domingo, 15 de abril de 2012

DISCRIMINAÇÃO - POEMA PARA DESINTEGRÁ-LA!

Só na soma da diferença que se chega à orquestra e à sinfonia
IGUALDADE É UM PRINCÍPIO - DISCRIMINAÇÃO É QUEBRA DE HARMONIA



DISCRIMINAÇÃO

                                              De: Valdecy Alves


O Francês discriminou o cigano
O cigano francês discriminou o sul-americano
O sul americano paulista discriminou o nordestino de Fortaleza
O nordestino de Fortaleza discriminou o conterrâneo da cidade do interior
O conterrâneo da cidade do interior discriminou seu conterrâneo da zona rural
O conterrâneo do meio rural discriminou o turista francês
Que era negro, estrangeiro e homossexual.

A discriminação é o alicerce
Do desintegrar social
É o solo para o fanatismo e  psicopatia 
É a certeza do fracasso individual
E uma das causas da derrota coletiva!
É como se uma nota da mesma sinfonia
Discriminando a outra nota musical
Só por ser diversa é tão única quanto ela
Quisesse ser unicamente a única
Sem ameaçar o equilíbrio sinfônico...
É pesadelo... Loucura...
Semente da destruição e do aniquilamento!


Paris – França
Abril de 2012

2 comentários:

Júlio César disse...

Perfeito Valdecy.

SINTASPMPR disse...

Super Poesia, odorei. muito bom Valdecy, alem de ótimo advogado você marca o seu talento também na literatura. Super bom.

abraços

Related Posts with Thumbnails