quarta-feira, 3 de junho de 2009

O Blog Completou mais de 10.000 visitas

Pieter Bruegel, A Torre de Babel



Agradeço a todos aqueles que têm visitado o meu blog, nos 05 continentes do mundo. O BLOG COMPLETOU 10 MESES DE EXISTÊNCIA. Com certeza, unidos pelas mesmas razões de pensar. Individualizarei os continentes através dos países que mais visitaram o meu blog, estendendo às demais nações meus agradecimentos. Através dos portugueses dirijo-me à Europa; através dos Estados Unidos agradeço à América, onde também milhares de brasileiros, meus conterrâneos navegaram por meus artigos; cumprimento a África através de Moçambique; toda a Ásia através do Japão; Por fim obrigado Oceania, agora representada pelos australianos. Obrigado a todos que se irmanam comigo tendo como ferramenta de comunicação a língua portuguesa ou a sede de eterno aprender, pois mais infinita que o saber é a ignorância.

As matérias do meu blog foram traduzidas para vários idiomas, destacando os 05 primeiros mais utilizados: inglês, espanhol, alemão, francês e italiano. A vocês todos os meus mais profundos agradecimentos.

Uma das coisas que mais me contenta nas visitas ao meu blog é saber que, nos dias atuais, graças à INTERNET, ninguém precisa humilhar-se aos donos dos jornais, aos monopolizadores dos meios de comunicação, que escravizam os que querem comunicar-se e os que precisam ser comunicados. Sem falar na censura, na apropriação indébita das linguagens universais. Bendito o fim de todo monopólio e latifúndio comunicacional. Até porque as ondas eletromagnéticas espalham-se democraticamente por todo o espaço cósmico. Devem estar preocupados os senhores das ondas e de todas as formas de comunicação humana, que transformaram o que o Universo nos deu de graça e de forma inesgotável em mercadoria da mais pura manipulação e do lucro mais imoral. Ainda bem que não têm como cobrarem pela contemplação da lua e das estrelas.

Não tenho saudades dos dias quando escrevia uma poesia e não tinha a quem mostrar para ser lida... nem devem ter saudades de tal tempo os que precisavam ler e não tinham como ter acesso à cultura sem um poderoso intermediário... O universo é assim: uns têm boca, outros têm ouvido, muitos apreciam jornalismo, outros amam os versos... para cada sedento de saber há um produtor de saber, mas os meios eram tão limitados. Por isso um viva à internet, a mais sadia das anarquias, a mais nacional e internacional das ferramentas, sempre à disposição dos que aderiram à vida e fizeram do mundo um mundo de manifestações para os que amam a manifestação. Internet essa torre de babel onde todos se entendem. Eis, pois, meu manifesto de agradecimento e espero que continuem acessando o meu blog, postando os seus comentários, indicando para os seus amigos e amigas, sugerindo novas matérias...

Que a possibilidade de comunicar-se seja sempre tão infinita quanto à necessidade de comunicação e que todas as formas de comunicação sejam infinitas na forma, no acesso e na impossibilidade de ser apenas de alguns. A exemplo da luz e da própria noite universais, opostos que se fazem necessários ao realce um do outro, como no próprio jogo do amor, que leva à comunicação pelo olhar e depois pelo idioma dos corpos.

MUITO OBRIGADO E AGORA ESTAMOS RUMO AOS 20.000 ACESSOS!

3 comentários:

Samara disse...

Parabéns Valdecy Alves, por sua atitude de ir a luta e buscar os teus sonhos, as suas metas....

RUMO AS 20.000 VISITAS..

Robério Fernandes disse...

"Não tenho saudades dos dias quando escrevia uma poesia e não tinha a quem mostrar para ser lida... nem devem ter saudades de tal tempo os que precisavam ler e não tinham como ter acesso à cultura sem um poderoso intermediário..."

Deveras! Excelente esplanação (e desabafo).

A internet é, indiscutivelmente, um poderosíssimo instrumento de comunicação.

Aproveitando suas palavras, bom seria se todas as Prefeituras e Cãmaras Legislativas do Brasil criassem, virtualmente, Diários Oficiais, nos quais fossem publicados os atos administrativos, conforme um dos princípios contitucionais da administração pública. Seria mais uma promessa no sentido de que Estado e sociedade pudessem andar em sintonia.

No demais, parabéns pelas estatísticas.

.

Robério Fernandes disse...

Onde se lê ESPLANAÇÃO, leia-se EXPLANAÇÃO.

Related Posts with Thumbnails