quarta-feira, 25 de março de 2009

Poesia vencedora do II Prêmio Ceará de Literatura 1994 - Publicação - 1995 - Página 213 - de Valdecy Alves




Para ler, refletir e compartilhar...



Crença Genérica



Enquanto desabrocharem as flores
Mesmo enegrecidas pela fuligem,
Enquanto vir crianças travessas
Brincando felizes, inocentes, indomáveis
Olhos brilhosos de alegria e esperança,
Mesmo num mundo onde se planta a guerra
Colhendo-se violência no dia-a-dia
Acreditarei na vida...

Que também encontra fundamento
No olhar materno ao frágil bebê,
No filhote da ave rompendo o ovo,
Na força do mistério da sedução,
Na melodia despertadora de sonhos,
No cantar dos últimos pássaros,
Nos resquícios dos antigos bosques...
--------------------------------------------------
Por tudo isso creio profundamente na vida
Contudo há muito que não acredito no homem!
-
-
Valdecy Alves

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails