terça-feira, 13 de março de 2018

ANTONIO CONSELHEIRO NASCEU EM 13 DE MARÇO DE 1830 EM QUIXERAMOBIM - HÁ 188 ANOS - UM HOMEM QUE ATÉ HOJE É FUNDAMENTAL PARA O BRASIL VER A SI MESMO - A GUERRA DE CANUDOS É UM ESPELHO PARA QUE O BRASIL POSSA CONTEMPLAR-SE E CONSERTAR SEUS MAIS TERRÍVEIS DEFEITOS - MAS OS GOVERNANTES DO BRASIL NÃO APRENDEM COM A HISTÓRIA - POR ISSO CANUDOS VIVE E O BRASIL IMPLODIRÁ SE NÃO FIZER SUA CRÍTICA HISTÓRICA E CONSERTAR OS ERROS SECULARES QUANTO À ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - ECONOMIA E JUSTIÇA SOCIAL... UM VIVA A ESSE CEARENSE! VIVA A ANTONIO CONSELHEIRO!



Em exposição no Parque Estadual de Canudos - Canudos - Bahia
Foto: Valdecy Alves



ANTONIO CONSELHEIRO - LÍDER MESSIÂNICO  DE CANUDOS - ONDE HOUVE A GUERRA DO FIM DO MUNDO - CAPAZ DE ENSINAR O BRASIL COMO SER DIFERENTE E SER JUSTO - MAIOR GUERRA CIVIL DA HISTÓRIA DO BRASIL: Em 13 de março de 1830, nascia em Quixeramobim, antiga Vila de Campo Maior, Antonio Vicente Mendes Maciel, conhecido mundialmente como Antonio Conselheiro. Fundador de Canudos. Cidade vitimada por uma guerra civil, a maior do Brasil, onde morreram, segundo relatos, mais de 30 mil pessoas. Como todo sertanejo, mestiço. Antonio Conselheiro descendia dos homens livres, sem nada, só possuindo a liberdade e um ser humano sem bens, COMO A MAIORIA DOS HOMENS LIVRES DO BRASIL, verdadeiramente, na miséria absoluta, não é livre. Conviveu com a escravidão e os terríveis coronéis. Por ter a letra muito bonita acabou trabalhando em cartório, depois com o juiz da Comarca, aprendendo leis e noções de latim. Como não existiam advogados acabou sendo rábula, advogado nomeado pelo juiz para defender os pobres. ATÉ, DEVIDO A DESTRUIÇÃO DE SUA FAMÍLIA, POR BRIGA COM A FAMÍLIA ARAÚJO E POR TER PERDIDO A MULHER, resolveu ser um peregrino sertão afora. Pelas estradas do Sertão do Nordeste...  E aí como homem culto, excelente orador, deu início à sua história e marca a história do Brasil, que precisa ser mudada, é isso que pede a Guerra de Canudos... é isso que denuncia Canudos... que não foi ainda escutada... pelo contrário... tentaram até apagar Canudos da História... Mas não há como apagar Canudos... Pois Canudos é um aviso... um recado... uma placa na Caminhada do Brasil... uma exigência histórica... dizendo o tempo todo: OU O BRASIL MUDA... OU APRENDE COM SEUS ERROS... OU CANUDOS RENASCERÁ... COM NOVAS ROUPAGENS...  COMO NOVO FENÔMENO SOCIOLÓGICO... Canudos é um despertador que toca insistentemente para que o Brasil acorde... que trate todo o seu povo como filhos de uma mesma nação... POIS A PÁTRIA MÃE GENTIL É APENAS UM SONHO... UMA UTOPIA... NÃO É UM FATO... E CANUDOS É A PROVA DISSO!

Em exposição no Parque Estadual de Canudos - Canudos - Bahia
Foto: Valdecy Alves

COM O FIM DA ESCRAVIDÃO OS ESCRAVOS MISERÁVEIS JUNTARAM-SE AOS MESTIÇOS  SERTANEJOS JÁ LIVRES SOMANDO SUAS MISÉRIAS NAS ESTRADAS E NAS GRANDES PERIFERIAS DAS CIDADES:  São tratados com desprezo... os negros por serem negros... ex-escravos... os mulatos, por terem sangue negro... os mestiços com índios por terem sangue índio... e nunca tiveram nada... nem terra... nem gado... nas secas são os retirantes... eles são os devotos de Beato Lourenço... eles são os guerreiros do Contestado... eles são os devotos de Padre Cícero... No imaginário popular grandes heróis e são heróis mesmo.... como vaqueiros... cangaceiros... tropeiros... jangadeiros... depois a população de periferia.... das favelas... E só foram e são vistos como mão de obra... barata... produtora de riqueza para os outros... votos... jagunços dos coronéis inescrupulosos... agregados sem eira... nem beira... Se ousam buscar liberdade... se ousam livrar-se da tirania... se ousam deixar para trás a escravidão que continua existindo... são mortos... decapitados... perseguidos... E POR ISSO CANUDOS VIVE... POR ISSO CONSELHEIRO VIVE... Porque essa desigualdade social... essa exploração de mão de obra... essa exclusão social... continuam!  SE NÃO HOUVER MUDANÇA, JAMAIS SEREMOS UM SÓ POVO... JAMAIS SEREMOS UMA GRANDE NAÇÃO... CANUDOS É O MAIOR EXEMPLO DO  QUE PODE ACONTECER NOVAMENTE... MAS PODE ACONTECER... POIS NADA MUDOU... POR ISSO CANUDOS VIVE... POR ISSO CONSELHEIRO VIVE! POIS A INJUSTIÇA SOCIAL E A EXCLUSÃO SÃO AS REGRAS...

Em exposição no Parque Estadual de Canudos - Canudos - Bahia
Foto: Valdecy Alves

FORAM VÁRIAS EXPEDIÇÕES DO EXÉRCITO  DERROTADAS NA GUERRA DE CANUDOS - ARMADO COM ARMAS AUTOMÁTICAS E CANHÕES - LUTANDO CONTRA SERTANEJOS COM ESPINGARDAS DE SOCA E FACÕES - UM GENOCÍDIO - UMA TENTATIVA DE APAGAR OS EFEITOS DA MISÉRIA DA MAIORIA DO POVO PELA VIOLÊNCIA - QUANDO A PRÓPRIA MISÉRIA JÁ É UMA DAS PIORES VIOLÊNCIAS: O Brasil, como nação, ainda em construção e seu processo passa pela compreensão exata de Canudos, sua história, seus porquês... passa pela história de Conselheiro, sertanejo forjado nessa realidade sociológica do Nordeste do Brasil, palco do encontro das 03 raças, das 03 culturas, do racismo, da monocultura, de uma raça que se julgava superior e subjugou as outras duas raças, apesar de toda mestiçagem genética e cultural. E NESSE CALDEIRÃO... DE CAOS POLÍTICO... DE CAOS SOCIAL... O Brasil ainda a se formar... e não será inteiro, nem perfeito, se ignorar Canudos, se ignorar Conselheiro e todas as causas, que forjaram e forjarão Conselheiros e novas Canudos... Aí estão as forças armadas novamente nas ruas... nas favelas... em pleno Século XXI...  Em pleno 2018! Canudos Vive! Conselheiro Vive... Precisam ser ouvidos... Não se acalma a fúria de um vulcão em erupção com mais violência... lançando dinamites em sua cratera... que ilusão! BRASIL, HORA DE MUDAR! HORA DE APRENDER COM A HISTÓRIA! HORA DE ACORDAR COM OS ERROS! HORA DE JUSTIÇA SOCIAL! HORA DE SER UMA NAÇÃO! SEM GUERRA CIVIL... CANUDOS VIVE! CONSELHEIRO VIVE!

Deste local o mais poderoso dos canhões bombardeou Canudos constantemente

NO SEU LIVRO " OS SERTÕES " - UMA OBRA-PRIMA - O RACISTA EUCLIDES DA CUNHA - IMORTALIZOU A HISTÓRIA DE CANUDOS - ESSA NOVA JERUSALÉM - ESSA PASÁRGADA - E DE CONSELHEIRO - ESSE MOISÉS - ESSE PROFETA DOS SERTÕES: No seu livro "Os Sertões" o jornalista e escritor Euclides da Cunha, que acompanhou a Guerra de Canudos, como repórter do Jornal " O ESTADO DE SÃO PAULO " imortalizou todo o fato histórico, um dos mais importantes do Brasil e do Mundo.  COMO A LUTA DOS JUDEUS CONTRA OS ROMANOS... Pois como dizia Capistrano de Abreu sobre o povo brasileiro...

"A mim preocupa o povo, durante três séculos capado e recapado, sangrado e ressangrado”.


O fato não acabou nos primeiros 300 anos de colonização portuguesa. Pois continuam,  500 anos depois, em pleno Século XXI, sobretudo os políticos brasileiros juntamente com empresários inescrupulosos a capar e a recapar o povo... a sangrar e a ressangrar esse mesmo povo. Uma parte do povo brasileiro continua colonizando o Brasil e tratando a maioria do seu povo como escravos ou quase escravos. POR ISSO CANUDOS VIVE! CONSELHEIRO VIVE! 


Homenagem a  Conselheiro no lugar onde acampou o exército

VALE A PENA TRANSCREVER AS PALAVRAS FINAIS DE EUCLIDES DA CUNHA - GENIAL E RACISTA CRUEL - NARRANDO O FIM DA GUERRA DE CANUDOS QUE NÃO SE RENDEU - EM PLENO SERTÃO DA BAHIA: Olha a beleza da descrição... embora Euclides da Cunha, das notas preliminares a todo o teor do seu romance " OS SERTÕES" mostra-se racista, discriminando todos os mestiços e declarando a superioridade da raça europeia. O que é um absurdo. Eis o final do livro:


[...] Fechemos este livro. Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda a história, resistiu até ao esgotamento completo. Expugnado palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5, ao entardecer, quando caíram os seus últimos defensores, que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosamente 5 mil soldados. Forremo-nos à tarefa de descrever os seus últimos momentos. Nem poderíamos fazê-lo. Esta página, imaginamo-la sempre profundamente emocionante e trágica; mas cerramo-la vacilante e sem brilhos. Vimos como quem vinga uma montanha altíssima. No alto, a par de uma perspectiva maior, a vertigem. . . Ademais, não desafiaria a incredulidade do futuro a narrativa de pormenores em que se amostrassem mulheres precipitando-se nas fogueiras dos próprios lares, abraçadas aos filhos pequeninos... E de que modo comentaríamos, com a só fragilidade da palavra humana, o fato singular de não aparecerem mais, desde a manhã de 3, os prisioneiros válidos colhidos na véspera, e entre eles aquele Antônio Beatinho, que se nos entregara, confiante — e a quem devemos preciosos esclarecimentos sobre esta fase obscura da nossa História ? Caiu o arraial a 5. No dia 6 acabaram de o destruir desmanchando-lhe as casas, 5.200, cuidadosamente contadas.  


Açude de Cocorobó - Construído para que Canudos seja esquecida - Mas não pode ser esquecida
Cicatriz na História do Brasil que permite o Brasil conhecer-se melhor e parar com seus erros históricos

Entrada do Parque Estadual de Canudos
Canudos - Bahia


Valdecy Alves em Canudos
VEJA MATÉRIAS QUE ESCREVI SOBRE CONSELHEIRO E CANUDOS - ALÉM DE VÍDEOS

http://valdecyalves.blogspot.com.br/2013/03/antonio-conselheiro-nasceu-ha-183-anos.html





CONHEÇA A CASA EM QUE NASCEU ANTONIO CONSELHEIRO NA CIDADE DE QUIXERAMOBIM











Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails