domingo, 23 de setembro de 2012

ANUNCIO AO BRASIL E AO MUNDO UM LOCAL SAGRADO PRÉ-HISTÓRICO PERDIDO NO SERTÃO DO CEARÁ – COM VÁRIOS DÓLMENS EDIFICADOS POR UMA POVO QUE ALÉM DE UM LUGAR RELIGIOSO – MÍTICO E MÁGICO - ESCULPIU VÁRIOS ANIMAIS NA ROCHA PURA – DA ERA NEOLÍTICA – VALE A PENA VER E SERÁ UM ORGULHO PARA O BRASIL


AS PEDRAS GRANDES - HÁ DOIS DÓLMENS - O DA ESQUERDA ONDE A PEDRA MENOR É O APOIO E A PEDRA QUE FORMA A MESA SOBRE ELA - E A PEDRA MAIOR EM CIMA DE 04 PONTOS DE APOIO
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)
 DÓLMENS E ANIMAIS ESCULPIDOS EM ROCHA BRUTA HÁ MILHARES DE ANOS NA PRÉ-HISTÓRIA - NA CIDADE DE SENADOR POMPEU – ESTADO DO CEARÁ -BRASIL: Com muito prazer anuncio ao Brasil e ao mundo a descoberta de monumentos maravilhosos, mágicos, míticos e artísticos a um só tempo, bem como vários dólmens na cidade de Senador Pompeu (CE), que com certeza tem um dos mais ricos sítios pré-históricos do Brasil e de toda América. Os monumentos são da era neolítica, isto é, recuando até 8.000 antes de Cristo, quando foi inventada a agricultura e o homem se encontrava na Idade da Pedra Polida. O que leva a concluir que os monumentos que estudei e descobri podem ter entre 4.000 até 10.000 anos de existência. O que só poderá ser datado a partir de testes com carbono-14.

DÓLMEN MENOR SOBRE A PEDRA MENOR BRANCA
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

VISÃO MAIS APROXIMADA DOS DÓLMENS PRINCIPAIS PEDRAS GRANDES
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

Eu Valdecy Alves - para demonstrar o tamanho gigantesco das pedras - estou a 20 metros delas
(Foto: Mara Paula - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)
 COMO DESCOBRI O SÍTIO PRÉ-HISTÓRICO: desde adolescente que jogava futebol no sítio Pedras Grandes, como chegava cedo, costuma ficar nas famosas pedras que a todos fascinavam e eram responsáveis pelo nome do local. Nesse tempo achava curioso e acreditava que eram formações naturais, como muitos até hoje creem. MAS O POVO INTUIU A GRANDEZA DO LOCAL AO CHAMÁ-LO DE PEDRAS GRANDES. Quando morei em São Paulo, nos anos 90, visitei uma rocha na cidade de Salto (SP), chamada moutonné, prova da era glacial e de que o Brasil fora unido à África formando um só continente. Após ver aquelas rochas passei a acreditar que as Pedras Grandes tinham sido montadas, casualmente pelo recuo de uma geleira na Era Glacial.  Há uns 04 anos visitei as Pedras Grandes e conclui que era obra humana. Mas como fazer tal afirmação??? Com segurança! Em 2011 estive no Peru e visitei duas cidades sagradas antigas: Pisaq e Machu Pichhu, todas de pedras, nada vi semelhante às Pedras Grandes de Senador Pompeu. Finalmente em 2012 visitei na Inglaterra Stonehenge, um lugar sagrado feito de pedras, uma espécie de templo religioso e calendário astronômico com milhares de anos. O QUE O SÍTIO DE PEDRAS GRANDE PODE TAMBÉM SER - ATÉ UMA ESPÉCIE DE JUAZEIRO PRIMITIVA - CENTRO DE PEREGRINAÇÃO RELIGIOSA DO NEOLÍTICO. 

Pela primeira vez me deparei com o conceito de dólmens, túmulos pré-histórico formados por pedras, geralmente por 03, uma sobre duas, onde eram enterradas pessoas da Idade da Pedra.  Estudando dólmens, pesquisando imagens de inúmeros, no Oriente e na Europa, passei a acreditar que as Pedras Grandes eram dólmens. E SÃO! POSSO AFIRMAR AGORA SEM MEDO. COM A HUMILDADE DE QUEM PESQUISOU NÃO COMO ARQUEÓLOGO OU ANTROPÓLOGO, MAS COMO UM CIDADÃO QUE AMA A HUMANIDADE E SUA HISTÓRIA. As Pedras Grandes são dólmens e de importância histórica universal. Colocará Senador Pompeu no mapa dos grandes sítios pré-históricos do mundo, que são patrimônio de toda a humanidade. CABENDO A TODOS DA CIDADE PRESERVAR TAL TESOURO QUE PROJETARÁ A CIDADE INTERNACIONALMENTE E COM CERTEZA A FARÁ MUITO VISITADA, POR TURISTAS E ESTUDIOSOS.

Há  várias grutas viradas para o Norte onde caberiam vários corpos - como túmulos coletivos - com cerca de 2 metros
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

Uma das pedras que sustentam a maior de todas as rochas - a mesa principal que pesa dezenas de toneladas
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

A segunda das pedras que sustenta a maior de todas as rochas - a mesa principal que pesa dezenas de toneladas
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)
 DA RIQUEZA DO SÍTIO PRÉ-HISTÓRICO DAS PEDRAS GRANDES:  segundo os especialistas só existem dois dólmens na América do Sul, talvez 06 em toda America. No Brasil, até o presente existem dois catalogados: um em Goiás, em Anicuns,  que pode ser visto no  link adiante: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Pedra_de_D%C3%B3lmen_2,_Anicuns_-_GO.jpg   e outro no interior da Bahia, que pode ser acessado no seguinte link:  http://g1.globo.com/VCnoG1/foto/0,,11552589-EX,00.jpg . EM SENADOR POMPEU, JÁ LOCALIZEI 05 DOLMES NAS PEDRAS GRANDES E CREIO QUE HÁ MUITO MAIS – SÍTIO VASTO E  RIQUÍSSIMO: Sendo dois deles, os principais, PEDRAS GRANDES, um verdadeiro templo, que subdivide-se em vários outros. Mais do que um cemitério coletivo, creio que um templo, um local de grande importância para o povo que o criou, talvez um calendário astronômico também. COM A PALAVRA OS ESPECIALISTAS.  As Pedras Grandes, com dois gigantescos dólmens, têm a frente virada para o poente e a parte de trás para o nascente. Os túmulos pequenos  estão virados para o Norte e a mesa maior, com maior abertura para o Sul.  Em torno dele, ao norte,  há, na parte ao nível do chão, vários outros pequenos dólmens, mais simples. EM PEDRAS GRANDES JÁ LOCALIZEI MAIS QUE O DOBRO DE DÓLMENS CATALOGADOS NO BRASIL E TALVEZ TANTO QUANTO EM TODA AMÉRICA.

3ª e 4ª  pedras que sustentam a maior de todas as rochas - a mesa principal que pesa dezenas de toneladas
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

Coluna esculpida habilidosamente na própria pedra maior - mesa gigantesca de um dos dólmens
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)


A pedra do chão em primeiro plano do lado direito perto do xique-xique é a escultura de um roedor
Assim há muitas pedras em toda o sítio que é imenso centenas de metros em torno das Pedras Grandes
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)


A pedra maior tem o formado de cabeça de serpente - deus da vida em todo o mundo antigo mítico
Fotografada há mais de 100 metros - ela contempla o pôr-do-sol
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)


A pedra maior tem o formado de lagarto na sua  parte superior contrária à cabeça de serpente
O lagarto olha para o nascente - na mesma pedra duas esculturas: cobra e lagarto - obra de gênios
QUE POVO ERA ESSE? POR QUE DESAPARECERAM? O LOCAL ERA CENTRO RELIGIOSO?
Fotografada há mais de 100 metros
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

ALÉM DA PARTE RELIGIOSA – O DÓLMEN MAIOR – PEDRAS GRANDES - TEM AS MESAS – ESCULPIDAS TAMBÉM EM FORMA DE ANIMAIS – E ESCULTURAS DE ANIMAIS EM SEU ENTORNO: seja quem for o misterioso povo que construiu o sítio histórico perdido em meio ao sertão central em Senador Pompeu – Estado do Ceará – não se contentou em fazer a tampa do dólmen, a chamada pedra da mesa, uma simples mesa, mas obras de artes, eram artistas maravilhosos. Dependendo do ângulo que se olha as pedras grandes ela forma um enorme tartaturga, a cabeça de uma serpente que ao mesmo tempo, de outro ângulo tem a escultura de um lagarto. Ao pé das pedras grandes, numa pedra no chão, olhando para o sul, uma escultura de uma espécie de roedor. O QUE PODE SER CONFERIDO NAS FOTOGRAFIAS QUE EU MESMO TIREI, AQUI PUBLICADAS E JÁ ENVIADAS PARA TODA MÍDIA E ESTUDIOSOS DO BRASIL E DO MUNDO INTEIRO. A cidade de Senador que tem a sorte de possuir tal tesouro DEVE DORAVANTE PRESERVÁ-LO! PELO QUE SIMBOLIZA PARA HUMANIDADE! 

Quanto mais se afastar das pedras grandes mais elas assumem formato de um animal
(Foto: Mara Paula - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)



Nesse ângulo tem o formado de uma tartaruga - 100 metros de distância
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

Em primeiro plano um pequeno dólmen - duas pedras ao nível do chão com a terceira em forma de mesa
A última pedra à direita no chão lembra um canídeo - a última à esquerda um tamanduá e assim há muitas
Tente ver os vários desenhos da pedra grande - sobretudo olhos
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

Em primeiro plano outro pequeno dólmen - duas pedras ao nível do chão com a terceira em forma de mesa
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

Em primeiro plano terceiro pequeno dólmen
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)
 ALGUMAS DÚVIDAS QUE PRECISAM SER ESCLARECIDAS: Num raio de 500 metros das pedras grandes, há variadas pedras em forma de menires (pedra erguidas no chão), o que precisa ser confirmado; Há indícios de outro grande dólmen que parece ter desabado; Há duas pedras enormes que formam um paredão de uns 05 metros de altura com uns 20 de comprimento, que parecem ter sido a entrada da estranha e misteriosa cidade religiosa; Há duas pedras gêmeas de pé, já um pouco distantes, que parecem ter sido esculpidas lado a lado e colocadas de pé, já dou outro lado da estrada do Patu, a esquerda de quem vai no sentido cidade Serra do Patu. Nas pedras grandes há pedras que podem ser altares, era usados para sacrifícios??? Qual sua relação com a astronomia? Era um centro religioso enorme?  Necessário saber que foi esse povo engenhoso, que cultura era essa, que relações tinha com os povos que escreveram os letreiros no Encantado e com o povo da Serra da Capivara no Piauí. Por que sumiu? Para onde foi? Por que desapareceu? Como construíram as pedras grandes formadas por Pedras que pesam milhares de toneladas, embora seja clara que eram pedras do próprio local; Necessário analisar todo o sítio que tem mais dólmens e esculturas, com certeza. TALVEZ O MISTÉRIO QUE SE BUSQUE REVELAR SEJA TÃO ENCANTADOR QUANTO ÀS RESPOSTAS QUE POSSAM SER ALCANÇADAS!


Visão das Pedras Grandes - Dólmens principais ao pôr-do-sol
(Fotos: Valdecy Alves - Todos os Direitos Reservados - Quem copiar citar a fonte)

Senador Pompeu está de parabéns, pois tem um monumento de importância histórica universal, que em breve estará em todos os livros de história e em catálogos de arqueologia do mundo inteiro. DEVE PRESERVAR. POIS MUITO PROJETARÁ A CIDADE E SEU POVO, que tem o dever de serem fiel guardião de um verdadeiro achado arqueológico da humanidade. PROFESSORES LEVEM LÁ SEUS ALUNOS! JOVENS E CURIOSOS, FOTOGRAFEM! MAS NÃO TIREM, NÃO LEVEM, NEM ESCREVAM NADA NAS ROCHAS!

Veja documentário em vídeo sobre o local, gravado em 22/09/2012:




E QUE ALEGRIA A MINHA, PODER ANUNCIAR TAL ACHADO, APÓS ANOS DE PESQUISA E EM MINHA TERRA NATAL. Espero que com esta matéria consiga não apenas informar, mas dividir a alegria e a emoção que senti ao chegar a conclusão que cheguei, após anos de dúvida e intensa pesquisa. Por algum tempo foi difícil não divulgar, por outro a prudência mandava que só o fizesse quando ao menos tivesse certeza. Se por acaso cometer algum erro não é por maldade, é por não ser especialista na área. Mas o pouco que sei me habilita a afirmar todo ao firmado na presente matéria e é verdade. ORGULHE-SE SENADOR,  ORGULHE-SE O CEARÁ, ORGULHE-SE O BRASIL, QUE O MUNDO APLAUDA TÃO BELOS MONUMENTOS, QUE MOSTRAM A INFÂNCIA DA HUMANIDADE E QUE NOS ENSINA A CRER NA ARTE, NA LUTA, NA HISTÓRIA E NA VIDA.

8 comentários:

Evania disse...

ADOREI SEU BLOG , AS FOTOS A SUA PESQUISA, CLARO Q SENADOR POMPEU ESTA NA HISTORIA DO BRASIL SIM FICO MT FELIZ POR TER ALGUÉM QUE SE INTERESSA DE VERDADE COM AS COISAS BOAS Q AINDA EXISTEM POR AI, PARABÉNS PELO SEU TRABALHO...

Anônimo disse...

Parabéns pelo trabalho de pesquisa, muito interessante! Dá pra perceber a sua euforia e contentamento na divulgação. Moro na Bahia e posso te afirmar que em Paramirim não existe apenas o Dólmen de Santana, existe outro Dólmen chamado Pedra da Mesa numa comunidade próxima ao centro da cidade. Vc pode pesquisar no Google em Imagens por " Pedra da Mesa" e verá que tem esta tem uma estrutura incrivelmente bela. A pedra que forma a mesa está inclinada. Um ser humano consegue ficar embaixo dela com tranquilidade.A Pedra de Santana, a qual ja visitei, é de beleza inigualável, embora todas essas descobertas tenham a mesma importância. Lá em santana, o que chama a atenção é que o dólmen está sobre uma serra e do lado do dolmen há outras pedras propositalmente colocadas, apoiadas em outras menores e bem perto da pedra existe também uma caverna. Paramirim, além desses dólmens, possui inúmeros sitios arqueologicos com pinturas rupestres. Vale destacara também que em uma cidade vizinha a Paramirim existe um sítio arqueológico chamado "Cidade perdida de Ingrejil" que, segundo especialistas, possui mais de 2000 anos.

Os dólmens no Brasil podem ser em quantidade bem maior. Um conhecido meu afirmou que em Seabra (também chapada Diamantina) possuem dois dólmens gigantes, mas que ninguém nunca fotografou, pois ficam numa propriedade privada e rigidamente vigiada.

Parabéns mesmo.

Valdecy Alves disse...

Obrigado, Evânia. Vc está convidada a ir visitar ao local, conhecer, fotografar e também divulgar nossa cultura.

Que bom que Paramirim também é um sítio histórico do neolítico. COMO SE CHEGA A PARAMIRIM? Um forte abraço!

Claudia disse...

Parabéns pela pesquisa. Sou arquiteta e mestranda em patrimônio. Tenho interesse na área de arqueologia e, especialmente, na capacidade do desenvolvimento local de pesquisadores e agentes patrimoniais.
Estou emocionada com o seu achado e gostaria de manter contato contigo para, quem sabe um dia, conhecer o seu achado.
Também tenho um blog (http://marcosdotempo.blogspot.com), facebook (Claudia Nascimento)e twitter (@crodia). Vamos manter contato.

Castela disse...

Obrigado caro Valdecy Alves pela sua indicação preciosa sobre o megalitismo brasileiro.Continuação de bom trabalho.

Anônimo disse...


Valdecy, é lindo o seu trabalho. Você conhece o Lajedo Bonito no município de Princesa Isabel, na Paraíba? Muito bem, quase ninguém conhece. Fica em uma propriedade particular. É uma formação rochosa, hoje contornada por uma cerca. Em alguns lugares há depressões nas pedras, depressões chamadas localmente "panelas" onde, quando chove, a água acumulada faz nascer pequenas plantas e flores. Mas em muitas pedras há inscrições, algumas semelhantes a inscrições encontradas em ruínas incas. Alguém já as terá pesquisado? Antigamente o local não era cercado e pessoas iam lá estender roupa para quarar ao sol. O sabão danificou um pouco as pedras. Se souber de alguma coisa, meu e-mail é: mpfazao@uol.com.br

Anônimo disse...

Parabéns pelo trabalho e pesquisa.
Não nos esquecendo da Pedra do Ingá, Paraíba.
Estes locais deveriam ser preservados, protegidos e visitados por todos que apreciam monumentos megalíticos e arte rupestre.

Anônimo disse...

E também os de Florianópolis...

Related Posts with Thumbnails