sábado, 8 de dezembro de 2012

ARTE RUPESTRE - CAVERNA MÍTICA E CANGAÇO NA SERTÃO DO RIO GRANDE DO NORTE - GRUTA DA CARIDADE EM CAICÓ - UMA EXPEDIÇÃO MARAVILHOSA!

Ao lado de desenho pré-histórico - Itaquatiara - Gruta da Caridade - Caicó - RN - Dezembro/2012
(Fotos de Valdecy Alves/Mara Paula - Quem copiar favor citar a fonte)

COMEÇA A EXPEDIÇÃO - PARTE I

Contratado para um palestrar num seminário do SINTE/Caicó, em 07/12/2012, para professores, aproveitei a oportunidade e fui um dia antes, para visitar uma gruta numa das localidades do mapa do Brasil onde há grande quantidade de arte rupestre: A GRUTA DA CARIDADE, NA SERRA DA CRUZ, CAICÓ, ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE,   ONDE ALÉM DA ARTE DA PRÉ-HISTÓRIA FOI ESCONDERIJO DOS CANGACEIROS LIDERADOS POR ANTONIO SILVINO, CUJA VALENTIA FAZIA COM QUE SOZINHO, SEGUNDO LUIZ GONZAGA, ENFRENTASSE UM BATALHÃO - O ROBIN HOOD NORDESTINO.  ÍDOLO QUE INSPIROU LAMPIÃO.

Na região há painéis desenhados com até cerca de 12.000 anos de existência. Tesouro maravilhoso da pré-história, no sertão da mágica caatinga, onde nenhum animal silvestre, do simples calango a um besouro, do capim ao grande angico, morre por causa da seca, que para eles é um fenômeno natural com o qual convivem naturalmente há milhões de anos. Só para o homem é que a seca continua sendo  novidade, servindo como desculpa para justificar a incompetência política e de ferramenta para se reinventar a política da seca, isto é, governantes obterem mais recursos para roubar mais ainda, enquanto a miséria continua a mesma. Mas vamos ao que interessa que é a nossa pequena expedição nos confins do sertão mítico onde o neolítico e as pinturas dos primeiros habitantes da América se misturam com o cangaço.

Na Fronteira do CE com o RN -  KM  0 - Começa a Aventura
(Fotos de Valdecy Alves/Mara Paula - Quem copiar favor citar a fonte)


Sertão Mágico - Sertão Mítico - Tesouro da Pré-história  - Serra de Triunfo do Potiguar - A Caminho de Caicó/RN

O Sertão em toda sua glória

Não é a seca que mata - é a incompetência política - Sertão de Paraú


CHEGADA A CAICÓ E À GRUTA DA CARIDADE NA SERRA DA CRUZ - PARTE II

COMO CHEGAR A CAICÓ E DE LÁ À GRUTA DA CARIDADE: Saindo de Fortaleza deve-se ir direto para Mossoró, o que é possível via BR 116, entrando logo à esquerda em Boqueirão do Cesário, cerca de 120 km de Fortaleza, de lá indo para Aracati. Mais rápido, pode-se viajar com mais velocidade, sobretudo se sair cedo, por volta das 05:00 h da manhã. É possível chegar a Aracati pela CE 040, que é duplicada até Beberibe. O problema é que há muita possibilidade de ser multado, pois há um fotossensor a cada 05 km. Muito tributo para pouca estrada e muita multa para poucos quilômetros. Por outro lado a paisagem é belíssima. De Aracati para Mossoró, de Mossoró para Açu, entrando a direita um pouco antes de Açu, para cidade de Paraú, depois passa por Trunfo de Potiguar, Jucurutu, de onde para Caicó são pouco mais de 50 km. Cerca de 05 horas de viagem com tranquilidade. Quando chegamos a Caicó, a temperatura era de 45º Celsius. No hotel  Varandas do Penedo, bom atendimento, boas acomodações, bom café da manhã, com estacionamento. Conseguimos um taxista contratado para nos levar à Gruta da Caridade, da Serra da Cruz. Cerca de 30 km de Caicó. Um dos locais mais inacessíveis que visitei.

Interior da Gruta da Caridade - Rio subterrâneo ao fundo - olhos vermelhos das rãs - O local é totalmente escuro
Toda luz é do flash da Câmera - O Rio está a uns 20 metros da entrada da caverna

COMO CHEGAR À GRUTA DA CARIDADE : Saindo de Caicó para cidade de Jucurutu, com o taxista Rubem, que não conhecia a rota. Cobrou R$ 100,00 pela corrida, ir, vir e ficar algum tempo por lá. Após 15 Km está o distrito de Lajinha, pega-se estrada de terra, onde se viaja cerca de 18 km. Estrada em bom estado, sem qualquer placa. Precisamos pedir informação a todo mundo na estrada, em várias casas, pois há muitas bifurcações. A paisagem é de tirar o fôlego. Caatinga bem preservada. Própria para ecoturismo. Serras belíssimas e muitas aves, até Asa Branca havia. Galos campinas, corrupiões, enormes mocós, etc. Após uma hora de viagem chegamos na terceira cancela que existe em todo o percurso, já na Serra da Cruz. Lá contratamos um sertanejo do local, tipo nordestino clássico, cabra macho, com seu cachorro leão e uma peixeira de quase meio metro no cós das calças. Lembrei-me do meu avô no sertão de Senador Pompeu (CE). Seu nome Donizete. Sem ele não chegaríamos lá.  O táxi parou onde acabou a estrada, de lá caminhamos subindo a serra por cerca de 15 minutos. Uns 500 metros de ladeira íngreme até a boca da " Casa da Pedra! como descrevia a caverna seu Donizete. Ele confirmou que os cangaceiros tinham se escondido por lá. O interessante é que o Donizete nunca vira os desenhos pré-históricos, sempre acompanhara turistas do Brasil e de todo o mundo até a entrada. Ora vinham estudar a caverna, o rio, seus animais... Tanto que ele narrou que já atravessara toda a serra por dentro da caverna, desde à infância, mas nunca tinha visto  os desenhos, que depois olhou maravilhado quando lhe mostrei na máquina fotográfica.


Já no interior da caverna conhecida como Gruta da Caridade ou Casa de Pedra - Primeiro salão

A entrada da gruta fotografada da seu interior - Cerca de 10 metros de distância - da escuridão

Na entrada da gruta - apesar de pequena a gruta é grande em altura e cumprimento

Visão do sertão da entrada da Gruta da Caridade


Nosso Guia Donizete e seu cachorro  chamado leão - Lembrou um personagem de Vidas Secas

Uma paisagem e uma subida de tirarem o fôlego

Com o nosso Guia Donizete e seu cachorro  chamado leão - Mora próximo  ao local
Lembrou um personagem de Vidas Secas
A GRUTA DA CARIDADE- MÍTICA - PINTURAS PRÉ-HISTÓRICAS - CANGAÇO PARTE III




DO QUE SEJA A GRUTA DA CARIDADE  OU CASA DA PEDRA: Trata-se de uma caverna, cavada em mármore azulado, por um rio subterrâneo que aflora no local, que jamais secou em toda a sua história, mesmo nas piores secas do Nordeste. Fica na Serra da Cruz, em Caicó, Rio Grande do Norte, Brasil.  Por isso mesmo chamado de Caridade da natureza, em fornecer água mesmo nos tempos de maior estio. De onde surgiu GRUTA DA CARIDADE, que faz do seu entorno um oásis. Na verdade, a caverna com sua beleza, mistério e água em abundância fizeram dela um templo de magia e de vida. Na região há fósseis de tatu e bicho preguiça gigante. Há cerca de 8.000 a 12.000 anos, homens pré-históricos fizeram da caverna local de ritual religioso, deixando gravados desenhos e esculturas em pedra na entrada da caverna e na sua parede lateral, à direita de quem está de frente para sua entrada.  Tratam-se de gravuras ou petroglifos. Tal tipo de arte, sempre existentes em locais onde há água, recebe o nome de Itaquatiara, que em Tupi Guarani quer dizer PEDRA DESENHADA. Tipo de expressão pré-histórica que tem a Pedra do Ingá, no sertão da Paraíba, como exemplo maior e mais belo do Brasil (http://valdecyalves.blogspot.com.br/2012/11/pedra-do-inga-no-sertao-do-nordeste.html  ).

A Gruta da Caridade serviu de esconderijo para os revolucionários da Confederação do Equador, liderados por Frei Caneca, que objetivava tornar a região de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e  Ceará uma república autônoma de Portugal. 


Bando de Antonio Silvino - Cangaceiro Robin Hood

Reportagem sobre o Bando de Antonio Silvino na Caverna


Serviu também de refúgio aos cangaceiros liderados pelo lendário Antonio Silvino, no ano de 1901, quando houve tanto tiro, que segundo relatam a pedreira pegou fogo. Cangaceiro cuja bravura inspirou Lampião a entrar no cangaço, conhecido como o que tirava dos ricos para doar aos pobres, um Robin Hood sertanejo,  que ao contrário da maioria dos governantes atuais. que criaram a política da seca que tiram dos pobres para locupletarem a si e aos demais ricos, detentores do poder político e econômico. Numa música de Luiz Gonzaga, que em 2012 tem comemorado o seu centenário, ele diz que Antonio Silvino, sozinho, enfrentava um batalhão.

Lugar muito visitado por espeleólogos, exploradores de cavernas, e biólogos, que estudam as formas de vida no interior da imensa caverna. Por isso lá, pré-história, misticismo, revolucionários, cangaceiros e formas de vida únicas, dos tempos atuais e do passado, fizeram dela palco comum. Sem dúvida um lugar fantástico, seja pela beleza natural, seja pela água, seja por registrar as mais poderosas forças da natureza, seja por ter sido fundo do mar, seja por suas formas de vida, seja por situar grandes fatos históricos, patrimônio histórico material e natural.

Escultura de homem com cabeça formada pelo sol - em rocha que fica na entrada da caverna

Uma estrela esculpida em rocha da entrada da caverna

Sol - a cabeça do homem-sol

Gravuras desenhadas na rocha que fica na lateral da caverna

A lateral  da caverna é imensa -  há muitos desenhos

Vários desenhos no alto da lateral da caverna

Nitidamente a figura de um lagarto

Ao lado de desenhos que lembram raposas

Detalhe do desenho do lagarto

Mara Paula - ao lado dos petroglifos da Casa da Pedra

Desenho pré-histórico - talvez um órgão masculino

Itaquatiara da Gruta da Caridade

Visão geral da parte lateral da caverna onde se localizam os desenhos

Na boca de uma furna - ao lado de desenhos

Outra visão da lateral da Casa da Pedra - É gigantesca

Outro recorte da lateral da caverna com os desenhos míticos do sertanejo pré-histórico

Outro recorte da lateral da caverna com os desenhos míticos do sertanejo pré-histórico

Ao lado dos  desenhos míticos do sertanejo pré-histórico
Vândalos estiveram no local pichando

Por tudo que é, por todo o significado que lhe foi dado, por ter sido palco da história atual e dos tempos pré-históricos, por ser uma obra de milhões de anos de um importante rio subterrâneo, pelas formas de vida autóctones que abriga, pela beleza, pelo mistério...a Gruta da Caridade ou Casa da Pedra, sem dúvida, merece ser visitada e preservada e é patrimônio do qual deve-se orgulhar o povo de Caicó, o povo do Brasil, todos os  americanos. Sertão mágico, sertão luz, sertão templo, sertão atual, sertão de veredas, sertão de Gaciliano, Raquel e Patatiiva,  sertão de Luiz Gonzaga, Lampião, do repentista e do cordelista... Sertão onde o ontem, o hoje e o amanhã tecem a mesma trama de renda maravilhosa com os  bilros dos anos de nossa história de milhões e milhões de anos!

,

Um comentário:

jesiel_jack disse...

Que magnífico trabalho descritivo fizestes desta desconhecida [infelizmente] obra natural da minha Caicó! Pois é, a existência desta beleza é de conhecimento de poucos por aqui. Inclusive, foi atribuída a um projeto de Geoparque no Seridó. No entanto, não teve apoio da prefeitura e então ficou de fora do roteiro. Lamentável.

Related Posts with Thumbnails