quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS - 61 ANOS - AINDA UMA UTOPIA


DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS - 61 ANOS - AINDA UMA UTOPIA



Hoje, 10/12/2009, data da postagem deste artigo, a Declaração Universal dos Direitos Humanos completa 61 anos. No ocidente ainda é uma utopia. Governantes a violam, autoridades não lutam pela sua implementação, a sociedade não a respeita e mesmo cidadãos e cidadãs violam os direitos humanos dos outros cidadãos e cidadãs. Tem havido avanços. Pequenos, tímidos, porém não se pode avançar a passos de caramujo, necessário, pelo atraso histórico, MORMENTE NA BUSCA DA EFETIVAÇÃO DA JUSTIÇA SOCIAL, que sejam dados saltos de cangurus. Sobretudo o Estado deve ser garantidor, não o maior violador dos Direitos Humanos. A democracia brasileira é frágil, os objetivos do Estado brasileiro, contidos no artigo 3º da Constituição Federal, longe de serem realidade. O grande avanço é a previsão no texto legal. Porém o que é surpreendente é que a maioria das pessoas desconhece o teor da próprio Declaração Universal dos Direitos Humanos. Necessário conhecê-la antes para ser um completo cidadão ou cidadã. IMPORTANTE DESTACAR QUE OS DIREITOS HUMANOS DE 2ª DIMENSÃO, PRINCIPALMENTE OS DIREITOS SOCIAIS, QUE HUMANIZARAM O CAPITALISMO E DERAM ORIGEM AO ATUAL ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO, DEVE-SE AO MOVIMENTO SINDICAL, que deve ser ator social fundamental pela implementação dos direitos atualmente violados.. Abaixo, então, a Declaração resumida em 30 frases. Leia, compreenda, indique, comente e divulgue:

I- Isonomia, racionalidade e solidariedade;
II- Não à discriminação;
III- Direito à vida, à liberdade e à segurança;
IV- Proíbe trabalho escravo;
V- Proíbe a tortura;
VI- Ser humano ser reconhecido como pessoa;
VII- Igualdade perante à lei;
VIII- Acesso à justiça;
IX- Proíbe a prisão ilegal;
X- Imparcialidade da Justiça;
XI- Presunção de inocência e tipicidade criminal;
XII- Direito à privacidade;
XIII- Direito de ir e vir;
XIV- Direito a asilo político;
XV- Direito à nacionalidade;
XVI- Direito ao Matrimônio e por livre escolha;
XVII- Direito à propriedade;
XVIII- Liberdade de pensamento, consciência e religião;
XIX- Liberdade de expressão;
XX- Liberdade de reunião e de associação;
XXI- Direito de votar e ser votado, democracia;
XXII- Direitos econômicos, sociais e culturais;
XXIII- Direito ao trabalho, salário justo e igual/mesma função, Sindicalizar-se;
XXIV- Direito ao repouso, férias e lazer;
XXV- Padrão de vida digna, proteção à infância e à maternidade;
XXVI- Direito à educação para cidadania;
XXVII- Acesso à cultura e à ciência;
XXVIII- Ordem internacional alicerçada nos direitos humanos;
XXIX- Deveres e direitos perante a comunidade;
XXX- Declaração Universal não pode ser usada para violar a si mesma.


10 comentários:

vantuilo disse...

belo texto poeta.

Thereza Pires disse...

Valdecy
Bom saber que existem sonhadores.É utopia,mas pode se transformar em realidade.Depende de cada um de nós,né?
Parabens a você também pela matéria e pela militância
Thereza Pires

blog do silveira disse...

Caro amigo Valdecy, você me parabenizou em um comentário seu, agora aqui lendo sua postagem, senti que além de bom escritor, você também é muito generoso.
Realmente me sinto lizongeado só de pensar que você acessa meu blog.
Estou agradecido.

Aida Margarida Neves disse...

Caro Valdecy deste lado do Atlântico-Portugal, dou-lhe os meus parabéns pelo texto.
Como prof. de História a minha obrigação é acrescida em divulgar e esclarecer os meus alunos da importância da Declaração dos Direitos Humanos...

Luisa disse...

O que eu penso:
«Pelo sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo sonho é que vamos.
Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e ao que é do dia a dia.
Chegamos? não chegamos?
Partimos. Vamos. Somos.»
Sebastião da Gama

Luisa disse...

Vale a pena sonhar ...
«Pelo sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo sonho é que vamos.
Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e ao que é do dia a dia.
Chegamos? não chegamos?
Partimos. Vamos. Somos.»
Sebastião da Gama

Wagner Marin disse...

Olá Valdecy!
Muito bom mesmo o seu texto. Realmente estamos longe de respeitar plenamente os direitos humanos contido na declaração!
Abraço

A.R. disse...

O seu simpático comentário foi um bom pretexto para conhecer o seu trabalho.Gostei e vou acompanhar.Parabéns!

Anônimo disse...

Valdecy,que bom se todos esses item fossem respeitados,estamos muito longe,pois cadê o futuro dessa nova geração de alienados?

TULIO FUZATO disse...

Vc tem sido um ORÁCULO DE SABEDORIA, CULTURA e Amizade através do seu BLOG. Agradeço pelas Mensagens e pela oportunidade de enrriquecer nosso campo Cultural atrávés dos bons acessos e das leituras.
Super abçs Tulio
FELIZ 2010 - PAZ & LUZ

MY WEB-LINKS:

http://www.tuliofuzato.com.br

http://tuliofuzato.blogspot.com/

http://www.youtube.com/user/tuliofuzato

http://www.fotolog.com.br/tuliofuzato

http://www.myspace.com/amputeedrummertuliofuzato

Related Posts with Thumbnails