sexta-feira, 31 de agosto de 2012

3ª MARCHA PELO TRABALHO DECENTE E CONTRA O DESMONTE CRIMINOSO E IMORAL É UM GRANDE SUCESSO NAS RUAS DE FORTALEZA ! OS MOVIMENTOS SOCIAIS - VIA SINDICATOS - EXIGEM TOTAL RESPEITO À PRESERVAÇÃO DA MÁQUINA PÚBLICA - POIS NÃO HÁ DECÊNCIA NO TRABALHO QUANDO IMPERA A FORÇA DO PATRIMONIALISMO E DA CORRUPÇÃO!


Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará
(Fotos: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)
 A TERCEIRA MARCHA DA FETAMCE (www.fetamce.org.br) foi um total sucesso em termos de quantidade de municípios, dezenas, em termos de quantidade de sindicatos, inúmeros, em termos de quantidade de servidores, estudantes e simpatizantes, milhares... QUE ENTENDEM QUE SEM DECÊNCIA NO TRABALHO NÃO HÁ DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA, TAMBÉM É IMPOSSÍVEL ACEITAR O DESMONTE DAS PREFEITURAS, fruto da corrupção e de um juízo em mente de falsos governantes, que tratam o patrimônio público como se fosse de sua propriedade ou  propriedade do grupo político que representa e acabou derrotado. Presentes a CUT, CONFETAM, DEPUTADO FEDERAL ARTUR BRUNO, SINDIUTE... Toda a imprensa fez cobertura do evento. A Constituição é clara quanto aos princípios que devem ser respeitados pelos governantes:

Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência...
 4º - Os atos de improbidade administrativa importarão a suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário, na forma e gradação previstas em lei, sem prejuízo da ação penal cabível.

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

CONCEITO DE DESMONTE: é a pilhagem do patrimônio público material e pessoal, praticada nos municípios, principalmente pelos prefeitos que não conseguiram se reeleger ou eleger o seu sucessor, que se materializa, entre outros, através de destruição de máquinas, móveis ou equipamentos, desvio e apropriação de dinheiro público, queima e sumiço de documentos contábeis, atraso de salários, transferência ou demissão em massa de servidores. Atitude improba e conceituada como crime, que deve ser prevenida, combatida e punida. Tornando ficha suja os que se comportam como vândalos e piratas da estrutura pública. DESMONTE É CRIME E ATO DE IMPROBIDADE, É O QUE ESTÁ NA LEI, eis o que prescreve o artigo 1º, inciso  XIV, Decreto-lei 201/67:

Artigo 1º - São crimes de responsabilidade dos prefeitos municipais, sujeitos ao julgamento do Poder Judiciário, independentemente do pronunciamento da Câmara dos Vereadores:

XIV – NEGAR EXECUÇÃO DE LEI FEDERAL, estadual ou municipal  OU DEIXAR DE CUMPRIR ORDEM JUDICIAL....”


§ 2º A condenação definitiva em qualquer dos crimes definidos neste artigo, acarreta a perda de cargo e a inabilitação, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, sem prejuízo da reparação civil do dano causado ao patrimônio público ou particular.



Enedina Soares (Presidenta da FETAMCE)  e Valter Saraiva  (vice-presidente) articulam audiência pública
Com o  Presidente do TCM - Para Juntamente com o Ministério Público - a  OAB Ceará e outros entidades
TUDO PARA EVITAR O DESMONTE NAS PREFEITURA DO CEARÁ APÓS AS ELEIÇÕES 2012

Faixas de Protesto doas mais variados sindicatos do Ceará
Quanto à improbidade, basta violar os princípios contidos no caput do artigo 37 da Constituição Brasileira, para prática de improbidade administrativa. Tudo nos termos da Lei nº 8429/92, artigo 11, Lei de Improbidade,  que assim prevê:

Constitui ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA que atenta contra os princípios da Administração Pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições.....”

DESMONTE DE PREFEITURA É CRIME, É ATO DE IMPROBIDADE, DE OLHO NELES E QUE SEJA DENUNCIADO TODO E QUALQUER PILHADOR E PIRATA DO PATRIMÔNIO PÚBLICO.

Faixas de Protesto doas mais variados sindicatos do Ceará


CONCEITO DE TRABALHO DECENTE: Pode-se chamar de trabalho decente aquele que paga uma remuneração justa, onde exista liberdade, equidade, segurança, respeito à isonomia. Tudo conforme previsão nos tratados internacionais e no artigo 3º da Constituição Federal. Dentro da filosofia do Trabalho Decente insere-se a criação de emprego de qualidade, com inclusão dos benefícios sociais para todos os excluídos, diálogo social para solução dos conflitos. 

Faixas de Protesto doas mais variados sindicatos do Ceará
POIS SÓ ATRAVÉS DO TRABALHO DECENTE É POSSÍVEL ACREDITAR NUMA SOCIEDADE JUSTA, SOLIDÁRIA, FRATERNA, EFICAZ NA ESSÊNCIA DOS SEUS OBJETIVOS, EM QUE NO MÍNIMO SEJA GARANTIDA A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA, assim definida pelos sábios juristas:

A DIGNIDADE HUMANA é a qualidade  intrínseca e distintiva reconhecida em cada ser humano que o faz merecedor do mesmo respeito e consideração por parte do Estado e da comunidade, implicando, neste sentido, um complexo de direitos e deveres fundamentais que assegurem a pessoa tanto contra todo e qualquer ato de cunho degradante e desumano, como venham a lhe garantir as condições existenciais mínimas para a vida saudável, para que tenha bem-estar físico, mental e social, além de propiciar e promover sua participação ativa e co-responsável nos destinos da própria existência e da vida em comunhão com os demais seres humanos. Onde Não houver respeito pela vida e pela integridade física e moral do ser humano, onde as condições mínimas para uma existência digna  não forem asseguradas, onde não houver limitação de poder, enfim, onde a liberdade e a autonomia, a igualdade e os direitos fundamentais  não forem reconhecidos e minimamente assegurados, não haverá espaço para dignidade humana e a pessoa não passará de mero objeto de arbítrio e injustiças
                                                      (Ingo Sarlet – Juiz e Jurista brasileiro) 

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Uma sociedade, em que a dignidade humana não exista de fato é uma sociedade fracassada. Impossível haver mínimo respeito à dignidade humana, quando o trabalho decente não é respeitado. Fundamental que se observe o previsto no artigo 1º, da Constituição Federal, tratado entre todas as forças política, em que se alicerça o Estado Brasileiro:


Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
                                                          III - a dignidade da pessoa humana; 

Faixas de Protesto doas mais variados sindicatos do Ceará

        Não é demais lembrar o contido no preâmbulo da própria Constituição Federal:

                                                           PREÂMBULO

  Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. 

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará
COM OS SERVIDORES DE ITAPIÚNA EM GREVE
SERVIDORES DA SAÚDE DE ITAPIÚNA  SEM SALÁRIO HÁ 02 MESES
Só há trabalho decente quando os direitos sociais e individuais fundamentais são respeitados, onde há liberdade, igualdade, sem qualquer discriminação, o que resulta em justiça social. Eis os preceitos do trabalho decente no início da Lei Maior do Brasil. Uma pequena cartilha, fácil de ser compreendida, sobre o trabalho decente pode ser lida no site da Organização Internacional do Trabalho, acessível no seguinte link: 


Há uma segunda cartilha da OIT que avalia como está o trabalho decente em cada Estado do Brasil. Vale a pena conferir e verificar o tamanho do desafio para cada cidadão e cidadã, bem como sociedade civil organizada fazer sua parte agindo e cobrando do Poder Público. Eis o link da cartilha que é uma verdadeira avaliação do trabalho decente no Brasil:



Faixas de Protesto doas mais variados sindicatos do Ceará
EXEMPLOS DE DESMONTE DE PREFEITO QUE SAI:

...Apropriação de equipamentos e móveis, desvio de verbas públicas, atraso de salários,  demissão em massa, carros depenados, queima de documentos, apagar arquivos dos computadores, saque nas contas da prefeitura, sumiço de chaves dos prédios públicos,, depredação de prédios, dilapidação do patrimônio público, débitos junto à COELCE, CAGECE, deixando ruas às escuras e escolas sem água, fechamento de escolas. 

EXEMPLOS DE DESMONTE DE PREFEITO QUE ENTRA

...Anular concurso, contratar amigos, criar muitos cargos de confiança, reduzir salários dos servidores, transferir inimigos políticos para os distritos mais longínquos, perseguir lideranças sindicais, tentar fechar sindicatos sufocando-os economicamente, desviar dinheiro dos fundos próprios de previdência, apropriar-se do repasse da previdência social, o INSS, desvalorizar professores, controlar os conselhos municipais onde a sociedade poderia fiscalizar a aplicação do dinheiro público... 

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará
 DESDE 1997 QUE SE ABREM CPIS NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO CEARÁ – QUE NÃO DERAM EM NADA – HORA DE PUNIR OS PILHADORES IRRESPONSÁVEIS – FRAGMENTOS DE VÁRIAS REPORTAGENS SOBRE TAIS CPI´s


1997 – 2000 – 2005 (34 prefeituras denunciadas)

Com o título “Nada mudou. A improbidade continua a mesma?, eis artigo do ex-deputado estadual Oman Carneiro. Ele aborda o fato de ter atuado à frente da CPI do Desmonte, quando parlamentrar, e chega à conclusão de que a impunidade, pelo visto, acabou prevalecendo. Confira:

A única CPI do Desmonte instaurada pela Assembleia Legislativa do Estado do Ceará que efetivamente empregou todos os esforços no combate à corrupção e dilapidação do patrimônio público nos municípios cearenses, conforme apuramos pelo parecer conclusivo das comissões formadas, foi a de 1996/97, na qual presidi os trabalhos investigativos.
Ali, elencamos as irregularidades encontradas em mais de 114 dos 184 municípios cearenses e reunimos, junto a um relatório de 500 páginas,  documentos comprobatórios dos atos ilícitos cometidos por ocupantes dos cargos públicos do poder municipal em  25 mil folhas, pelos quais tornaram-se justos e necessários os pedidos de indiciamento processual e prisão de ex-prefeitos e secretários.

Faixas de Protesto doas mais variados sindicatos do Ceará
 RESUMO DAS CPIS DESDE 1997 

- Os casos de dilapidação do patrimônio público na transição municipal no Ceará relatados nos últimos dias não são novidade.
- Em 1997, CPI do Desmonte instalada na Assembléia pediu, após seis meses de trabalho, o indiciamento de 42 ex-prefeitos. Relatório final contou com 24 mil folhas de documentos.
- Em 2000 foi criada uma Comissão Especial do Desmonte. No fim, 22 ex-prefeitos foram denunciados e relatório de 711 páginas foi entregue ao Ministério Público.
- 2005 mais uma CPI do Desmonte foi instalada na Assembleia. Concluída em 2006, encontrou irregularidades em 34 prefeituras, entre 2001 a 2004.
- Em Fortaleza, a CPI de 2005 apurou que a gestão de Juraci Magalhães deixou uma dívida de R$ 189,751 milhões sem justificativas de despesas.
- Segundo o deputado estadual Moésio Loyola (PSDB), relator da CPI do Desmonte de 2005, vários ex-prefeitos não puderam se recandidatar em eleições posteriores devido a punições. O parlamentar não soube precisar o número de punições.
- Moésio Loyola admite, porém, que vários dos prefeitos que denunciam desmonte promovido pelos ex-gestores cometem as mesmas irregularidades quatro anos depois.
A CPI do Desmonte, em 1997, por exemplo, denunciou 42 ex-prefeitos, sendo que, 22 foram indiciados pelo Ministério Público Estadual
O relatório final da CPI do Desmonte, instalada na Assembleia Legislativa, pediu o indiciamento de quatro ex-prefeitos, sugeriu a indisponibilidade de bens de outros três e solicitou ao Ministério Público o indiciamento (instauração de ação penal) contra 42. Isso aconteceu no dia 10 de junho de 1997

Repassado  à imprensa o relatório de outra CPI do Desmonte. Diferente do anterior, o calhamaço de 177 páginas não responsabiliza nenhum ex-gestor municipal pelos desmandos administrativos cometidos no final da gestão, em 2004.

Em cada uma das 34 conclusões de municípios enquadrados em algum tipo de irregularidade, a comissão sugeriu a conhecida "adoção das medidas legais cabíveis".

Foi mais de um ano de trabalho e 28 viagens dos membros aos vários municípios denunciados. No total, segundo o relatório, a CPI investigou denúncias envolvendo R$ 222,5 milhões em recursos públicos.

Cópias foram enviadas para órgãos como o Ministério Público Estadual (MP), Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Procuradoria da República no Ceará e Secretaria estadual da Segurança e Defesa Social (SSPDS). Na CPI de 1997, houve o mesmo procedimento, com a diferença de que também houve indiciamentos.

No dia 30 de janeiro de 2005, quando a Assembléia começava a discutir a necessidade da nova investigação, O POVO já mostrava, na reportagem "Uma investigação que virou fumaça", que oito anos depois (em 2005), o resultado da CPI de 1997 continuava no escuro, sem resultados práticos. De lá para cá, alguns indiciados voltaram à cena política e se elegeram prefeito novamente.

Na CPI da Exploração Sexual, que também funcionou na Assembléia, no ano passado, o resultado foi diferente. No final, nove denúncias foram aceitas, com indiciamento e citação dos nomes dos responsáveis. O mesmo aconteceu com a CPI dos Correios, em Brasília, que investigou o "mensalão". Lá, foram pedidas 19 cassações de deputados.
O presidente da CPI do Desmonte atual, deputado Chico Aguiar (PSB), saiu em defesa do relatório divulgado ontem. "Quem vai tipificar (os crimes) é o Ministério Público", argumentou ele, sobre o fato de não haver indiciamentos. O deputado também defendeu a não citação dos ex-prefeitos na conclusão dos relatórios parciais. "No corpo do relatório já vem dizendo os responsáveis"

O vice-presidente da comissão, deputado Nelson Martins (PT), ressalta que no relatório consta o enquadramento do ex-gestor no artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal, que fala em improbidade administrativa". Nelson não soube comentar a diferença entre o relatório de ontem e o da CPI de nove anos atrás. "Eu não li o relatório de 97", justifica.

OS MUNICÍPIOS  INVESTIGADOS 

Acarape, Acaraú, Aracoiaba, Baturité, Campos Sales, Caridade, Caririaçu, Capistrano, Cariús, Choró, Crateús, Fortaleza, Hidrolândia, Ibaretama, Icapuí, Icó, Iguatu, Independência, Itapipoca, Jaguaretama, Lavras da Mangabeira, Milhã, Morada Nova, Paraipaba, Penaforte, Reriutaba, Salitre, São Benedito, Senador Pompeu, Senador Sá, Solonópole, Trairi, Uruburetama e Várzea Alegre.
Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Fotógrafo Paulo Holanda  em plena atividade
Dcumentando o evento e a história

Conheça a Plataforma para um município decente e democrático elaborada pela FETAMCE:

Sistema Municipal de Trabalho Decente

Instituir através de Lei Municipal a Mesa de Negociação Coletiva Permanente, regulamentar o Regimento Interno por Decreto e dotar de meios operacionais para seu pleno funcionamento;

Institucionalizar o Conselho de Relações de Trabalho (CRT) no Serviço Público Municipal e as Organizações por Locais de Trabalho (OLT) através de Comissões, Comitês ou Conselhos;

Implantar mecanismos para denúncia de limitação da atividade sindical através de um DISQUE DENÚNCIA ou OUVIDORIA com o intuito de identificar e corrigir atitudes que prejudiquem a liberdade de organização sindical;

Realizar concurso público para acabar com a terceirização dos serviços públicos municipais, bem como eliminar a transferência de recursos públicos para Organizações Sociais;

Criar um Plano Municipal de Fortalecimento do Sistema Previdenciário a partir de um Novo Pacto Geracional e que assegure o direito constitucional à aposentadoria digna;
Agilizar a criação e implementação de Planos de Cargos, Carreira e Remuneração, especialmente para os setores da Saúde e Técnicos Administrativos buscando assegurar a equidade de remuneração entre homens e mulheres;

Implantar Programa de Valorização dos (as) Trabalhadores (as) no Serviço Público Municipal contemplando metas voltadas para a Saúde e Segurança no Trabalho, Melhoria das condições físicas e de equipamentos nos locais de trabalho, acesso às políticas específicas de Habitação, Cultura e Crédito;

Cumprir a Lei do Piso Salarial Profissional Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação Básica previsto na Lei   11.738/08 ;

Reconhecer o sindicato dos servidores públicos municipais, liberando os dirigentes, descontando a mensalidade dos sócios e implantando a Negociação Coletiva;

Formular e implementar uma política de saúde do\a trabalhador\a e combate ao assédio moral buscando a prevenção e a reparação dos danos causados;

Projeto Local sobre Transparência e Controle Social

Convocar todos os setores da sociedade civil local para a participação efetiva em conselhos, nas conferências , audiências públicas, plebiscitos e referendos, entre outros, ou seja, nos processos de decisão, monitoramento e avaliação, assim como cumprir as resoluções aprovadas nestas instâncias de gestão democrática;

Tornar públicas, transparentes e abertas todas as informações da administração municipal, os indicadores da cidade e os dados orçamentários;

Promover a cooperação e as parcerias entre os municípios vizinhos, outras cidades, regiões metropolitanas e outros níveis de administração ampliando os resultados e promovendo o desenvolvimento territorial;

Instituir Mesas de Negociação no Setor Público Municipal como espaços de diálogo, transparência e negociação de medidas administrativas e financeiras de valorização da categoria;

Instituir Ouvidoria Municipal como um canal direto de diálogo do cidadão com o Estado, dando sentido individual à participação social e com objetivo de possibilitar aos cidadãos buscar informações, avaliar, criticar e aperfeiçoar os serviços e as políticas públicas;

Desenvolver o Orçamento participativo constituindo-se em um processo no qual a sociedade tem a oportunidade de opinar, debater e deliberar sobre matérias inerentes a despesas públicas. Assegurar no Plano Plurianual, na Lei de Diretrizes Orçamentária e na Lei Orçamentária Anual, diretrizes e índices de reajuste salarial e programas de valorização dos Servidores Públicos Municipais;

Criar uma campanha de educação e sensibilização do usuário dos serviços públicos municipais sobre a Convenção 151 da OIT (Organização Internacional do Trabalho, da ONU), que estabelece o princípio da negociação coletiva entre trabalhadores públicos e os governos;

Pacto de Combate a Pobreza Local

Formular um Pacto de Combate a Pobreza Local em parceria com todos os setores da sociedade e as três esferas de Poder (municipal, estadual e federal) estabelecendo metas, estratégias e recursos;

O referido Pacto deve apresentar dois Planos Específicos de Combate a Pobreza Local, sendo um PLANO DE COMBATE A POBREZA RURAL e outro PLANO DE COMBATE A POBREZA NA CIDADE;

O Plano de Combate a Pobreza Rural deve contemplar ações de acesso a terra, crédito, tecnologia, água e assistência técnica potencializando a agricultura familiar sustentável e agroecológica. O combate ao trabalho infantil e escravo assim como as políticas setoriais de saúde, educação, moradia e assistência devem integrar de forma intersetorial este plano;

O Plano de Combate a Pobreza na Cidade deve por sua vez realizar ações de qualificação profissional, educação formal, geração de oportunidades de emprego e renda, redução do déficit habitacional com melhorias e construções de moradias, bem como políticas públicas de saúde, educação, cultura e assistência social;

Em ambos os Planos de Combate a Pobreza deve-se focalizar ações com recortes de gênero, geração, raça e orientação sexual buscando a implementação de uma política afirmativa e inclusiva;

Realizar um Mapeamento da Pobreza Local identificando as pessoais mais pobres para incluí-las no Sistema Nacional de Combate a Pobreza através do Programa Brasil sem Miséria;

Constituir equipes técnicas para executar as políticas, programas e projetos sociais através da contratação de profissionais das áreas de assistência social e similares.
Agenda Cidades Sustentáveis do Ceará

Implementar uma gestão eficiente que envolva as etapas de planejamento, execução e avaliação;

Reforçar os processos de Agenda 21 e outros que visam ao desenvolvimento sustentável local e regional e integra-los, de forma plena, ao funcionamento da administração em todos os níveis;

Realizar uma gestão integrada e eficiente para a sustentabilidade, baseada no princípio da precaução sobre o Ambiente Urbano e seus entornos;

Estabelecer metas e prazos concretos face aos Compromissos da Plataforma Cidades Sustentáveis, bem como um programa de monitoramento destes Compromissos;

Assegurar a importância das questões de sustentabilidade nos processos de decisão nos níveis urbano e regional, assim como uma política de gestão de recursos baseada em critérios de sustentabilidade sólidos e abrangentes;

Garantir a transparência administrativa e envolver atores diversos para monitorar e avaliar o desempenho da gestão, tendo em vista o alcance das metas de sustentabilidade estabelecidas



Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará
 LINKS SOBRE DESMONTES NO CEARÁ DESDE 1997 – IMPRENSA FALADA E TELEVISIVA








CONFIRA MAIS FOTOS DO EVENTO DEMOCRÁTICO E HISTÓRICO QUE REPRESENTA DEMOCRACIA DE FORMA DIRETA EXERCIDA PELO POVO - PODER ORIGINÁRIO - EM DEFESA DA DIGNIDADE HUMANA E DA MORALIDADE PÚBLICA:

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Estudantes em apoio à luta sindical
Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Estudantes em apoio à luta do servidores
Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

AS RUAS DO CENTRO DE FORTALEZA FICARAM PEQUENAS - A POPULAÇÃO APOIOU!
Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

O Dr. Frid também estava lá
Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

O Dr. Valdecy Alves também compareceu
Servidores aos Milhares e Sindicatos de Todo o Estado do Ceará - Liderados pela FETAMCE
Em Caminhada pelas Ruas de Fortaleza - Em defesa  do Trabalho Decente e
Contra o Desmonte Criminoso das Prefeituras do Estado do Ceará

domingo, 26 de agosto de 2012

UMA POESIA QUE DIVIDO COM A HUMANIDADE - DEVOLVO EM FORMA DE FRAGMENTO POÉTICO O MUITO REFLETIDO DO QUE RECEBI DE TODOS - OBRIGADO!

Luz como símbolo de maior riqueza: O saber!
Foto: Science News - física quântica


POEMA DE UMA MANHÃ DE DOMINGO
                   De: Valdecy Alves


Você,
Homem mais rico do mundo
Se toda sua vida é para preservar
Cada centavo de sua riqueza
Nunca será além de um mísero ser
Pois a verdadeira riqueza deve ser o racional uso dos bens
Transformados em meios para o bem estar pessoal e coletivo
Não há maior miserável que aquele
Que se deixa transformar em meio para os seus bens!

Você,
Maior miserável entre os miseráveis do mundo
Se a sua vida é lamentar e esperar o milagre continuamente
É na sua omissão que se alicerça toda a sua miséria...
Tornou-se um milionário em matéria de  miséria
Acabando por aderir a um masoquismo
Fazendo da miséria uma fonte de prazer...
A maior das misérias é acomodar-se na omissão!

Você,
Maior analfabeto e maior ignorante
Servo dócil dos que lhe jogam as migalhas
Dos alimentos e do saber
Que sem você seriam lavagem aos porcos
Que sem você seriam superstições primitivas
Sabendo ou não como situar-se
No universo político e social
Sofre ao mesmo tempo como o mais rico e o mais miserável
Pois sente-se rico ao receber a lavagem
Pois sente-se milionário ao aderir à superstição
É aquele que se ver como não é
E é perfeitamente visto como é
Sobretudo por aqueles que o iludem!

Você,
Político estelionatário e mentiroso
Câncer, verme e vírus a um só tempo
O mesmo vale para falsos legisladores e julgadores corrompidos
Na Estrutura do Estado que deveria ser libertador
Da necessidade, da ignorância, da injustiça...
Sanguessuga do excesso da seiva em que se afoga
Que há muitos falta e causa morte física e espiritual
Você... Você mesmo!
Será sempre a própria vítima do seu estelionato
Ás vezes morto pelo assaltante que não teve acesso ao trabalho
Outras vezes pelo motorista embriagado que não teve acesso à educação
Algumas vezes pelo seu colega político que você enganou
Aos dividir as verbas da corrupção
Se viver em demasia morrerá envergonhado de si mesmo
Se viver pouco o mínimo usufruirá do roubado...

Rico verdadeiro
É o que é capaz de canalizar o ter para ser
Rico é o que faz da miséria seja de ter, seja de saber
Combustível para revolução de paradigmas
Rico é o que sabe para continuar buscando sempre saber
E sempre partilhar o pouco que sabe
Rico é o analfabeto que busca a leitura
Rico é o ignorante que busca a sabedoria
Por todas as ferramentas possíveis, sejam da razão, sejam do sentir...
Que saibam que é possível sempre construir um mundo melhor e mais justo
Que é necessário cada vez mais enriquecer o patrimônio
Cultural e espiritual da humanidade
Sempre... sempre... tendo a luz do sol como guia
Para nunca se deixar de crer num novo amanhã
Sempre... sempre melhor que o dia anterior!

                              Fortaleza (CE) - 26/08/2012- D.C.
Related Posts with Thumbnails