quarta-feira, 23 de novembro de 2016

POESIA DO ATIVISTA IRANI FOGAÇA: " O Cerco, a Seca Tudo Seco"

Irani Fogaça é arquiteto - especialista em urbanismo e ativista na luta pela cidadania
Está na foto pequena acima com microfone na mão - Nasceu e mora em São Paulo
Acompanha a Caminhada da Seca - Estudioso sobre Campos de Concentração
Esteve na 34ª Caminhada da Seca em Senador Pompeu

Abaixo, poesia que o ativista Irani Foçaga escreveu, falando através de versos da seca e dos campos de concentração das secas do Ceará. Irani Fogaça colou grau na Faculdade de Belas Artes de São Paulo (SP) com estudo e monografia sobre como preservar e ocupar os casarões do Campo de Concentração do Patu em Senador Pompeu Ceará. Quem quiser entrar em contato com ele, pode fazê-lo pelo Facebook. Abaixo a poesia que escreveu sobe o tema:


O Cerco, a Seca tudo Seco


A Cerca, a seca tudo seco
O Sofrimento, a seca tudo seco
A Luta,  a seca tudo seco
A Fé,  a seca tudo seco
A Esperança,  a seca tudo seco
O Otimismo, a seca tudo seco
A Ilusão, a seca tudo seco
O Descaso, a seca tudo seco
A Mentira, a seca tudo seco
A Ganância, a seca tudo seco
O Dinheiro, a seca tudo seco
A Sede, a seca tudo seco
A Fome, a seca tudo seco
A Morte, a seca tudo seco
O Cerco, a seca tudo seco


Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails