domingo, 5 de julho de 2009

MICHAEL JACKSON A ILUSÃO QUE ENGANOU ATÉ A SI PRÓPRIO - PRODUTO ATÉ MORTO!



Michael Jackson – Cantor Pop
Um espelho dos que o admiram
Sombra da Caverna - Que sociedade é essa?


Antes de tudo, tirando toda a fumaça do mito fabricado, o que Michael Jackson deixou para todos nós? RESPOSTA: A mensagem de uma pessoa extremamente confusa: NEM PRETO, NEM BRANCO! NEM MACHO, NEM GAY! NEM HOMEM, NEM MENINO! TEVE FILHOS BRANCOS QUE NÃO ERAM SEUS, RENEGOU A SUA COR, SUAS MÚSICAS NÃO TRAZEM MENSAGENS RELEVANTES, DANÇAVA DIVINAMENTE COMO TANTOS OUTROS ARTISTAS... Então como explicar o sucesso desse ser que com tantos rostos acabou por não ter rosto nenhum... talvez sobre a voz... talvez sobrem os passos da dança!

Há um ditado antigo que diz: “dize-me com quem andas que te direi quem és!” Há outro mais clássico que conclui: “mostre-me os livros de sua estante e eu saberei quem és!” O mesmo pode-se dizer dos ídolos: dize-me quem admiras e eu direi que és!

O que podemos dizer de um admirador de Fernandinho Beira Mar? Ou de alguém que idolatre Hitler e tudo que ele fez? De um seguidor dos Carecas do ABC, os famosos Skin Heads? De quem pratica magia negra sacrificando humanos? Por outro lado há quem admire Jesus Cristo, o Dalai Lama, São Francisco, Sócrates, Einstein, as pessoas que se dedicam ao magistério. Há ídolos e ídolos, admiradores e admiradores! Na música sou mais The Beatles, Bob Dylan, Raul Seixas, Zé Ramalho, Ray Charles...

Beethoven morreu na miséria; Mozart não tinha sequer como pagar um túmulo; Galileu e Leonardo Da Vinci morreram presos; Que benfeitoria Michael Jackson fez à humanidade para ser tão mitificado??? Digo: NENHUMA! NENHUMA MESMO! NEM FAMÍLIA, NEM PAI DE VERDADE TEVE! VEJA SEU TESTAMENTO! NÃO PASSOU DE UMA COISA PASSANDO DE MÃO EM MÃO!

Quem o mitificou não foi o povo, foi a mídia! A poderosa mídia de alguns poderosos, que o explorou na época do sucesso! Que vendeu jornais como nunca na época de seus escândalos e que transformou sua morte em mais um negócio, pois nunca vendeu tanto em vida, até para seu enterro fizerem ingressos. Vão segurar o enterro até vender o último DVD! TEM ATÉ INGRESSO PARA O ENTERRO NO OCIDENTE ONDE TODOS TEMEM A MORTE! Mito da mídia, da alienação, nenhuma ameaça aos poderosos do presente e aos seus interesses milionários. Michael Jackson é a sombra dançante da caverna de Platão, que outras sombras ao comando de quem a projetou aplaudem, pois são alienados, ignorantes, alvo fácil dos primeiros estelionatários, que lhes vendam uma ilusão com aparência de verdade. É público e notório que uma multidão só segue o instinto. Por isso é mais fácil enganar uma multidão que enganar um indivíduo. Multidão é boiada! Manada! Reclamam sempre por um vaqueiro! O rei está nu, mas todos fingem vê-lo vestido!

Michael Jackson é uma ilusão que enganou até ele mesmo. O que não é ilusório são os lucros de quem o fabricou, não um ser humano, mas um produto. Por que teve que morrer para voltar a vender? Por que tanta dor com sua morte quando nos seus momentos de miséria em vida não se viu nada de apoio desses mesmos milhões de comovidos? A mídia não tem piedade. Só amor ao lucro. Ganha com a fabricação do ídolo! Ganha com sua desgraça em vida! Ganha mais ainda com a sua morte! Temos então: MÍDIA PODEROSA, MILHÕES DE ALIENADOS, UMA SOCIEDADE SEM ROSTO IGUAL A MICHAEL JACKSON!

Todos na caverna de Platão. Ouse dizer que tudo é uma ilusão! Ouse desmitificar o que não tem atributos para ser mito! Um mito artificial como Michael Jackson que não conseguiu ser útil nem a si mesmo ao longo de toda vida, só foi útil às vendas e a toda uma estrutura que nunca viu nele uma ameaça, sobretudo à situação privilegiada dos poderosos. Obama fez mais pelos negros nos Estados Unidos com sua eleição, que Jackson com sua voz e seus passos que qualquer dançarino de rua faz no Brooklin ou na Rocinha. Martin Luther King deu sua vida pelo direito à igualdade racial nos EUA, Michael Jackson quis ficar branco à força, como se a cor negra fosse inferior à branca. RENEGOU-SE ATÉ BIOLOGICAMENTE. Coisa que nem um piolho faz, pois é, sente-se piolho em sua dignidade de parasita!

JAMAIS SERIA O QUE NUNCA FOI E MORREU SENDO NADA! CHEIO DE DÍVIDAS. PRECISANDO DE REMÉDIO PARA DORMIR, PRECISANDO DE REMÉDIO PARA ACORDAR, PRECISANDO DE REMÉDIO PARA FICAR DE PÉ, PRECISANDO DE REMÉDIO PARA CANTAR, DE REMÉDIO PARA DANÇAR!

Um produto numa sociedade de ignorantes, tangida pela mídia sem ética, sem noção que valores deve ter um ídolo para ser admirado. Michael Jackson é tudo aquilo que ninguém deve ter a vontade de ser, termômetro de uma sociedade que precisa ser educada e adquirir referências que lhe permitam admirar seus ídolos pelos seus valores, não porque a mídia mande que admire, não porque uma voz ordena que se ajoelhem perante uma ilusão, que em menos de meio século jamais será lembrada.

MICHAEL É DIGNO DE PIEDADE E SUA LEGIÃO DE ADMIRADORES QUE HOJE FALSAMENTE SOFREM COM SUA MORTE, talvez sua redenção. Fãs, acima de tudo consumidores que compram sem saber o porquê, também dignos de lamento, que demonstram que o excesso de informações atualmente de nada serve, sem educação e sem que se ensine as pessoas a interpretar os símbolos, os valores, seus ídolos. Como a coisa está hoje, daqui a pouco, a mídia fará do jumento um deus e não faltarão milhões de joelhos, perante o jegue a fazer suas orações e a narrar os milagres alcançados. Também não faltarão os que andarão de quatro!
Michael Jackson é aquele que veio para nada, viveu para nada... o que nunca teve identidade, o que sempre esteve na miséria individual e espiritual, aquele que ninguém deve desejar ser, aquele que os admiradores admiram sem saber a razão, o sem rosto, ídolo de milhões sem rosto mental. Produto quando criança, produto quando adulto, produto quando morto. Nem seu corpo lhe pertenceu. ESCRAVO MESMO MORTO! Diferente dos demais negros americanos que conseguiram ficar livres da escravidão em vida! Michael Jackson não foi, porque nunca veio! Não se acabou porque nunca existiu! Uma ilusão que cessa! Uma sombra de algo que nunca existiu em meio à luz que nunca foi verdadeiramente sua, diante de olhos que confundem vagalumes com estrelas! Qualquer lugar para Michael depois de tudo será o céu, o mais doce paraíso! Mesmo que se limite apenas ao túmulo onde apodrecerá! Pobre Michael, mais pobres ainda seus alienados fãs!

12 comentários:

Bruno disse...

Concordo totalmente com oq disse...gosto de algumas musicas dele....mas nao quer dizer que compactue com suas atitudes e opinioes em sua vida.
pobre Michael, que Deus tenha tido piedade dele e o aceitado no reino.

Anônimo disse...

Nem Jesus Cristo foi tão adorado...

Anônimo disse...

Realmente MJ era uma figura emocionalmente pertubada, doente. Talvez vítima dos mal tratos sofridos numa infância que não teve.
Já que você enunciou todos os defeitos e esqueceu de algumas qualidades, então farei isso:
- campanha USA for Africa - idealização e leta da música dele;
- várias campanhas humanitárias no Oriente Médio e em outros lugares (tá na imprensa mundial)..
- doações a hospitais de alas de enfermarias, UTIs, camas, agasalhos etc.
- Agora, dizer que era um artista como tantos outros e responsabilizar a mídia por isso também é ser muito simplório. MJ criou um estilo muito próprio de dançar da fonte que bebeu (James Brown). Afinal de contas conhecimento é cumulativo, certo ?
Não o torno Deus ou demônio, mas, com certeza, mito. Um grande artista, um grande talento.

mary disse...

Me senti em suas palavras.Eu admirava Michael,quando ele era negro em sua essência.Depois que ficou branco,vi nele um ser sem espírito.Lamentei sua morte,como lamentaria a de qualquer ser humano.

Joatan Freitas disse...

A sociedade do espetáculo que transforma um velório num produto que envolve a distribuição de ingressos, show musical, choro, afetividades, mídia, segurança, mistérios, fantasmas, mercado... Excelente blog!

( A_D_O_N_E_S ) disse...

Discordo totalmente...ele foi ídolo ao seu modo,conquistou um legado imenso,sua morte mexeu com o sentimento de pesoas de várias nacionalidades que o amava incodicional.Ninguém é perfeito!
cada um tem o direito de viver ao seu modo.Descance em paz michael,suas qualidades superam seus defeitos.

Anônimo disse...

Realmente MJ era uma figura emocionalmente pertubada, doente. Talvez vítima dos mal tratos sofridos numa infância que não teve.
Já que você enunciou todos os defeitos e esqueceu de algumas qualidades, então farei isso:
- campanha USA for Africa - idealização e leta da música dele;
- várias campanhas humanitárias no Oriente Médio e em outros lugares (tá na imprensa mundial)..
- doações a hospitais de alas de enfermarias, UTIs, camas, agasalhos etc.
- Agora, dizer que era um artista como tantos outros e responsabilizar a mídia por isso também é ser muito simplório. MJ criou um estilo muito próprio de dançar da fonte que bebeu (James Brown). Afinal de contas conhecimento é cumulativo, certo ?
Não o torno Deus ou demônio, mas, com certeza, mito. Um grande artista, um grande talento.
Ele foi e sera o melhor na Dança na Musica Nos seus Passos Inigualável.

Anônimo disse...

Mas você imitava bem o Elvis...

Anônimo disse...

Bom, querida..antes de vc ficar falando besteira, presta atenção no que vou lhe dizer.
Quem tem o Direito de Julgar e falar,é somente Jesus...
Sabe o por que??
Sim, eu lhe digo..
Pois somente Ele não teve pecado algum. Eu não admito vc falar dessa maneira, pois vc não o conheceu, entendeu??
Pare e pense, pois isso é errado
pois vc não sabe de nada da vida
do Michael Jackson para tar falando basteira, himundice!
Abraços e fique com Deus!!

Liss pepeer disse...

É triste quando alguem faz um blog omitindo opiniões sobre assuntos que nem sequer sabe um terço...

Uma dica:Quando tratar de qualquer assunto, procure saber sobre o que falará antes de escrever, critica sem fundamento tira totalmente a credibilidade do "autor" da questão...

Anônimo disse...

Não me dou nem o trabalho de ler uma COISA dessa até o final. É o tipo de pessoa que não sabe NADA sobre MJ e ainda se acha no direito de falar besteiras.
Só o início chega a ser ridículo...
Antes de você escrever algo sobre alguém, procure saber sobre.
Mídia, ao contrário do que você disse, foi quem o crucificou. Sabe por quê? Verdade quase nunca vende. Por que iam falar que ele doeu milhões e milhões para caridade? Ah, vendia mais dizer algo ruim. E o fato de ele ainda estar em evidência não é à toa. Tanto não é que ele bate recordes até hoje, seja onde for... vendas de discos ou venda de espólio. Ele fez muitas coisas, que vão desde inovações na indústria fonográfica, no estilo de se vestir, quebrou barreiras de racismo e fez músicas que já foram comprovadas: fazem bem.
Se ele adotou os filhos, se ele não deixou nada para o pai como herança... isso pertence à vida particular dele. Lionel Richie tem uma filha branca. Por que ninguém fala sobre? Ops, ele não é MJ. Vitiligo é doença e não vontade de renegar a cor da pele. Então antes de falar, procure saber. Não seja mais um ignorante. Não precisa gostar, mas sim CONHECER. Pode ficar com os seus Beatles que se drogavam para produzir, ou que se diziam mais conhecidos que Jesus. Ou ainda o Raul Seixas... que por sinal, morreu como mesmo? Agora, me desculpa se músicas com letras como "eu nasci há 10.000 anos atrás" (que ainda é escrita gramaticamente errada) lhe acrescenta alguma coisa. OU ainda "twist and shout, come on......"
Os meios estão aí, abertos para qualquer um. Se informe!

Anônimo disse...

Olá meu grande amigo ao qual posso dizer que suas palavras, sua ética e suas lutas são dignas de seguidores, pois nos revelam as faces da injustiça e a garra daqueles corajosos que dedicam suas vidas para um mundo melhor. Uma pessoa que renega sua raça, sua familia, renega a si mesmo, demonstrando não possuir identidade nem saber realmente o que é, e nem realmente para que veio ao mundo. Ele simplismente foi um produto criado por alguns para ser vendido para muitos. Pessoas que abusam de crianças não devem ser cosideradas idolos para ninguem. Ele veio e se foi... não sei se cedo ou tarde, o importante é q passou....se aparecerá um produto tão bom de vendas não sei, mas em compensação surgiram grandes homens que bem menos reconhecidos pela midia, farão as transformações que o mundo necessita para o bem comum. Que não tenhamos idolos que morram de overdose como dizia Cazuza, que possamos ter como heróis aqueles que busquem um mundo melhor para todos...
Reginho Apuiarés

Related Posts with Thumbnails