sexta-feira, 13 de agosto de 2010

CANÇÃO EM HOMENAGEM À FRATERNIDADE E À AMIZADE! A VIOLÊNCIA JAMAIS VENCERÁ!

Ludwig Van Beethoven é um dos maiores compositores de todos os tempos. Sua criação é monumental. Sua obra-prima é a Nona Sinfonia, que também é uma das mais belas obras produzidas pela humanidade. O quarto movimento, inspirado por um belíssimo poema de um grande poeta alemão chamado Friederich Von Schiller é um verdadeiro hino à fraternidade entre os homens e entre os povos. Uma afirmação da vida, da sociedade humana, do otimismo, do sonho... uma passarela que conduz à certeza que a beleza existe, a harmonia produzindo em quem ouve um sentimento de que todo sonho, a construção do paraíso sonhado, e à certeza que todo utopia é possível.

Sinta através da música, cantada por Nana Mouskouri, tendo como cenário Atenas,  na Grécia,   vibrar em você o idealista e o sonhador que pode estar um pouco extenuado, pessimista, mas que não está morto. E no sonhador mais ferrenho haverá de duplicar a energia do seu sonhar. Abaixo o vídeo, um pouco além a letra em português do belo poema inspirador. PARA OUVIR, SENTIR, ACREDITAR NA UTOPIA E JAMAIS DESISTIR DE SONHAR! Algo igual só no movimento das galáxias, no despertar da primavera, na dança dos elétrons, na beleza feminina, na constância das ondas do mar...





EIS O BELÍSSIMO POEMA DE SCHILLER:


Ode à Alegria
(An Die Freude)

Oh amigos, mudemos o som!
Entoemos algo mais prazeroso
E alegre!
Alegria, formosa centelha divina,
Filha do Elíseo,
Ébrios pelo fogo entramos
Em teu santuário celeste!
Tua magia volta a unir
O que o costume rigorosamente dividiu.
Todos os homens se irmanam
Ali onde teu doce vôo se detém.
Quem já conseguiu o maior tesouro
De ser o amigo de um amigo,
Quem já conquistou uma mulher amável
Rejubile-se conosco!
Mesmo aquele que conquistou apenas uma alma,
Uma única alma em todo o mundo.
Mas aquele que falhou nisso
Que fique chorando sozinho!
Da alegria bebem todos os seres
No seio da Natureza:
Todos os bons, todos os maus,
Seguem seu rastro de rosas.

Ela nos deu beijos e vinho e
Um amigo leal até a morte;
Deu força para a vida aos mais humildes
E ao querubim para se erguer diante de Deus!
Alegremente, como seus sóis corram
Através do esplêndido espaço celeste
Se expressem, irmãos, em seus caminhos,
Exultantes como o herói diante da vitória.
Alegria, formosa centelha divina,
Filha do Elíseo,
Ébrios pelo fogo entramos
Em teu santuário celeste!
Enviem um beijo ao mundo todo!
Mundo, você sente a presença do seu Criador?
Pois milhões se abatem diante dele!
Abracem-se milhões!
Porque Irmãos, além do céu estrelado
Deve haver um Pai Amado!

3 comentários:

Josselene Marques disse...

Valdecy:

Quanta cultura, sensibilidade e beleza em um único espaço.
De minha parte, obrigada por este lindo presente.
Tenha um ótimo final de semana.
Abraço.

Suziley disse...

Prezado Valdecy:
Seu blog está muito lindo. Belos trabalhos. Belas produções artísticas. Bela militância advocatícia. E a postagem de hoje é um bálsamo para os nossos ouvidos, os nossos olhos e as nossas almas. Gostei. Que continue assim!! Parabéns! Um ótimo sábado, um ótimo final de semana ;)

Jodele disse...

Caro Valdecy,

Obrigada por alimentar as nossas almas com esperança, beleza e amor através dessa canção! Nenhum tipo de violência pode vencer, muito menos a violência moral que é silenciosa e perigosa, por isso manisfesto aqui a minha gratidão a você, que és atencioso e nos orienta a luz do conhecimento de nossos direitos! Que Deus o abençoe sempre!

Related Posts with Thumbnails