quarta-feira, 25 de março de 2009

Poesia vencedora do II Prêmio Ceará de Literatura 1994 - Publicação - 1995 - Página 213 - de Valdecy Alves




Para ler, refletir e compartilhar...



Crença Genérica



Enquanto desabrocharem as flores
Mesmo enegrecidas pela fuligem,
Enquanto vir crianças travessas
Brincando felizes, inocentes, indomáveis
Olhos brilhosos de alegria e esperança,
Mesmo num mundo onde se planta a guerra
Colhendo-se violência no dia-a-dia
Acreditarei na vida...

Que também encontra fundamento
No olhar materno ao frágil bebê,
No filhote da ave rompendo o ovo,
Na força do mistério da sedução,
Na melodia despertadora de sonhos,
No cantar dos últimos pássaros,
Nos resquícios dos antigos bosques...
--------------------------------------------------
Por tudo isso creio profundamente na vida
Contudo há muito que não acredito no homem!
-
-
Valdecy Alves

domingo, 15 de março de 2009

Limoeiro do Norte - Tabuleiro do Norte: numa tentam eliminar os direitos sociais, noutra assassinaram a liberdade sindical

(Foto: Mara Paula)
Debate na Câmara Municipal de Limoeiro do Norte - CE
-
No último dia 04 de março de 2009, uma quarta-feira, estive na Câmara Municipal de Limoeiro do Norte, debatendo com os Servidores Públicos Municipais de Limoeiro os direitos sociais, que estão sob forte ameaça. Tudo transmitido por uma rádio local. Numa realidade política terrível. Há tempos atrás vários crimes, muita violência. Na atualidade dorme-se com um prefeito, noutro dia outro prefeito toma posse e ninguém sabe qual será o prefeito no depois de amanhã. Mas os problemas com os servidores sempre os mesmos. Formavam a mesa um representante do Poder Legislativo, os presidentes dos sindicatos dos servidores de Limoeiro do Norte e de Tabuleiro do Norte.

EM LIMOEIRO DO NORTE: No Vale do Jaguaribe, na pauta salarial de 2009, protocolada pelo Sindicato dos Servidores, direitos básicos são reivindicados. Direitos que em lugares civilizados há muito são realidade. Importante destacar que os servidores requerem implementação do direito já existente e negado. Não estão pedindo novos direitos. Direitos sociais como: implantação de planos de carreira para todos os servidores, começando pelo respeito ao piso dos professores; realização de concurso público findando contratações inconstitucionais; eleição para núcleo gestor respeitando o princípio da gestão democrática na escola, sobretudo trazendo a família para escola; condições adequadas de trabalho; pagamento de salários em atraso; implantação de creche beneficiando crianças e protegendo a maternidade; não redução de salários; respeito ao salário mínimo... entre outros.

COMO PODEM QUERER SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE ? COMO PODEM QUERER O SERVIDOR MOTIVADO ? COMO VIOLAREM TANTAS LEIS E TUDO FICAR COMO ESTÁ ? Tal realidade não pode, nem tem como perdurar. A categoria dos servidores não aguenta mais, mobilizada para luta. Com a palavra também o TCM, O Ministério Público e o Poder Judiciário. Sob pena da falência do estado democrático de direito.

EM TABULEIRO DO NORTE: Vizinho a Limoeiro do Norte, além das violações aos direitos sociais como em Limoeiro do Norte, há muitas outras violações. A última delas o Município tentou assassinar a Liberdade Sindical, cassando a liberação de dois dirigentes, assim inviabilizando o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Tabuleiro do Norte. No mesmo dia 04 de março de 2009, pela manhã, houve audiência na Justiça do Trabalho, para garantir a manutenção da liberação dos dirigentes. O que já ocorreu com sentença favorável ao Sindicato. Para o bem da democracia e do movimento sindical. Pois o que houve em Tabuleiro do Norte foi um violento ataque ao Sindicato, cujo crime é ser autônomo, lutar pela categoria, liderar uma greve de 30 dias no ano de 2008. O tiro saiu pela culatra. Não mataram a pessoa jurídica do Sindicato, que sai dessa mais forte. Triunfando o estado de direito e a democracia, que deve ser mantida. Salvo o Sindicato, agora a luta para evitar piorar o estatuto do servidor e o Plano de Carreira dos professores, que também estão sofrendo atentados. Enquanto isso perdura o terror psicológico. Mas a categoria está firme e forte.

Quem duvida olhe a história universal, os movimentos sociais sempre venceram. Os que abusaram do Poder são lembrados como exemplo a não ser seguidos. Eles pensam que ficarão no poder eternamente. Pensam que têm o Poder. Mas o Poder e o analfabetismo da cidadania os têm. O direito fundamental, o direito humano, o direito social, a ética, o sentimento da verdadeira Justiça está com o servidor público tanto de Limoeiro do Norte quanto de Tabuleiro do Norte. Os trabalhadores estão conscientes, mobilizados, coesos em seus sindicatos, a vitória será uma questão de tempo. Como a vitória do mar constante, batendo na montanha que se acha indestrutível. Abaixo a cultura do abuso, a liberdade e os direitos fundamentais triunfarão !

sexta-feira, 6 de março de 2009

Dia Internacional da Mulher - Discriminação e violência - Uma reflexão

Foto da passeata dos anos 60, cartaz de Ziraldo

Após o Iluminismo, quando se defendeu fanaticamente que imperasse a razão, sobretudo afastando a influência da religião, que fora um desastre, sobretudo para ciência e para o Direito na Idade Média, sendo a mulher grande vítima de terríveis e equivocados dogmas religiosos, houve um grande avanço dos direitos políticos, depois dos direitos sociais. Mesmo assim a mulher sempre discriminada. Mas que tipo de discriminação é essa ? que tipos de violência tem sofrido a mulher ? Como podemos avaliá-la ao longo da história humana ?

Inicialmente, bom lembrar que a mulher, na maioria das culturas nos 05 continentes, sempre foram discriminadas. TODA DISCRIMINAÇÃO É VIOLÊNCIA. Talvez porque a partir do fim da Idade da Pedra não tivessem usado espadas nas guerras, talvez porque, em virtude da diferença da força física, não pudessem caçar com os homens. Na era da força, da guerra, da brutalidade, da pré-civilização, ter menos força é ser inferiorizado. Valendo também para os deficientes, para os escravizados. Quem não sabe que em Esparta os que nasciam deficientes eram jogados dos penhascos ? Que entre os esquimós se o primeiro bebê fosse mulher seria eliminado ? Nesse contexto, onde não havia ainda civilização, deve ter nascido o chão que alicerçou toda a discriminação no período civilizado, dos direitos civis, políticos, sociais, econômicos, culturais e ambientais. Toda sorte de violência moral e física.

Necessário, de forma simples e resumida, explicar o que são tais direitos, para então entender a discriminação. Mas antes quero destacar importantes mulheres de todos os tempos na história da humanidade:

Cleópatra: famosa rainha egípcia, famosa pela sensualidade, pelas artimanhas políticas e por ter sido a paixão de Júlio César, há mais de 2.300 anos;
Hipácia de Alexandria: filósofa e matemática grega que foi assassinada por defender idéias que afrontaram a intolerância religiosa e a falta de liberdade de expressão, há mais de 1.500 anos;
Joana D´Arc: famosa mulher guerreira, que liderou os exércitos franceses contra os ingleses. Símbolo de heroísmo francês. Morreu há mais de 500 anos;
Marie Curie: famosa cientista que isolou o rádio, elemento químico. Primeira mulher a ganhar um prêmio Nobel;
Frida Kahlo: grande pintora mexicana.
Cecília Meireles: maravilhosa poetisa brasileira;
Chiquinha Gonzaga: fantástica compositora na música brasileira;
Rachel de Queiroz: escritora cearense, primeira mulher a entrar na Academia Brasileira de Letras.
Simone de Beauvoir: filósofa francesa nascida em 1908, autora do livro O Segundo Sexo, obra que deu início ao movimento feminista, que muita gente, sem leitura, confunde com guerra de sexo.

Mas as 10 mulheres acima são exceção. Abriram a fórceps os direitos que conquistaram. Bom salientar que quando se fala em violência trata-se da violência física e moral. Sendo que a violência física vitima algumas mulheres e a violência moral, via discriminação, vitimiza todas as mulheres de todas as gerações, isto é, no espaço e no tempo. As demais mulheres continuaram marginalizadas, mesmo quando elas eram respeitadas e aplaudidas. Pois na história humana nada nunca foi capaz de parar a genialidade e o talento, que estão acima do sexo. Mas para entender a discriminação, vejamos alguns exemplos direitos acima citados e hoje princípios constitucionais:

DIREITOS HUMANOS CIVIS E POLÍTICOS: Liberdade de expressão, liberdade religiosa, direito de ir e vir, direito de votar e ser votada, liberdade de associação, direito de igualdade perante à lei...

DIREITOS ECONÔMICOS, SOCIAIS, CULTURAIS E AMBIENTAS (DESCA´S): direito ao salário mínimo, direito ao trabalho, direito à aposentadoria, direito a produzir e ter acesso à arte, direito ao meio ambiente sadio, proteção à maternidade, direito à educação, direito à saúde, direito à segurança, direito à igualdade de remuneração para trabalho igual......

Na Grécia as mulheres não tinham participação política na ágora, Cleópatra só foi rainha porque herdou o trono com a morte do marido, a exemplo da várias rainhas européias. No Brasil a mulher só teve direito a votar em 1932, mesmo assim nunca tivemos uma presidenta. Na Idade Média, a mulher não tinha acesso à educação, o que é regra atualmente na maioria dos países islâmicos. A primeira greve feminina acabou em tragédia, com as mulheres sendo queimadas numa fábrica de tecidos. Fato que originou o dia 08 de março como dia Internacional da Mulher. Até pouco tempo a mulher que casasse e não fosse virgem, poderia ser devolvida pelo noivo. Estava no Código Civil. Abaixo algumas das personagens mais marcantes da literatura e teatro universal:

Penélope: da Odisséia de Homero, símbolo da ética e da família grega, que aguarda a volta de Ulisses da guerra de Tróia;
Medéia: personagem, principal de uma peça do dramaturgo Grego Eurípedes. Considerada um dos mais fortes personagens do teatro universal;
Antígona: personagem único da tragédia grega que mostra a luta do direito natural, representado por Antígona, contra a lei humana, o direito positivado. Personagem criado por Sófocles;
Dulcinéia: Paixão de Dom Quixote;
Julieta: da grande obra de Shakespeare;
Ema Bovary: famosa personagem da literatura francesa;
Capitu: Conhecida personagem da obra de Machado de Assis;
Lolita: Ninfeta que maravilha o personagem masculino na obra de Vladimir Nabokov;
Marguerite Gautier: a Dama das Camélias e inspiração para famosa obra de Verdi;
Maria: da linda poesia de Castro Alves

É público e notório que as mulheres ganham menos que os homens, que durante muito tempo foram proibidas de produzir e ter acesso a bens culturais, ser escritora, ser intelectual, na Idade Média, muitas foram queimadas como bruxas. Sabe-se que a licença maternidade sofreu grande resistência, que se discrimina mulher casada, pois pode engravidar. A Constituição Federal de 1988, no seu artigo 5º, inciso II, iguala homens e mulheres em direitos e deveres. Igualdade política, igualdade legal, igualdade social. Igualdade de oportunidade, a partir daí, crescem e ocupam os espaços os que se mostrarem mais capazes, independentemente do sexo.

Algumas medidas importantes: que a mulher trabalhadora, com dupla jornada, externa e em casa, protegido pela previdência quando pode aposentar-se 05 anos antes. A mulher agricultora, acertadamente, além de não ter que contribuir com a previdência, aposenta-se 05 anos antes que a trabalhadora urbana. As quotas de mulheres nos partidos políticos e a própria Lei Maria da Penha.

Quanto o direito à segurança e acesso à Justiça, bom dar destaque à Lei Maria da Penha, forma de intervenção pontual para fazer cessar o massacre às mulheres, garantindo-lhes o direito à integridade moral e física. Um marco para ruptura cultural de séculos e séculos de massacre à mulher, sempre tratada como objeto, coisa e propriedade do homem. Fruto da apropriação e da violência mais irracional e extrema. E quando se fala em mulher, fala-se na metade da humanidade, mãe da outra metade. Antes de prosseguir com o presente texto, citarei algumas poderosas deusas da mitologia universal de duas poderosas civilizações:

Afrodite: Deus do amor na Grécia;
Hera: Deusa mais poderosa. Mulher do todo poderoso Zeus. Símbolo da família.
Atenas: deusa da sabedoria, que deu nome à capital da Grécia;
Isis: Deusa mãe do Egito, do amor e da arte.
Maat: Deusa egípcia da Justiça e da Verdade;



C O N C L U S Ã O: A construção de uma sociedade realmente humana, ética, civilizada, justa e solidária, torna-se um sonho impossível quando a mulher, metade da humanidade e mãe da outra, a exemplo do homem, metade da humanidade e pai da outra, é discriminada. Nada de bom, de ético ou de ideal pode nascer alicerçado na discriminação, no desrespeito, na violência. Em não se corrigindo tais distorções e equívocos, poderemos ter tudo, poderemos ser tudo, menos denominar-se de civilização. Pode ser denominada a humanidade de tudo, menos de justa. Muito há a corrigir nos 05 continentes. Sobretudo a forma como as religiões tratam a mulher. A exemplo de Eva, no Ocidente, onde a mulher foi reduzida a uma costela de Adão e culpada pelo pecado original. De tal forma que até hoje não se teve uma papisa na igreja, que em muitas outras áreas luta pelos respeito aos direitos humanos. Nessa mudança todos têm seu papel a desempenhar:

Individual: evitar e combater toda forma de violência e de discriminação;
Através das entidades: associações, sindicatos, ong's. Colocarem nos seus projetos de trabalho e de luta a defesa de igualdade de oportunidade, de igualdade perante à lei, denunciando e combatendo toda forma de violência, sobretudo contra mulher;
Através da religião: todo tipo de Igreja e credo engajar-se na mesma luta;
Através do Estado: Toda máquina pública, Poder Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, escolas...

Um mundo mais justo, então, depende da luta e da militância de cada um. Logo, mãos à obra ! Com esta reflexão e deixando claro que a luta é de todos e os benefícios também. PARABÉNS A TODAS AS MULHERES DO CEARÁ, DO BRASIL E DO MUNDO ! PELO QUE JÁ CONQUISTARAM COM LUTA E PELA CAPACIDADE DE CONQUISTAR O QUE FALTA SER CONQUISTADO.

domingo, 1 de março de 2009

Blog Completou 5.000 visitas em 01/03/2009 - Obrigado aos visitantes!




Na manhã de 01 de março de 2009, com muita alegria, constatei que o número de visitas ao meu blog chegou a 5.000. Sinto-me muito contente, até porque não tracei metas a serem alcançadas. Criado o blog, a preocupação era que as pessoas interessadas pudessem ter acesso à cidadania e à cultura, bem como, de minha parte, pudesse dividir pontos de vista e colocar minha produção literária, áudio-visual ou dicas de arte à disposição dos visitantes. MEU MUITO OBRIGADO A TODOS OS VISITANTES, SEJAM HOMENS, SEJAM MULHERES. Por esse belo passeio virtual.

ACESSO À CIDADANIA: Os temas variaram demasiadamente: Religião, História, Educação, Filosofia, Direito, Ciência Política, Economia... Sempre com objetivo de debater, provocar questionamentos, tudo enraizado em dados realmente verdadeiros. Gostaria imensamente que os leitores pudessem mandar comentários ou correios eletrônicos dizendo qual o tema que mais gostou. Para que possa cada vez mais entrar em sintonia com os visitantes. Chama atenção o fato de tanta visita e poucos comentários. Não sei se os visitantes estão tendo problemas para postar seus comentários ou realmente querem apenas ler. De toda forma espero que, doravante, além da visita, aqueles que realmente quiserem comentar, comentem. Isso é muito importante. Não se preocupem, com o moderador, pouco importa se o visitante concordar ou não com o teor da matéria. Assim o comentário será publicado e virá enriquecer o tema para outros visitantes.

ACESSO À CULTURA: As matérias passam pela crônica, sobre temas diversos e divulgação da minha poesia. Sinto-me mais poeta que prosador, embora adore a prosa também. O próprio blog é uma verdadeira carta de alforria para os artistas. Lembro-me quando cursava a 6ª série ginasial. Escrevia uma poesia mostrava a poucos. A maioria dos colegas sequer dava atenção, alguns olhavam de esguelha, a professora de português dava uma olhada, alguns amigos da rua. Poeta sempre lê a poesia do outro, seja para observar o teor, estilo, seja também para ganhar o crédito para ser lido. Mas há poucos poetas numa escola.. Depois a poesia iria hibernar em alguma gaveta. Com o sonho de acordar publicada num livro. A internet, o blog uma das ferramentas, libertou o artista para o mundo. A poesia não precisa ir mais para gaveta. Assim um poeta de Engenheiro José Lopes, lá no Município de Senador Pompeu, sertão central do Ceará, pode ser lido em qualquer lugar do mundo, uma vez postado. Os escritores muito devem a Gutenberg, com a invenção da imprensa, mas deveremos mais ainda ao criador da internet.

Além da poesia os documentários, os vídeos. Todas na barra de vídeo. Libertados via internet. Da estante para o mundo, de agora para sempre. Assim os que têm a partilhar e os que buscam partilha têm um ponto de encontro no mundo virtual.

Obrigado a todos os visitantes mais uma vez. Agradecimentos especiais aos comentaristas, que com certeza estão perto de criar seus blogs. Aceito sugestões, críticas, espero comentários, rumo agora a 10.000 visitas. Convido-@ para a nova etapa da caminhada. Minha gratidão e sejam bem-vind@s!
Related Posts with Thumbnails