domingo, 8 de fevereiro de 2009

Professor - Quem aí quer ser professor ? - Prefeitos que assassinam sonhos dos professores


“ ESTUDOS RECENTES DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA trazem dados preocupantes: em 2005 formaram-se 80.532 professores habilitados em nível superior no Brasil; em 2006 o número de professores caiu para 73.679 professores; já em 2007, apenas 70.507 pessoas escolheram formar-se com objetivo de serem professores. Em 02 anos diminuiu a quantidade de pessoas que se formaram para ser professores em 14%. CONCLUSÃO IMEDIATA: menos pessoas desejam ser professores.”
Diante dos dados acima, ou melhor, nem que não existissem os dados acima, você que não se formou ainda, tem interesse em se formar para ser professor, ainda mais dos quadros de qualquer município do Brasil ??? Você que tem filho concluindo o 2º grau, que ainda não sabe que carreira seguir, tem coragem de dizer: MEU FILHO FORME-SE PARA SER PROFESSOR, ESTÁ CHEIO DE CONCURSO NOS MUNICÍPIOS DO BRASIL. ASSIM TERÁ UMA BELA CARREIRA !

Os professores não têm carreira garantida; não tem bolsas para formação contínua; têm planos de carreira que não são observados e que pioram a cada reforma; sofrem todo tipo de politicagem anualmente quando são lotados, sofrendo transferências abusivas; têm vale-transportes cortados; auxílio –alimentação negados; têm negadas licença saúde; roubam-lhes as horas para atividades extra-classe; faltam condições adequadas de trabalho e a maior parte do repasse das verbas do FUNDEB, de cujo total 60%, no mínimo, veja bem: no mínimo, não no máximo, seria para os salários dos professores, ESTÃO SENDO DESVIADOS... Só alguns exemplos, por fim, se os professores não viram cabos eleitorais dos prefeitos e vereadores, que indicam seus diretores de confiança para escolas, verão o que é o inferno... NUM AMBIENTE ASSIM, SÓ UM LOUCO SONHARÁ EM SER PROFESSOR !

O estudo do MEC concluiu que faltam professores para letras, geografia, química e filosofia, o que faz com que cerca de 300 mil professores dêem aula noutra área que não é a sua específica. O que sem dúvida compromete a qualidade da educação. Alguém formado em história dando aula de física é como o goleiro jogando no ataque do time. QUE QUALIDADE TERÁ TAL EDUCAÇÃO ? QUE MOTIVAÇÃO TERÁ TAL PROFESSOR ?

CASOS ESCABROSOS: No Município de Pentecoste, Ceará, para acomodar os amigos mais perto de casa e os inimigos serem transferidos para distante, professor de matemática foi encarregado de dar aula de inglês, quando só sabia dizer: I Love You, enquanto o formado para dar aula de inglês foi dar aula de matemática; no Município de Tamboril colocaram professor para fazer papel de auxiliar de serviços gerais, varrendo escola, pois tal professor não votara no prefeito vencedor; no Município de Monsenhor Tabosa, professor ganha abaixo do salário mínimo nacional; Em Penaforte, onde o coveiro tem direito a receber insalubridade e pode ser analfabeto, o professor ganhava menos que um coveiro mesmo com nível superior; em Carnaubal os professores com nível médio, nível superior e pós-graduados ganham o mesmo piso. São tratados igualmente, mesmo tendo diferentes habilitações... Em Municípios como Ipaumirim, Potiretama, Guaraciaba do Norte, Miraíma, Ibicuitinga, nos últimos anos, mesmo com estabilidade adquirida via concurso, professores foram demitidos, sem o devido processo, sem direito à defesa, para darem lugar a contratados que votaram nos prefeitos vencedores. Um psicopata mata alguns, um mau prefeito com um mau secretário de educação, o que é regra geral, matam gerações com todos os seus sonhos. Nesse universo desvirtuado o PROFESSOR QUE SEQUER É CIDADÃO, COMO FORMARÁ O ALUNO PARA CIDADANIA ???

Esse é o pior dos desmontes. Pois desmonta o futuro das gerações em construção, de toda a sociedade e do país. E os principais violões dessa história são os prefeitos sem compromisso com a educação, seus secretários de educação, cuja autonomia e competência, não vai além do puxa-saquismo e do parentesco, salvo raras exceções, os diretores que eles nomeiam, para controlar o curral eleitoral em que foram transformadas a maioria das escolas. Diretores eleitorais ou sanguíneos, não diretores escolares ! NESSA REALIDADE EDUCAÇÃO E CIDADANIA PODEM SER TUDO, MAS JAMAIS PASSARÃO DA FRONTEIRA DA PIADA DE MAU GOSTO !

A ordem é a seguinte quanto aos problemas de educação: primeiro é caso de polícia (ROUBO DAS VERBAS DO FUNDEB); segundo é caso de improbidade (POIS TODA POLÍTICA EDUCACIONAL ESTÁ SENDO DESVIRTUADA); terceiro é caso de assédio moral (PROFESSORES ESTÃO SENDO TORTURADOS); quarto é caso eleitoral (A JUSTIÇA ELEITORAL NÃO DEVERIA CONCEDER REGISTRO DE CANDIDATURA PARA QUEM PERSEGUE A EDUCAÇÃO E OS EDUCADORES). Com a palavra os tribunais de contas, a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual, o Ministério Público Federal e a Sociedade na hora de votar. Ou todas reagem ou todos continuarão sendo vitimados no presente e no futuro ! Ei, você aí, quer ser professor ? Quer que sua filha seja professora ?

4 comentários:

Robério Fernandes disse...

Matéria de valor expressivo, Dr. Valdecy. Há professores no Brasil que ganham dinheiro suficiente que os levam a comprar carros, apartamentos, pagarem faculdade particular aos filhos, etc. Mas, comparado ao total de professores existentes, é uma proporção mínima, inexpressiva, quase invisível. Esses são apenas aqueles que conseguiram chegar ao magistério em Universidades Federais ou, excepcionalmente, a grandes escolas ou cursinhos particulares. Mas para chegar lá, é preciso enfrentar as intermináveis barreiras existentes, muitas das quais conhecidas por todos. Porém, ser professor municipal é, indubitavelmente, um ato de heroísmo, porquanto sabemos dos percalços, do tratamento recebido pelo gestor municipal - salvo raras exceções - de modo que é completamente desestimulador persistir em tal profissão. E deveria ser o inverso, porque o ensino elementar, o ensino fundamental, este sim, precisa cuidados especiais (daí que muitos defendem a federalização do ensino fundamental). Vergonhoso mesmo é o modo como o funcionalismo público é tratado por novos gestores - no caso aqui, o professor. A menção feita a permutas e a remoções é um fato inquestionável. Ocorre a céu aberto. Debaixo das biqueiras do Poder Judiciário, do Legislativo, do Ministério Público, da sociedade. Lamentavelmente, aqueles que, na teoria, têm o dever de fazer prosperar, fortalecer a democracia, na prática, militam inversamente....INFELIZMENTE!! Refiro-me aos Prefeitos. E o mais espantoso é que entram dissimulados e saem dissimulados (uma referência a muitos prefeitos) e a sociedade termina, muitas vezes, não exergando isso. Fico me perguntando qual o Município que não padece dessa doença!! Ah, mas eis que há uma escapatória - diriam os titulares da pasta e seus asseclas - o Prefeito tem direito ao uso do Poder Discricionário!! ÓÓÓHHHH, que escapatória!!! Por que precisam de capa para sobreviverem na gestão? Ocorre que para muitos isso nem capa é e uma meia inteligência já compreendeu a moral da história. Parabéns pelo artigo.

Robério Fernandes disse...

E sabe por que os prefeitos atuam assim? Porque estão convictos de que não serão punidos!! "A formiga sabe a folha que corta".

Melies kubrik disse...

por que tanta discriminação contra a mulher? pq tanta violência eu não aceito sou um ser tam bem

Anônimo disse...

Poxa passei em un concurso para ser professor federal, mas na iniciativa privada recebo tres vezes mais.
Fico triste com essa diferença, mas a loucura vai ser feita, acho que no final do mes, vou aceitar e partir para essa briga.
Seja a vontade Dele !

João

Related Posts with Thumbnails