sábado, 3 de abril de 2010

Violência Nossa de Cada Dia - Esse Monstro Assustador! De que Monstro Vem?

Pintura Caim e Abel - Ticciano - 1570


Recentemente, foram divulgados dados da violência nos últimos 10 anos no Brasil. Após ler o Estudo resumi os principais ponto em tópicos adiante. Elaborado pelo Instituto Sangari, ligado à Universidade Federal de São Paulo (USP), http://www.institutosangari.org.br/mapadaviolencia/.

O presente artigo encontra-se calcado no valoroso estudo acima indicado. Abro o presente com uma poesia da minha autoria, do meu livro Embrionária, tendo a violência urbana como tema, inspirado por um caso real, ocorrido a 50 metros da minha casa, não o único, mas o que causou maior clamor na cidade de Fortaleza, Ceará:

Ao adolescente assassinado


O vermelho do teu sangue
Rimou com o vermelho do sinal
A tua vida se esvaindo
No respirar ofegante da mesma cor
Do ofegar do assaltante em fuga

Foste colocado num buraco
Feito na terra
Com a mesma violência
Do buraco a bala
Escavado em teu corpo !
Fugiste da vida
Para o estômago da terra
Como assassino sumindo
No escuro do beco
Para o estômago do nada
Homens
Células que se devoram
Cultura-câncer maligna !


Necessário entender a violência, oceano que nos ilha, antes que ela possa nos engolir ou devorar quem amamos, sem falar que a possibilidade de nos vitimar. SÓ A POSSIBILIDADE! Tira-nos o sono, atrapalha qualquer viagem, tortura qualquer mãe... Sendo a mesma que leva ao pânico tanto o motorista da cidade grande, que pára no sinal no perigoso cruzamento, como o motoqueiro que viaja numa estrada de terra, na visada moto, entre a sede de uma pequena cidade do interior e um distrito. Monstro que campeia na capital e chegou aos interiores mais miseráveis, antes da riqueza, antes das indústrias, antes da saúde e da educação de qualidade. Pior que a gripe H1N1, pois essa tem vacina, dez vezes pior que o mosquito da dengue, que pode ser combatido com eficácia, infinitas vezes mais temida que um raio, que mata aqui-e-acolá, que ocorre apenas nas chuvas, pegando os incautos. Violência, que acontece lá fora, mas que nasce de dentro do ser humano.

Violência que sequer é útil ao próprio agressor! Assim como no jogo só quem ganha é o dono da banca, na violência só quem ganha é quem vende a arma e no jornalismo, que faz disso ferramenta para alavancar audiências banhadas de sangue, temperada de vísceras, de lâminas de punhais ensangüentadas e cápsulas de pistola 380... Violência terror, palco de anúncios dos patrocinadores, que financiam o sadismo de alguns de cada dia! A tabela de homicídios abaixo colige todo tipo de homicídio ocorrido no Brasil, de 1997 a 2007, sem qualquer especificação:























A tabela acima demonstra o quanto o Estado de Alagoas mudou para pior, pulando do 14º Estado mais violento no ano de 1997, para 1º colocado em 2007. Alerta vermelho para alagoas. O Estado mais rico do Brasil, São Paulo, em 1997 era o 5º Estado mais violento, passando a ser o 25º, passando a figurar entre os três estados menos violentos. Como sempre foi a federação mais rica, a melhora nos índices deixa claro que o combate à violência depende de eficaz combate por parte de políticas públicas eficazes de segurança. O Estado do Ceará piorou, Pois em 1997 ocupava o 19 º lugar, passando para o 17º Estado mais violento. Ao contrário de São Paulo, a Política de segurança perdeu a eficácia, pois piorou. O Piauí, Estado paupérrimo, na totalidade de homicídios, entre os Estados menos violentos, só perde para Santa Catarina, que está entre os mais ricos. Também merece destaque o Distrito Federal, com a maior renda per capita do país, piorou, pulando do 6º lugar entre os mais violentos em 1997 para o 5º mais violento do Brasil em 2007.

A maior quantidade de vítimas situa-se entre os 16 anos e os 19 anos. Sendo que de 1997 a 2007, a quantidade de vítimas cresceu nessa faixa etária assustadoramente! Cerca de 24% a mais em 2007, que em 1997. Os jovens estão sendo caçados! Os filhos da pátria mãe gentil. EIS ALGUNS DADOS PARA SEREM ANALISADOS COM MUITA ATENÇÃO:

1) O Piauí é o Estado onde menos se matam pessoas de 0 a 19 anos. Um dos Estados mais pobres do Brasil, o menos violento! A pobreza dissociada da violência!
2) O Ceará é 16º Estado onde mais se matam adolescentes. Já foi pior!
3) O Espírito Santo é onde mais se matam jovens, seguido de Alagoas, Pernambuco, Distrito Federal e Rio de Janeiro, são os 05 Estados onde um jovem que tenha entre 16 e 19 anos não deve morar! Talvez tenha mais chance de sobreviver no meio de uma selva africana;
4) Segundo o Estudo, Maranhão, Pará e Alagoas, a quantidade de homicídios quase triplicou;
5) Por região no Brasil, a quantidade de homicídios de 1997 a 2007 aumentou em 97% na Região Norte; aumentou 76% na região Nordeste; 63% na Região Sul e aumentou 33% na Região Centro-Oeste;
6) Merece destaque a Região Sudeste, única Região onde a quantidade de homicídios diminuiu em 20%, entre 1997 e 2007, resultado de políticas, que poderiam ser imitadas pelas demais Regiões e Estados;
7) A nível de Brasil, entre o ano de 1997 e o ano de 2007, uma década, a taxa de homicídios, no geral, cresceu 17,8%. No ano de 1997 foram assassinadas 40.507 pessoas, já no ano de 2007 o número de vítimas chegou a 47.707;
8) Os homens são as maiores vítimas: entre os assassinados são 92%, entre os mortos em acidentes de trânsito são 85% e entre os suicidas 78%;
9) Houve queda da quantidade de homicídios nas capitais e nas 10 maiores zonas metropolitanas do Brasil.;
10) Por outro lado no interior do Brasil, em 1997 matavam cerca de 13 pessoas para cada 100 mil habitantes, em 2007 cresceu a quantidade de assassinados para 18 vítimas para 100 mil habitantes. Isto é, o percentual de homicídio aumentou no interior do Brasil em 38%;

Só para comparação, no ano 2000, o conflito entre palestinos e israelenses, segundo a Wikipédia, http://pt.wikipedia.org/wiki/Conflito_israelo-palestino, causou a morte de 4.390 pessoas, entre israelenses e palestinos. Uma guerra que mobiliza todo o Mundo e está todo dia nos principais jornais do mundo. No ano de 2000 o total de pessoas assassinadas no Brasil foi de 45.360 pessoas. Quase 10 vezes mais que numa guerra! Talvez a guerra mais durável e noticiada do mundo!

Tem sido dado muito foco à violência contra mulher, que realmente não tem como ser aceita! Mas se 92% das vítimas são do sexo masculino, a maioria entre os 16 e os 19 anos. Necessário mudar a prioridade do combate à violência. Até porque todas essas vítimas do sexo masculino deixam para trás mães de corações partidos. O Estudo aponta algumas propostas para combater a violência, entre elas:

• Promover políticas e estratégias que estimulem a plena inserção e o protagonismo dos principais atores e vítimas desse processo, os jovens e os negros;
• Articular esforços e iniciativas do setor público (nas esferas federal, estadual e municipal) e da iniciativa privada, das organizações não governamentais e da sociedade.
• Desenvolver estratégias que promovam o conhecimento, a revalorização e o fortalecimento das identidades de jovens e negros; bem como sua participação, como setor ativo e consciente, da construção da cidadania e do desenvolvimento do País.


A partir da própria Constituição Federal, faria algumas sugestões:

- Democracia participativa: mais que um direito é um dever! Não matar, não praticar violência, não andar armado, ser mais tolerante, respeitar a própria vida e a dos outros. Não podemos imaginar uma realidade social, onde os componentes da sociedade só possam esperar do Estado, como se não fosse membros desse Estado. Não dá pra ter um policial a cada esquina, mas dá pra cada pessoa não ser violenta em qualquer lugar!

- Maior responsabilidade da família e da sociedade. A família deve participar do processo educativo dos seus filhos e transmitirem valores que demonstrem respeito pela vida. A sociedade, através das entidades não governamentais, todo tipo de associação, sindicatos, partidos políticos, deve fazer sua parte;

- Claro que o Estado deve fazer sua parte, que se deve ser cobrado, que deve ter eficácia, que deve ser o principal protagonista, combatente e erradicador de toda forma de violência contra homem, contra mulher, contra todos! A EDUCAÇÃO, A ESCOLA, O ESPORTE, POLÍTICAS CULTURAIS, ENVOLVIMENTO DO MOVIMETO SINDICAL... São mais que necessários! Sobre segurança, consta no artigo 144, da Constituição Federal, Lei Mãe esquecida e violada:

Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio....

Senhores prefeitos e senhora prefeitas, governadores, governadoras, demais governantes e políticos de toda espécie... até que a honestidade impere em cada Município, Em cada Estado, em Brasília... por enquanto, mesmo em meio a toda roubalheira apontada, façam algo contra violência, pois vocês, seus familiares, circulam nas mesmas ruas onde as balas são disparadas e também circulam acertando os outros ou mesmo assassinando quando perdidas! Apesar de continuarem a praticar violência contra o patrimônio público, em sua grande maioria, combatam a violência contra pessoa! Vocês também são gente! Também são pessoas! Também são mortais! FAÇAM ALGO! E que cada um faça sua parte! Pois a violência, como o rio, apesar de um só, mas soma de todas as gotas, grotões e riachos, a violência tem causas múltiplas, requer múltiplas ações de tudo, de todos!

22 comentários:

Fridtjof Alves disse...

O embrião da violência é nutrido por muitas fontes, a omissão do Estado, a falta de investimento na educação, que é visto como despesa e não como investimento, a desvalorização da vida, enfim, o que se vê hj é um total desrespeito ao ser humano, onde primeiro tiram direitos ( como é o caso de muitos prefeitos frente a administração pública) e depois tiram um patrimônio ou até a vida. O ato de tirar no primeiro e no segundo caso se equiparam perfeitamente, estão umbilicalmente ligados . Ótimo artigo !

MARCO ANGELI disse...

Valdecy, obrigado pelo comentário. Realmente assustadora essa escalada de violência nos últimos anos. A apatia com que as pessoas encaram e convivem com o que a mídia divulga é impressionante, preservar a vida humana, hoje, parece ser apenas uma idealização, presente em filmes, e não mais na vida real. Sou apenas um artista plástico, mas a questão, acredito, deve incomodar á todos, sem exceção. Se trata do país que deixaremos aos nossos filhos. abs Marco Angeli

Suziley disse...

Parabéns, Valdecy, por seu belo texto, bela reflexão. A violência é sempre um tema de grande importância. Dados que impressionam. É preciso, sim, ação por parte do Estado, de todas as demais organizações e todos nós, pois, a violência é um "câncer", como muito bem disse, que se alastra. Um bom final de domingo, um abraço, :)

Zergui disse...

Afinal, por que existe a violência entre nós, racionais, humanos? Entre os irracionais, animais, percebemos que existe a “violência” quando estão famintos (partem ao ataque para se alimentarem) ou quando estão acuados (instinto de sobrevivência).

Alguns humanos, parece, sentem prazer em agredir, em ver outros sofrerem; é claro que não de forma generalizada.

Há outros, entretanto, que frustrados por não serem os “felizes proprietários” de tantos bens de consumo, impingidos a todo momento pelo profissionalismo do marketing, descarregam sua impotência por serem incapazes de equivaler-se ou suplantarem nas “posses”.

Dentro desse “consumismo”, poder-se-ia aglutinar o uso de drogas, dos mais diversos potenciais de dependência. Os fracos de espírito são induzidos ao consumo, ficando à mercê de seus estimuladores. Depois não conseguem mais livrar-se do vício e apelam para a violência para mantê-lo, já que suas aptidões, sua capacidade produtiva se extingue; tais pessoas já não prestam para nada.

Existem leis, das mais simples às mais sofisticadas, para prevenir, reprimir ou punir atos de agressão, seja a violência física, contra a moral e os bons costumes, contra o próprio Estado. Pergunta-se, então: Por que existe tanta impunidade?

Me parece que a resposta é uma só: Como uma famigerada “Teoria da Conspiração”, a instigação da violência de qualquer nuance, por meios de difusão dos mais simples aos mais engenhosos, só pode ser fruto de uma imaginação de grande sapiência, extremamente diabólica, para induzir a cizânia entre nós, humildes trabalhadores que sustentam a Nação, enquanto que tais articuladores perpetuam-se em alto patamar, locupletando-se cada vez mais.

Júlio César disse...

Bem colocado...
"Pior que a gripe H1N1, pois essa tem vacina, dez vezes pior que o mosquito da dengue, que pode ser combatido com eficácia, infinitas vezes mais temida que um raio, que mata aqui-e-acolá, que ocorre apenas nas chuvas, pegando os incautos. Violência, que acontece lá fora, mas que nasce de dentro do ser humano."
O sistema político contaminado educa os jovens para chantagens e na troca de alguma coisa...currículo escolar e inibição para uma disciplina mais rígida permite que a liberdade se torne libertinagem.

BLOG DO MARIO FORTES disse...

O que me parece terrível é a escalada da violência no Estado de Alagoas.
Sendo um Estado pequeno e pobre se deduz que programas sociais do governo federal poderiam amenizar o sofrimento da camada carente da população e, assim, atenuar o avanço da violência urbana.
Mas não. O que vemos é o contrário. No Estado onde quase todos os políticos são da base de Lula (todos os deputados federais, estaduais e senadores são ) não se investe em prevenção e erradicação da violência.
E mais, nem se tenta amenizar o grau de pobreza desse Estado.
E ainda dizem, por aí, que se acabou com os miseráveis deste país.
Vem Lula! Vem para Alagoas você também!

Fábio Viera disse...

postei uma matéria sobre o tema logo que ví seu comentário.
valeu valcyr estou nessa também, vamos questionar mesmo!
luz para todos.

Marcoso Fabricadehumor.com disse...

passei pra agradecer a visita a dica do video, goste muito do BLOGs

INFÂNCIA EM PAUTA ! disse...

Ja esta adcionado , faça o mesmo com infancia em pauta.

Fábio Viera disse...

perdão por ter errado seu nome no meu comentpario anterior valdecy.

e queria deixar aqui o meu apreço por participar da tua rede.
valeu!

Paula Laranjeira disse...

Se a violência na minha pequena cidade já me assusta, estar diante de dados me deixa horrorizada. Todos se culpam e ninguém faz nada. Muito boa essa matéria. É uma forma de fazer algo. Mexe na consciência de quem ler.

Abraços

Denise Guerra disse...

Olá Valdecy, vc visitou o meu blog novamente e me convidou para estar aqui no seu espaço, mas, eu já estive aqui e estou seguindo seu blog. Agora falta vc seguir o meu. Gostei muito do seu blog inteligente e de militância quanto a utilidades públicas. Desejo boa sorte! Abraços!

Doutrina Cristã disse...

Gêneses 6: 11-13 A terra se corrompera diante de Deus e estava (está) cheia de violência. Deus viu a terra corrompida, porque todo homem da terra tinha ( e tem) se corrompido em seu comportamento. Então Deus disse a Noé: “Para mim, chegou o fim de todos os homens, porque a terra está cheia de violência por causa deles. Vou destruí-los junto com a terra”. Então o mal por se, se destrói e inclusive os inocentes predestinados. Somente Jesus poderia curar a violência no homem, mas o homem rejeita Jesus, por isso a violência continua a prevalecer.

Amiga da Educação disse...

parabéns, belo texto...muito bom. estou te seguindo. um abraço. joelma couto.

MULHER QUE AMA disse...

Valdecy a violência me assombra,nesse seu texto relata muito bem a nossa realidade!
Parabéns pelo seu blog!!!
Sempre que puder estarei por aqui!!!!
Abraços!!!

Lucene disse...

Amigo Valdecy,
Nosso país é considerado um dos mais violentos do mundo. É muito alto o índice de assaltos, extermínios, seqüestros, violência doméstica entre outras. A causa? Quase sempre é a mesma: má distribuição de renda. Que gera miséria, pobreza, desemprego e desejo de vingança.
Para combater esse mau, a polícia por sua vez utiliza a repressão que gera conflitos e insegurança na população e esta diante da corrupção das autoridades que detém o poder não sabe mais em quem acreditar e decide se defender do seu jeito e as vezes com às próprias mãos. Assim perde todo o referencial de segurança e esperança de vida.
É óbvio que o poder está concentrado nas mãos de uma minoria e dessa forma, as instituições que representam a população são esquecidas. Em determinados aspectos, a própria estrutura governamental faz necessária a violência, porque assim mantém a desigualdade social.
Para minimizar a violência é preciso que haja vontade política e políticas públicas estruturantes.
Gostei da abordagem!
Um abraço,
Luciene.

Razek Seravhat disse...

Estou impressionado. Só não entendo como a violência pode não ser vinculada com a pobreza. Todos, sabemos que desigualdade e falta de dignidade gera fome que gera descontrole que gera violência. Não é assim? É com você Valdecy...

Valdecy Alves disse...

Rezek, sem dúvida que a má divisão da renda é uma das causas da violência. Mas são múltiplas as causas, sobretudo a falta de protagonismo do Estado e a iniciativa individual de cada um. Os dados mostram que a maior quantidade de vítimas são homens, 92%, logo não é a mulher, com idade entre 16 e 19 anos, e que violência tem que ser combatida em todas as suas frentes. ACredito que a miséria esteja mais ligada a crimes contra o patrimônio, não contra a vida. O que diz, Rezek?

jefhcardoso disse...

Oi Valdecy! Tudo bom? Vi-lhe no diálogos e queria uma opinião sua em outro texto meu, “O Cavaleiro da Triste Figura”. Quando puder.

Abraço: Jefhcardoso

jefhcardoso disse...

Valdecy, o que dizer diante de tão bom comentário em meu blog? Obrigado, amigo! Muito obrigado! E sigamos em nossa cavalgada, e que sejam verdes os prados, até que venha a última primavera. (sorrio).

Acabo de contrair uma dívida; devo-lhe uma visita contemplativa, a qual eu terei grande prazer em saldar.

Abraço, amigo e mais uma vez muito obrigado!

Joatan Junior disse...

Caro Valdecy, no capitalismo a pobreza define-se por ausência de propriedade e a vida por posse. Na falta, violência e propriedade estão nas causas da ameaça à vida. Abraço!

Ong DCM disse...

OLÁ SOMOS A ONG DCM - DEFESA E CIDADNAIA DA MULHER, EM PRAIA GRANDE.

MUITO LEGAL SUA INICIATIVA EM DIVULGAR ESSE SERVIÇO. NOSSA ENTIDADE ATENDE MULHERES QUE PASSAM POR ESSE TIPO DE SITUAÇÃO HÁ CINCO ANOS. EM JANEIRO, ABRIMOS UM PROJETO QUE DÁ A MULHER GERAÇÃO DE RENDA. VEJA EM www.ongdcm.blogspot.com O QUE NOSSAS MULHERES DA CIDADE ESTÃO REALIZANDO. DIVULGE! GRATA

Related Posts with Thumbnails