sexta-feira, 23 de agosto de 2019

CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO NA SECA DE 32 FORAM DEBATIDOS NO VII CURSO BRASILEIRO INTERDISCIPLINAR EM DIREITOS HUMANOS - COM PALESTRA - EXIBIÇÃO DE DOCUMENTÁRIO SOBRE OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO PATU - BURITI E CARIÚS NO CINETEATRO SÃO LUIZ EM FORTALEZA

Público que permaneceu até o final do debate no Cineteatro São Luiz
Após exibição do documentário CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DO PATU, BURITI E CARIÚS
Fotos: Mara Paula

CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DA SECA DE 32 FORAM DEBATIDOS NO  VII  CURSO BRASILEIRO INTERDISCIPLINAR EM DIREITOS HUMANOS - COM PALESTRA - EXIBIÇÃO DE DOCUMENTÁRIO SOBRE OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DO PATU - BURITI E CARIÚS - DA SECA DE 32 - NO CINETEATRO SÃO LUIZ  - EM FORTALEZA:  Dentro do evento promovido pelo Instituto Brasileiro de Direitos Humanos - IBDH -  juntamente com Instituto Interamericano de Direitos Humanos, em sua sétima edição, tendo como  tema: "O Desafio dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais”, com presença de vários professores e pesquisadores de outros países. Houve debate sobre os Campos de Concentração da Seca de 32, após palestra do Professor Humberto Cunha e exibição do documentário Campo de Concentração do Patu, Buriti e Cariús. 


Momento de exibição do documentário no Cineteatro São Luiz


Momento do início da palestra do Professor Humberto Cunha Filho 
PROFESSOR HUMBERTO CUNHA FEZ UM VERDADEIRO RESUMO DOS DIREITOS ECONÔMICOS - SOCIAIS E CULTURAIS NA HISTÓRIA DO CEARÁ DESDE O BRASIL IMPERIAL ATÉ OS DIAS ATUAIS COM FOCO NO ESTADO DO CEARÁ:  Terra de José de Alencar, criador do mito de Iracema, que mostrando o nascimento do Ceará foi adotado como mito de origem para toda América. Terra da luz, onde primeiro os escravos foram libertados e com participação popular. Terra que criou a primeira Academia de Letras no Brasil e que também teve a primeira mulher que entrou na Academia Brasileira de Letras. Terra de tantas outros fatos que dão orgulho e enaltecem o Ceará e o povo cearense. Mas terra também de pobreza, das grandes secas. Terra em que existiram campos de concentração antes dos nazistas. Terra onde os direitos econômicos, muita pobreza, os direitos sociais, a desigualdade, e os direitos culturais, uma vez analisados levam a muitas conclusões e à necessidade de tomada de medidas no presente e no futuro. O pensamento e a visão do Professor Humberto Cunha podem ser melhor compreendidos através dos seus livros, vários, que podem ser adquiridos nas grandes livrarias de Fortaleza.

Tem início debate com o público após palestra e exibição do documentário
Falando Dr. César Barros Leal - Procurador do Estado do Ceará - professor da UFC




O debate foi muito participativo e complexo 

O DEBATE SOBRE OS CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DAS SECAS DO CEARÁ À LUZ DOS DIREITOS ECONÔMICOS - SOCIAIS E CULTURAIS APÓS EXIBIÇÃO DO DOCUMENTÁRIO: Após a palestra e exibição do documentário " Campo de Concentração do Patu - Buriti e Cariús", produzido e dirigido por Valdecy Alves, de forma autoral e independente,  teve início o debate no auditório do Cineteatro São Luiz. As perguntas foram as mais variadas, podendo-se resumir, dentro da temática seguida da seguinte forma: QUANTO AOS DIREITOS ECONÔMICOS, o perfil dos concentrados se enquadra nos mais pobres, nos excluídos, nos mestiços, que nunca receberam terras, agregados miseráveis desde o período colonial, que tem o mesmo perfil do povo de Canudos, do povo do Caldeirão de Santa Cruz do Deserto, no Crato, dos devotos de Padre Cícero, que fazem de Juazeiro uma Nova Jerusalém, e dos que são mortos nas periferias das grandes cidades do Nordeste... DIREITOS SOCIAIS que não chegaram para todos, nem no passado, desde o Brasil colonial, até o presente, bastando ler as matérias da grande mídia que mostram o Ceará, em 2019, como o 4º colocado em pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza. Por isso sendo fundamental conhecer o passado, para que paremos de repetir os mesmos erros que causam toda a distorção social secular. DIREITOS CULTURAIS que através do cinema (documentário), do teatro, da literatura de cordel,  da música, dos grandes romances como O Quinze de Raquel de Queiroz, A Fome, de Rodolfo Teófilo, Os Retirantes, Cassacos... demonstram a força da cultura cearense, que dentre os grandes escritores tem José de Alencar e tantos outros que podem ser citados. ASSIM, DENTRO DO EIXO DOS DIREITOS ECONÔMICOS, SOCIAIS E CULTURAIS, o debate foi de alto nível e terá muitos bons desdobramentos no Ceará, no Brasil e através dos professores, estudiosos e pesquisadores de outros países presentes ao evento.



FOTOS DO PROFESSOR HUMBERTO CUNHA DURANTE SUA PALESTRA:













Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails