segunda-feira, 20 de maio de 2013

TESOURO DE ARTE RUPESTRE NO SERTÃO DO NORDESTE BRASILEIRO - SERTÃO REALMENTE MÁGICO ONDE PRESENTE E PASSADO MÍSTICOS SE CRUZAM! EU VI! UMA MARAVILHA! EU ESTIVE LÁ!


Desenho de um ser que é mistura de um homem e de um lagarto - antropomorfo
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)


PINTURAS FEITAS HÁ 4.000 ANTES DE CRISTO: Fácil chegar ao local de carro. Situa-se entre a cidade de Mossoró e Fernando Pedroza - Estado do Rio Grande do Norte-  utilizando-se a BR 304. A entrada para o Sítio Histórico é a que dá acesso à cidade de Santana do Matos, que dista 110 km de Mossoró, para quem vai no sentido Natal. Um pouco antes da cidade de Fernando Pedroza. Ao entrar no sentido de Santana do Matos, saindo da BR 304, pegando a RN 42, percorre-se 14 km até um trevo. Daí se aconselha que entre em contato com o guia Gilson da Silva, FONE: 084 9916 2493, pois só alguém da região pode guiar pelos labirintos da Caatinga sertaneja. Desse ponto em diante as estradas para os sítios arqueológicos são de terra. 

Na região chama atenção a quantidade enorme de pedras brancas, umas sobre as outras, com as mais variadas e estranhas formas. Testemunhas de erupções vulcânicas dramáticas, cujo cume do vulcão se encontra intacto e atualmente recebe o nome de Serra do Cabuji, considerado o cume de vulcão extinto mais perfeito do Brasil. COM SUA BELEZA, MESMO ADORMECIDO REINA ABSOLUTO, COM ALTIVEZ PAI E CENTRO DE TODA A REGIÃO. Desafiando o céu, as nuvens, os ventos, no centro do Sertão nordestino do Rio Grande do Norte. Foi nessa região rica e maravilhosa, que homens da pré-história escolheram, há milhares de anos,  para viver. Atravessando florestas e montanhas de toda a América, como a Chapada da Ibiapaba, a Chapada do Apodi... ou seguindo leitos de grandes rios como o São Francisco, o Jaguaribe... bem como seus afluentes, vindo dos Andes, atravessando para viver e deixar documentos gravados em grutas e pedras. Verdadeiro patrimônio histórico universal existente em quantidade e qualidade na região. Sem dúvida uma maravilha!

Desenhos abstratos - sentido religioso
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)
 CHEGANDO AO SÍTIO ARQUEOLÓGICO DA FAZENDA SÃO VICENTE: O mais acessível. Distando 22 km da entrada da BR 304. 14 km ainda no asfalto, RN 42, e 08 km em estrada de terra. Está com  bom estado de conservação. Mas chegar ao sitio seria impossível sem a ajuda do guia local Gilson da Silva, indicação que encontrei em matérias na internet, para quem liguei antes e contratei para nos levar até o local. 

Gilson da Silva (084 9916 2493) - Guia da Expedição - Mora no local e luta por sua preservação
Agricultor que dá palestra sobre os sítios arqueológicos da região até em faculdades
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Telefone do Gilson da Silva: 084 9916 2493 - após guiar com toda a sua atenção e gentileza, juntamente com o seu filho, perguntei quanto era, ele disse que pagasse o que quisesse. Com muito prazer, paguei-lhe R$ 100,00. Depois soube que ele costuma receber em torno de metade desse valor. Dei-lhe R$ 100,00 porque quis e achei justo. Pessoa simples, confiável, agricultor com segundo grau, que ama a região, que luta por sua preservação, que pesquisa de forma voluntária e sempre interage com arqueólogos, de quando em quando guiando turistas estrangeiros, alunos de grandes centros urbanos e até dando palestras sobre os locais que bem conhece em faculdades. Personagem local que mereceu destaque nesta postagem. 

Desenhos abstratos - sentido religioso - Cor laranja
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)
 SÍTIO ARQUEOLÓGICO DA FAZENDA SÃO VICENTE - MUNICÍPIO DE SANTANA DO MATOS - ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - BRASIL: De imediato, chegando ao local, lembrei-me da Pedra do Índio, em Varjota, Estado do Ceará, local que visitei e foi alvo de matéria publicada neste mesmo blog, em janeiro de 2013 cujo  link é:  http://valdecyalves.blogspot.com.br/2013/01/pedra-do-indio-na-cidade-de-varjota.html

Desenhos abstratos - sentido religioso
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

O local é um imenso matacão, a cerca de 500 metros do belo casarão centenário da Fazenda. A enorme pedra  forma um abrigo natural abaixo de si, como pode ser visto nas fotos, emerge da terra, inclinado-se como a aba de um boné. Formando um grande abrigo aberto e mais ao fundo uma estreita gruta. Ao todo são quatro painéis de desenhos: um central, um à direita de quem chega ao local, mais expostos às chuvas e a intempéries. Sofrendo erosão. pois se trata da parte mais aberta do abrigo. Há mais dois painéis na sua parte mais profunda, na gruta mais estreita. Um em seu teto, sob o qual mal cabe uma pessoa deitada, o que deixa claro que o artista teve grande dificuldade, São os desenhos mais conservados, elaborados com tinta vermelha, preta, laranja e branca, com temas abstratos, com certeza de cunho religioso. Outro painel na parede do fundo da gruta, bem conservado, embora expostos aos ventos, que sopram o ano inteiro. Há resquícios de fumaça no teto e sedimentos, que podem ser escavados. Um pouco abaixo do local passa um rio. O local poderia ser usado tanto para pesca, caçadas, como para rituais religiosos. 


Mais um desenho antropomorfo
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Um painel maravilhoso que lembra a Pedra do índio em Varjota - Ceará
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)


Desenhos abstratos
Mais um desenho antropomorfo
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Lagarto ao lado de desenho abstrato
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Desenho Abstrato
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Sob um dos painéis - Temas variados
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Ser antropomorfo - mistura de homem com animal
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Uma das figuras que se repetem nos painéis - devia ter grande significado
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Uma mulher grávida - Culto à fecundidade
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Órgão sexual masculino - Culto à fecundidade
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

O artista da pré-história assinou a sua mensagem para o futuro - agora viaja na internet
Da gruta para todo o planeta
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Comparando as mãos
(FOTO: Mara Paula - Quem copiar citar a fonte)

Na frente do painel central - Há um painel à direita da foto - Há outro painel no teto da gruta ao fundo
E um painel na parede final da gruta - Na verdade quatro painéis
(FOTO: Mara Paula - Quem copiar citar a fonte)


Plano aberto do painel central - Culto à Fecundidade
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Plano aberto do painel central - Ideia de Escala - Fecundidade
Ao fundo gruta onde há dois painéis - Um no teto outro na parede do fundo da gruta
(FOTO:  Mara Paula - Quem copiar citar a fonte)


Imagem do cume perfeito da Serra do Cabuji - Sertão Central do Rio Grande do Norte - Vulcão extinto
Tem a magnífica forma de uma pirâmide - responsável por erupções dramáticas cujas pedras no entorno chamam atenção
Nessa região rica e bela - há vários sítios pré-históricos - com sua beleza ainda reina na região


Painel 03 - No teto da gruta - Muito desenho abstrato - Sentido religioso
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Painel 03 - No teto da gruta - Muito desenho abstrato - Sentido religioso
A FIGURA ACIMA É MUITO COMUM - SEM DÚVIDA UM IMPORTANTE SÍMBOLO DE UM POVO
Observe-se a cor vermelha sombreada por tinta branca - Isso é arte pura - Não apenas a representação simples de objetos
Uma dos desenhos mais complexos- Estilo próprio e muito subjetivismo do artista da pré-história autor desse e-mail
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Desenho abstrato em tinta preta - Feita com osso queimado - podem ser figuras antropomorfas
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Desenho abstrato em tinta preta - osso queimado - à direita no alto em tinta branca de osso natural
Diversidade de cores e de temas
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Parte do painel exposto ao vento e à chuva
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Visão geral do painel no fundo da gruta
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)


Na parte mais profunda da gruta - Desenhos bem preservados
(FOTO: Mara Paula - Quem copiar citar a fonte)

Detalhes do teto da gruta
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Khayyam Perseu - Também da Expedição - Gruta ao fundo com desenhos
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Itacoatiaras também esculpidas nas pedras do chão
FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)
ITACOATIARAS: São pinturas feito em pedras. No caso em baixo relevo. Espécie de escultura. Sempre com sentido religioso e próximo a cursos de água. A mais famosa e espetacular delas é a Pedra do Ingá - Na Paraíba, podendo ser lida a seguinte matéria sobre o local:  http://valdecyalves.blogspot.com.br/2012/11/pedra-do-inga-no-sertao-do-nordeste.html   - Próximo à Santana do Matos, no outro lado da Serra,já Município de Caicó (RN) podem-se encontrar itacoatiaras e desenhos pré-históricos na Gruta da Caridade, que também foi visitada, podendo-se conferir matéria sobre o local, no seguinte link: http://valdecyalves.blogspot.com.br/2012/12/arte-rupestre-caverna-mitica-e-cangaco.html

Itacoatiaras também esculpidas nas pedras do chão
FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

SERTÃO COM TESOUROS DE ARTE RUPESTRE E AS PEDRAS GRANDES EM SENADOR POMPEU: Talvez uma das mais fascinantes pedras do Brasil, ainda sem estudo e sem explicação, pois se obra da natureza, ENTÃO O ACASO É ARTISTA. Se obra humana, magnífica e merece profundo estudo. Não se tratam de Itacoatiaras, mas de um local fascinante, com características únicas, cujas Pedras Grandes estão montadas formando enorme tartaruga. com várias entradas, como túmulos coletivos, num local estratégico, perfeitamente encaixadas uma nas outras. matéria sobre as Pedras Grandes em: http://valdecyalves.blogspot.com.br/2012/09/anuncio-ao-brasil-e-ao-mundo-um-local.html


Desenhos do teto da gruta  - Explosão de cores e traças abstratos(
FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Desenhos do teto da gruta  - Explosão de cores e traços abstratos
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)


Desenhos do teto da gruta  - Explosão de cores e traços abstratos
Desenhos com tinta vermelha - tinta preta e tinta branca
ItFOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)



CONCLUSÃO: haverá um dia que o turismo da praia se deslocará também das capitais nordestinas para visitar sítios pré-histórica no interior de Estados como Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí. O Brasil e o Nordeste brasileiro guardam um dos maiores tesouros da pré-história do mundo. Até lá o dever de todos: pessoas, Poder Público, sociedade civil, é preservar, conhecer, compreender, estudar.  Parafraseando o grande escritor inglês Shakespeare: - Há mais mistérios entre as brancas areias de nossas praias e todo o sertão que se estende interior adentro, do que pode sonhar nossa vã filosofia.

VEJAM ABAIXO MAIS FOTOS SOBRE O SÍTIO ARQUEOLÓGICO DE SÃO VICENTE:


Desenhos do teto da gruta  - Explosão de cores e traços abstratos
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

O artista pré-histórico teve que deitar entre o piso e o teto da gruta - Local dos temas religiosos e de variedade de cores
Desenhos do teto da gruta  - Explosão de cores e traças abstratos
(FOTO: Mara Paula - Quem copiar citar a fonte)

Foto para dar ideia da gruta com painéis tanto no teto como na parede ao final
(FOTO: Mara Paula - Quem copiar citar a fonte)


Desenhos do painel no fundo da gruta - Muito exposto ao vento - cores vermelha e laranja
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Desenhos do painel no fundo da gruta - Muito exposto ao vento
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)


Desenhos do painel no fundo da gruta - Muito exposto ao vento
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)



Membros da Expedição ao Sítio Arqueológico de São Vicente - Santana do Matos - RN
Da esquerda para direita: Khayyam - Ilíada - Valdecy Alves - Mara Paula
(Foto Gilson da Silva )

Jovens nativos da região que lutam pela preservação - novas gerações conscientes - acompanharam a expedição
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)


Gravando ao lado do guia Gilson da Silva
(Imagem: Khayyam Perseu)

Gravando ao lado do guia Gilson da Silva
(Imagem: Khayyam Perseu)

Casarão da Fazenda São Vicente - Centenário - Bem preservado - O sítio está a 500 metros do local
(Imagem: Khayyam Perseu)

Região Próxima ao Sítio Arqueológico
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Belíssimo mandacaru da região coberto de frutas
(FOTO: Valdecy Alves - Quem copiar citar a fonte)

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails