
Logo viraram roupão
Num tinha divertimento
Só a grande multidão
Toda  de branco vestida
Sem cabelo home  e muié
Tudim igual na vida
Como amiga só a fé

Teve a misera em Canudo
Teve ano setenta e Sete
Onde morreu quage tudo
Velho, bebê o pivete...
E teve a seca do quinze
Aí vei trinta e dois
E por mais que tudo acinze
Seca há de voltar depois

Então o que há de errado
Culpado  o tempo num é
Se o bicho bruto acanhado
Escapa  mesmo sem fé ???
É de se pensar no caso
Fazer uma reflexão
Isso pra num se dar aso
À fome, à sequidão

Comecou a mortandade
De fome até repentina
Veio logo a orfandade
Do menino e da menina
Um aqui, outro acolá
Logo, logo às dezenas
Morreno e a lamentar
Até chegar às centenas

Com tanta misera e fome
No sertão de Senador
Chamado curral da fome
Por quem não tinha pudor
Aos ricos causou vergonha
Fecharo até cemitero
Diante falha medonha
Enterraro  sem critero

Na própria concentração
Faziam enorme valado
Faminto o seco chão
Devorava o flagelado
O céu sem nuvem, azul
A vala no alto do morro
Se fartava o urubu
Se empanturrava o cachorro

O cemitero é retângulo
Ao pé da Serra Patu
Frente a usina triângulo
Jardim do mandacaru
Cercado dum alvo muro
Todo fincado de cruz
A invadir o futuro
Onde possa existir luz !

Muro em forma de quadrado
Grande cruzeiro na frente
Na verdade é um valado
Onde se enterrou mil gente
O resgate da memora
Do povo de mau destino
Deve seu entrar pra histora
Ao saudoso Padre Albino

Local de muitas lendas
E de perigrinação
Destino de muitas sendas
Catedral da oração
Visitado pelo ateu
Lugar sagrado,  ô irmão
Lá de Senador Pompeu
Jóia do belo sertão

Ali sob o céu azul
Morada da branca nuvem
Palco do negro urubu
Muitas historas surgem:
Visagens da meia-noite
Gritos e lamentação...
As cruzes alvos de açoite
Dos ventos da assombração !

Sempre tem velas acesa
Gente pagano promessa
O altar bem simples mesa
Onde a fé logo se  acessa
Cego lá voltou a ver
Mudo aprendeu a falar
Morto voltou a viver
Toda a graça a se alcançar

Pra lá vai a procissão
Pessoas do povo, fiéis
Pés ao milhares no chão
Turistas e menestréis
Cantano salmos e hinos
Da época de trinta e dois
Velhas, homens e meninos
Sob o forte sol algoz...

Maria perdeu Miguel
Toninho ficou sem pai
Raimundo sem Estael
Tanto lamentos e ai !
Tava  a tragédia armada
A doença a se espalhar
Toda gente abandonada
A se enterrar... se enterrar..

Ai de quem fosse fugir
Se não morto seria preso
Foi assim que o Valdir
Dum tiro restou bem  teso
Nos braços do seu amor
A morrer se lastimano
Os gritos delas de dor
São visage ecoano

Além de todos lamentos
No local se vê té luz
Gritos vindos com os ventos
Até já viram Jesus
Muita gente alcançou graça
No cemitero tão triste
Mortos sem nome e da raça
Do tal do home que existe

Manhã de segunda-feira
Sepultaro uma criança
Sofrera a semana inteira
De escapar sem esperança
Teve o fígado arrancado
Tal demais mortos dali
Lançada ao fundo valado
Com ar de estranho sorrir

Casarões abandonados
São estranhas testemunha
Dos tristes tempos passados
Vividos a ferro e unha
A barragem concluída
Lá pelos idos de oitenta
Pouco mudou a vida
Vira nuvem quando esquenta

Casarões são majestosos
Há cinco casas pequenas
Galpões sem telhas vultosos
Outros em ruínas, Atenas !
Alvenaria nordestina
Mesclada com européia
Há uma gótica usina
Que atrai grande platéia

Ali num falta turista
A de se encher de emoção
Elogiam até o artista
Que enfeitou o sertão
Tudo desde trinta e dois
Desafio a ser preservado !
Tem Dezenove Dois, Dois
Lutano pra ser tombado

Seu Mauro sobrevivente
O triste fato narrou
Seu Zacaria inteligente
Muito também contou
Assim tantos que escaparam
Narrano a olhar pro chão
Os horrores que enfrentaram
Campo de concentração

Ás águas não são usadas
Cobraram caro tributo
Tantas vidas flageladas
Sob aquele viver bruto
Antes morriam de sede
Diziam: não tem água !
Que se vai lém da parede
No home represa-se a mágoa

Só restou mesmo a fé
E da seca a caminhada
Pra onde todos vão a pé
Multidão emocionada
Em memorar todos mortos
Sempre vou bem me alembro
Trilhos são veredas tortas
Todo santo mês  novembro

Dor, fome, ai, sofrimento
Flagelo,   morte, doença
Tortura, grito, tormento
Temor, angústia descrença
Enterro, lamento, choro
Saudade, órfãos, viuvez
Sede, azar, mal, fei agoro
Carniça, cadáver-vez...

Um cabra dum caminhão
Meia-noite por lá passava
Solitário e a sensação
De que todo se arrepiava
Viu um flagelado em luz
Chorano pra seu espanto
Fazeno o sinal da cruz
Pois fim a todo encanto

Há quem veja luz azul
A subir do mei do chão
Há quem oiça sururu
Nas trevas da escuridão
Escutam choro e gemido
Vozes no mei da mata
Horrives sons e latidos
Chuva de ouro e de prata

Ousei invadir Camões
Falar de histora e de fé
A narrar sobre os sertões,
Patativa de Assaré,
Perdoem-me a ousadia
De trilhar seu Universo
Funesta epópéia que um dia
Encantou-se em meu verso

Pra falar da seca louca
Ocorrida noutra era
Grito, lamento, voz rouca
Diante da besta-fera
Não se sabe se do céu
Castigo por pouca fé
Se do inferno de Escarcéu
Se é bicho de dois pé

Sabe-se que ela existe
Que num tem nem coração
E ai daquele que insiste
Em fazer sonegação
A besta é mermo terrive
Bota mermo é pra matar
Ao pobre morte horrive
Ao rico mais enricar

O terrive fato histórico
Tá no imaginar do povo
Invadiu mundo folclórico
Assunto do velho e o novo
Já foi de teatro tema
Do cantar, televisão
De pintura, de cinema
De ciença e religião

Só que a grande imprensa
Só fala da mortandade
Parece que ela só pensa
Passar infelicidade
Houve sonhos destruídos...
Amores mortos, cristão,
Amanhãs interrompidos
Loucuras e perdição...

Certamente não há culpa
Da boa mãe natureza
O real nada desculpa
Do que crê só na moleza
Se os brutos tão a viver
No reino da sequidão
O que se pode dizer
Do homem-pai, revolução ?

Ou muito pouco aprendeu
Aprendeu num sabe usar
O eleito prefeito seu
Pouco sabe administrar
Nessa Deus é inocente
A natureza também
Hão de entrar no afiado dente
Os que só dizem amém !

Na era do computador
Na geração do foguete
No domínio do aviador
Vamo deixar de falsete !
Era do conhecimento
Auge da tecnologia
Não se admite o tormento
Da fome, seca, vazia...

Foi escrito pra vocês
Pra lembrar todo ocorrido
Pra ver se num tem mais vez
Pra jamais ser repetido
É preciso mudar a histora
E construir novo dia
Pra ver se um tempo a memora
Só comente de alegria

Quisera haver paraíso
Que houvesse também um céu
Pra falar e de improviso
Esse pequeno cordel
Pros mortos lá da barragem
Que lá deveriam estar
Vítimas da bandidagem
Das secas do Ceará


Versos do Cordel  " A BESTA FERA DE 32" com fotos da Caminhada da Seca - Vídeo com direção de Mara Paula:

Related Posts with Thumbnails